Índia Urgente: Defunto está bem morto, mas vivo pros familiares muito vivos

Negação é uma coisa triste. Compreensível, mas para tudo tem um limite. Se bem que, na Índia, quem tem limite é município. Um exemplo disso é o caso de uma família enlutada que se negou a acreditar que um dos seus familiares tenha ido bater um papinho com Yama, o senhor do mundo dos mortos hindu. Então, mantiveram o corpo em casa, mesmo.

O caso aconteceu no nosso já conhecido estado indiano de Uttar Pradesh, mais especificamente na cidade de Kanpur. Cara, Uttar Pradesh é praticamente um mundo de Qward!

Vimlesh Dixit era um barnabé do departamento de imposto de renda. Aos 22 de abril do ano passado (2021, caso você esteja lendo isso em 2023 ou anos subsequentes), Dixit bateu as sandálias e foi participar de dancinha do Bollywood Celestial de Vishnu; o problema é que sua família estava relutante em realizar seus últimos ritos porque acreditavam que ele estava em coma, e mantiveram o corpo em casa esperando ele bancar Jesus e acordar no terceiro dia ou algo assim.

Funcionou com Buda, não com Vimlesh.

Os dias foram passando e o corpo lá seguindo as leis da Química e da Física, e os familiares nem tchun! Mantiveram o defunto em casa por 18 meses. DEZOITO MESES!! Todo o monte de idiotas pensando que o funça estava em coma, enquanto a esposa de Vimlesh ficava borrifando Gangajal, água do Ganges, sobre o corpo em decomposição todos os dias. A tia costumava fazer isso na esperança de que sua prática ajudasse o marido a voltar do coma. De minha parte, se o cara estivesse em coma, aí mesmo que ele ia partir pros círculos cármicos que lhe cabiam.

Os outros barnabés, colegas de Vimlesh, estavam achando muito esquisito e chamaram os Meganhas de Shiva. O que chamou a atenção é que os arquivos da pensão familiar não haviam se movido um centímetro. Alguém estava se dando bem em cima do Leão Indiano, e você pode segurar defunto o quanto quiser. Não pode é dar uma volta no Imposto de Renda.

Quando uma equipe de autoridades de saúde, juntamente com policiais e o magistrado, chegaram à casa de Dixit, seus familiares insistiram que ele estava vivo e em coma. Depois de muita conversa (e ameaças, se você sabe bem como a banda toca quando tem dinheiro do governo envolvido), os familiares permitiram que as autoridades verificassem o corpo e pudessem declarar o homem morto.

Sim, ele estava com o aspecto de quem estava morto há 18 meses, ou seja, um pouquinho melhor que o Ganges, mas não muito.

A polícia está investigando, e por enquanto ninguém foi preso. O pobre Vimlesh está lá bem puto do outro lado e as apsaras estão morrendo de rir com o otário.

Mais um dia normal em Uttar Pradesh.


Fonte: Jagran

3 comentários em “Índia Urgente: Defunto está bem morto, mas vivo pros familiares muito vivos

  1. Uttar Pradesh é o melhor estado da Índia por todos os motivos errados. O que me intriga, na real, é a devoção ao Ganges – ou como alguém consegue tirar alguma coisa de lá sem morrer logo em seguida.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s