Pesquisa mostra o óbvio: não é porque você é vegetariano que isso lhe garante boa saúde

Claro, você ouviu que a alimentação vegetariana é muito melhor, certo? Que alimentação vegetariana não tem problema nenhum. Ok, te enganaram. Satisfeito? Péra, você acreditou? Eu também acreditava que espelhos atraíam raios, coisa que eu parei de acreditar depois das aulas de Ciência no colégio na sexta série.

Uma recente pesquisa demonstrou que alimentação vegetariana não significa alimentação saudável.

A drª. Matina Kouvari é pesquisadora de Dietética e Nutrição Aplicadas da Universidade Harokopio, na Grécia. De acordo com sua pesquisa, mulheres tendem a comer mais alimentos de origem vegetal, mas isso não garantiu que elas tenham feito escolhas alimentares mais saudáveis, nem houve uma garantia de um melhor estado de saúde .

A maioria dos estudos dietéticos define dietas baseadas em vegetais simplesmente como “vegetarianas” ou “pobres em carne”, tratando assim todos os alimentos vegetais como iguais. Sim, isso que você leu. A alimentação pode ter alguma coisa de carne e ainda assim ser vegetariana, o que difere de alimentação vegetariana estrita. Há as pessoas que são ovolactovegetarianas, isto é, preferem alimentos de origem vegetal, somada a ovos e derivados de leite.

E vegans?

Não são gente. Mantenha distância.

Na pesquisa de Kouvari, foram examinados os tipos de alimentos vegetais consumidos, além da quantidade total. Os produtos vegetais saudáveis ​​eram principalmente os alimentos menos processados, como grãos inteiros, frutas, vegetais, nozes, azeite de oliva e chá ou café. Já os produtos tidos como não-saudáveis de origem vegetal consistia em sucos industrializados, bebidas adoçadas, grãos refinados, batatas fritas e qualquer tipo de doce, como por exemplo, chocolate, sobremesas tradicionais gregas (motivos óbvios) etc..

Péra? Isso quer dizer…

Sim, batata frita em óleo vegetal faz um mal desgraçado. Aquela informação que a gente sempre dá quando criticam que a carne causa problemas coronários e de diabetes.

O estudo examinou a ligação entre a quantidade e a qualidade dos alimentos vegetais e a saúde do coração ao longo de um período de 10 anos, em cujo período foram analisadas diferentes dietas, com cerca de 156 alimentos diferentes. Homens que consumiam mais alimentos vegetais eram menos propensos a apresentar esse declínio no estado de saúde. Uma tendência também foi observada nas mulheres, mas não atingiu significância estatística.

A escolha dos alimentos vegetais foi a principal responsável pelo estado de saúde. metade dos participantes que se alimentaram de comida de origem vegetal estavam obesos, tendo desenvolvido pressão alta, alta concentração de lipídios e açúcar no sangue e açúcar, candidatando o sujeito a sérios problemas de coração. Essas relações eram mais fortes nas mulheres do que nos homens. Em outras palavras: mulheres tem piores hábitos alimentares.

Claro, vão alegar “ah, mas carne faz mais mal”.

Surpresa: tudo faz mal. É tudo uma questão de hábito e escolha. Lembra quando eu dei o exemplo da batata frita? Alimentos processados (como mortadela) e ultraprocessados (aquela maravilhosa lasanha Sadia com sabor de sódio) terão maiores chances de causar problemas de saúde do que carnes mais frescas , o que de fato é mais difícil de se obter, devido ao preço ser mais elevado. O que é muito diferente de dizer: “mordeu um bife, Zé Maria vem te buscar”.

Outra ressalva que a drª Kouvari fez é que a análise foi conduzida em indivíduos obesos e os resultados não devem ser estendidos a outras categorias de peso, ou seja, diferentes condições de diferentes indivíduos terão resultados diferentes. Ainda assim, fica o alerta: trate de comer direito, seu bucha!

A pesquisa foi apresentada hoje no Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia de 2020

8 comentários em “Pesquisa mostra o óbvio: não é porque você é vegetariano que isso lhe garante boa saúde

  1. Eu já convivi com um ovolactovegetariano, nesse período eu comi uma das coisas mais nojentas da minha vida – Fricassé de jaca verde. Esse deve ser um dos pratos servidos no inferno. Eu fui obrigado a comer isso, e o pior de tudo é que a pessoa depois voltou a comer carne kkkk

  2. esse estudo nao eh sobre Alimentacao Vegetariana, mas sim sobre a qualidade da alimentacao… o fato de alguem ser vegetariano de fato nao significa que a pessoa eh saudavel, mas as escolhas da alimentacao sim! poderiamos dizer o mesmo sobre quem come carne…

    um resultado obvio pra uma pesquisa obvia neh?

    agora, se o estudo fosse uma comparacao entre comer BEM comida vegetariana X comer BEM uma dieta com carne, seria um estudo BEM MELHOR!!!!!

  3. “Pesquisa mostra o óbvio: não é porque você é vegetariano que isso lhe garante boa saúde” só pelo título… Pesquisa mostra o óbvio: não é porque você ser omnívoro que isso lhe garante boa saúde também serve certo? Muito fraco…

  4. Tudo demais faz mal. Agora alimentos industrializados como o próprio óleo de cozinha seja de soja ou canola mesmo em pequenas quantidades já é o suficiente para agredir as células do corpo, assim como a margarina, tanto é que nessa nem a barata ou formiga vão. Por quê?? Porque eles sabem que isso não é alimento e não tem nada que se aproveite ali.
    Uma dieta vegetariana pode sim melhorar os quadros de saúde cardiovascular, agora depende do que a pessoa come, não basta cortar a carne e comer biscoito o dia inteiro, isso só vai piorar o quadro.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s