Carcereiros deram bacon para presos muçulmanos. Veja o que aconteceu

Pílula de Bactéria é o novo tricorder
Efeito Espectador (Bystander Effect)

Ir para a cadeia não é legal. Ainda mais quando você fez por onde estar ali, mas isso só não acontece em Shawshank. Lá todos são inocentes e um advogados os ferrou. Chegando no lugar onde você verá o Sol nascer quadrado, se você espera ser tratado com amorzinho e atenção, revise seus conceitos. Carcereiro é um bicho que não presta. A última deles fez o pessoal dos Direitos Humanos dar chiliques homéricos. E eu nem sei direito o motivo. Só falaram que deram carne de porco para os Camelinhos de Allah em pleno Ramadã.

Comendo um baconzinho e um torresminho responsa, esta é a sua SEXTA INSANA!

Os carcereiros de uma prisão federal no Alasca tomaram uns esporros esta semana e uma ordem de um juiz mandando que eles parassem de dar aos presos muçulmanos carne suína. Não, nada de bacon! A ONG Conselho de Relações Americano-Islâmicas (CAIR) entrou com uma ação na terça-feira alegando que o Complexo Correcional de Anchorage violou as proibições constitucionais contra “punição cruel e incomum”.

Incomum pode até ser, mas gente! Um baconzinho não é nenhuma crueldade! Mas o tal de CAIR caiu de pau e disse que o Tribunal Distrital dos EUA para o Alasca deu seu pedido de uma ordem temporária de emergência exigindo que os guardas forneçam refeições adequadas de acordo com as diretrizes de saúde do governo.

Cara! Nem mesmo o americano médio tem uma refeição adequada. O que eles querem? Saladinha de alface, tomate e queijo? (acompanhado de dois hambúrgueres, molho especial e pão com gergelim).

Os bandidos, digo, os coitadinhos dos presos muçulmanos estão naquele festival de receber rações que equivalem a 1.100 quilocalorias por dia no máximo. Só que as rações vieram com carninha de porco. Deliciosas costeletinhas. Hummmmm! E o pior é que nem para gravarem um video no YouTube para a gente ver a reação

O CAIR disse que o tratamento violou a Lei sobre o Uso Religioso da Terra e as Pessoas Institucionalizadas e violou os direitos da Primeira e da 14ª Emenda para proteção igualitária e livre exercício da religião. A Constituição que protege o sujeito de professar a religião que quiser, como aquelas que dizem que todos os não-muçulmanos

Sura 2:191 – Matai-os onde quer que os encontreis e expulsai-os de onde vos expulsaram, porque a perseguição é mais grave do que o homicídio. Não os combatais nas cercanias da Mesquita Sagrada, a menos que vos ataquem. Mas, se ali vos combaterem, matai-os. Tal será o castigo dos incrédulos.

Sura 4:91…capturai-os e matai-os, onde quer que os acheis, porque sobre isto vos concedemos autoridade absoluta.

Sura 9 – 111.Deus cobrará dos fiéis o sacrifício de seus bens e pessoas, em troca do Paraíso. Combaterão pela causa de Deus, matarão e serão mortos. É uma promessa infalível, que está registrada na Tora, no Evangelho e no Alcorão. E quem é mais fiel à sua promessa do que Deus? Regozijai-vos, pois, a troca que haveis feito com Ele. Tal é o magnífico benefício.

Sura 9:5;29 – Mas quando os meses sagrados houverem transcorrido, matai os idólatras, onde quer que os acheis; capturai-os, acossai-os e espreitai-os… Combatei aqueles que não creem em Deus e no Dia do Juízo Final, nem abstêm do que Deus e Seu Mensageiro proibiram, e nem professam a verdadeira religião…

De minha parte eu só digo o seguinte: Tá achando ruim? Que louco seria se vocês simplesmente não cometessem crimes, né?


Fonte: AFP

Pílula de Bactéria é o novo tricorder
Efeito Espectador (Bystander Effect)

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!