Cientistas revelam novas funções do RNA

Por muito tempo, achou-se que o RNA agia como “garoto de recados” do DNA. É o famoso RNA Mensageiro (RNAm). No entanto, parece que nosso amiguinho é mais importante do que se imaginava inicialmente. Pesquisadores do Beth Israel Deaconess Medical Center (BIDMC) – que NÃO FICA em Israel -, animados com o Código DaVinci, Código Michelângelo e outros códigos, sugerem agora que há segredos ocultos no RNA, pois há mais coisas ali do que poderia sonhar a nossa vã filosofia.

A pesquisa publicada pelo dr. Pier Paolo Pandolfi, Diretor do Centro de Pesquisas do Câncer do BIDMC e seus colaboradores na revista Nature descreve um novo papel de regulação para o RNA, que seria independente de sua função na codificação de proteínas.

Como em todo bom livro de suspense, o “livro da vida”, escrito com apenas 4 letrinhas, apresenta um mistéria que, ao que parece, será desvendado. Este mistério revela como nosso amigo RNAatua no reconhecimento disfarçado de microRNAs, resultando em uma nova categoria de elementos genéticos que, quando transformados, podem ter consequências para o câncer e as doenças humanas em geral.

Segundo os pesquisadores, cientistas dispõe agora não só a “linguagem” para o RNAm, mas o que eu posso chamar de “gramática”, com suas regras de sintaxe que instruem as moléculas como elas se comportam, apesar de ainda haver lacunas sobre como funciona determinadas partes do RNA. No entanto, já é muito saber que os pesquisadores têm conhecimento sobre uma quantidade estimada de 30.000 novas entidades genéticas, oferecendo uma nova dimensão através das quais regulações sobre tumores terão maior eficácia.

Entre outras entidades (ê ê) genéticas, temos os chamados MicroRNAs, que são – ou, pelo menos, achava que eram – pequenas moléculas de RNA que reprimem os níveis de expressão de numerosos genes através da ligação ao RNAm, impedindo-a de entregar a sua mensagem de codificação de proteínas, isto é, é como se ele sabotasse a linha telefônica, meio como os técnicos da Oi/Telemar costumam fazer.. Como resultado, os microRNAs são conhecidos por “dar uma mãozinha” em doenças como o câncer. Em resumo, essa molécula FDP seria conhecida como Alemão (em português proto-favelado-carioca, significa “inimigo”), pois entrega os irmãos de bandeja. Tá ligado?

A equipe do dr. Pandolfi pensou de forma diferente e tentou abordar o problema de outro ângulo. O que eles descobriram é que não é bem um “bloqueio”, mas sim uma competição entre as diferentes moléculas de RNA, um tanto semelhante à pesquisa que mostrou moléculas de RNA competindo por recursos químicos. Dessa forma, acontece uma competição acirrada em nível molecular, onde as moléculas do RNAm sequestram as moléculas do microRNA, de forma a isolar este último e inibir sua capacidade de bloquear a transmissão de informação bioquímica. Os autores denominaram isso de “RNAs endógenos competitivos” ou ceRNAs (derivado do nome em inglês).

A pesquisa mostra, mais uma vez, como se dá o processo evolutivo por seleção natural em nível molecular. Caso a molécula de RNAm fosse incapaz de neutralizar os efeitos do microRNA, as informações seriam bloqueadas, fazendo a festa para moléculas cancerosas. Dessa forma, seres vivos que tivessem estruturas assim, muito provavelmente não teriam uma sobrevida maior do que aqueles espécimes que possuíssem moléculas de RNAm capazes de tal façanha. Assim, os que estavam mais apos a sobreviverem melhor geravam mais descendentes, passando seus genes adiante… e seus RNAs, também.

2 comentários em “Cientistas revelam novas funções do RNA

  1. “A pesquisa mostra, mais uma vez, como se dá o processo evolutivo por seleção natural em nível molecular”

    Quando eu vejo um criacionista defendendo as suas idéias hoje em dia eu lembro da Orquestra do Titanic. O Navio afundando e os músicos firmes tocando :mrgreen:

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s