Óleo de girassol não é tão saudável quanto você pensa

Existem diversas doenças hepáticas, e não necessariamente têm a ver com você ser um pudim de cachaça. Muitas doenças hepáticas são não-alcoólicas, e as doenças hepáticas gordurosas não alcoólica levam a um excessivo acúmulo de triglicerídeos no fígado. Você não quer isso! Já a esteato-hepatite não-alcoólica representa a forma inflamatória que pode levar à fibrose avançada, cirrose e câncer no fígado. A esteato-hepatite não-alcoólica (doravante chamada EHNA) também acarreta inflamação do seu querido fígado sem ter sido causada por alguém meter o pé na jaca e encher a caveira. Sabem o que pode causar a EHNA? Óleo de girassol e de alguns peixes.

Em outras palavras, podemos resumir o presente artigo em: se você substituiu óleo de soja por óleo de girassol, porque lhe disseram que é mais saudável, temos péssimas notícias para você!

O dr. José Luis Quiles Morales é professor titular de Fisiologia da Faculdade de Medicina da Universidade de Granada. Sua pesquisa, além de ser um estouro, visa entender os casos de doenças hepáticas e quais as origens delas. Em geral, esta doença afeta entre 1% e 3% das crianças, 5% dos adolescentes, 18% das pessoas com idade entre 20 e 40, 39% das pessoas com idade entre 40 e 50 e mais de 40% dos mais de 70 anos. Não só isso, Só nos EUA, de 328 pacientes assintomáticos (que não apresentam sintomas da doença), foi registrado que 46% dos indivíduos tinham EHNA, 26% eram diabéticos, 68% hipertensos e 70% obesos.

No Brasil, estima-se que haja 20% de EHNA na população em geral. Em pacientes diabéticos analisados por meio de ultrassom em relação à presença de esteatose, 70% são portadores da safadinha. 20% dos pacientes que são diagnosticados com EHNA desenvolvem cirrose criptogênica. Casos com índice de massa corporal superior a 30 e diagnosticadas com diabetes mellitus são considerados fatores de risco da evolução de esteato-hepatite para a cirrose.

A pesquisa do dr. Miles José Morales se focou no consumo a longo prazo de diferentes fontes de gordura, tanto de origem vegetal quanto animal. Este tipo de pesquisa vai ofender muitos dos veganzinhos do coração. Primeiro, porque os testes foram feitos em ratos (nenhum vegan se ofereceu para ser cobaia); segundo, porque certos óleos vegetais e animais consumidos em excesso podem levar à EHNA. Como exemplo a pesquisa citou a ação de óleos derivados de azetona (azeite, pros íntimos), de girassol e óleo de peixe sobre o fígado.

Sim, óleo de girassol, aquilo que todo mundo diz que é hipermelhor que usar óleo de soja, no fim, não é tão melhor assim. No caso do azeite em demasia causa mal não só à sua conta bancária como ao seu fígado (isso o azeite de verdade, não aquelas porcarias baratas que não passam de óleo de soja aromatizado com azeite), mas ainda assim é o melhor dos supra-citados. O óleo de oliva virgem (o de verdade, e não aquilo que os supermercados vendem como sendo virgem-virgem) mostrou ser o melhor em preservar o fígado de doenças.

“Melhor” não significa ser 100% eficiente, é claro!

A pesquisa de Evo José Morales também revelou que o óleo de girassol acabou sendo um belo pulha, já que induz a fibroses, alterações ultraestruturais, bloqueios de expressão gênica e alta oxidação. Já o óleo de peixe intensificou a oxidação associada ao envelhecimento, diminuiu a atividade da cadeia de transporte de elétrons mitocondrial e alterou o comprimento relativo dos telômeros. Caso você não se lembre, telômero é aquela linda estrutura nos cromossomos que vai se deteriorando cada vez que as células se reproduzem; seu encurtamento causa envelhecimento celular e se os telômeros se alongarem, você ganha um câncer. Mas é tudo um projeto inteligente, pessoal! Parabéns a todos!

A pesquisa foi publicada no periódico The Journal of Nutritional Biochemistry, mas como é da Elsevier, nada de gratuidade na leitura. Então, fica a dica: tudo demais faz mal. Mas algumas coisas fazem mais mal que outras. Melhor partir pro miojão, se for o caso, que aí você não se ferra com a esteato hepatite não alcoólica. Será por outras doenças como hipertensão, diabetes, obesidade etc.

2 comentários em “Óleo de girassol não é tão saudável quanto você pensa

  1. E o que dizer então dos “Ômega 3” que tanto são propagandeados na tv? Alguns prometem até curar Diabetes..

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s