Giárdias secretam proteínas semelhantes ao do hospedeiro só para infectar melhor. Mas a Natureza é linda

Giárdias, como todo bom parasita, é um bicho sacana. E sim, mulinhas, eu sei que ele não é um animal, mas um protozoário fidamãe que fica no intestino dos mamíferos, inclusive de seres humanos e cães, podendo levar estes últimos à morte; em que nos seres humanos, as giárdias do inferno preferem se alojar no intestino delgado. Esta cria de Satã flagelada vive tranquilamente sem necessitar de hospedeiro, dando um rolé por riachos e lagos, podendo ficar lá por bastante tempo, até achar algum bicho idiota para poderem viver felizes da vida parasitando o sistema digestivo desse bicho. Eu sugiro que vocês fervam as águas que coletarem em rios e lagos antes de beber.

O problema é que os cientistas não estavam bem certos do por que a giárdia do inferno conseguia ser tão bem sucedida, já que o sistema imunológico não manda pra vala de uma vez e continuar infectando as pessoas sem dó. E isso porque esta fidamãe conseguiu a incrível façanha de mimetizar células humanas.

O dr. Kevin Tyler, da Faculdade de Medicina Norwich da Universidade de East Anglia, estuda protozoários. Estes parasitas são os responsáveis por causar muitas das piores doenças existentes, e isso porque as pessoas bebem água contaminada ou ingerem alimentos que foram lavados com esta água ou mesmo regados com esta água. Higienização é algo problemático no mundo todo; mas se você, morando na cidade grande, contraiu uma doença oriunda de um protozoário, significa que você é porco, mesmo, ou se alimenta em locais sem um mínimo de higiene.

Tyler e seu pessoal estudam as giárdias (sim, tem mais de uma espécie) há bastante tempo. A conclusão que chegaram é que as giárdias conseguem quebrar as células no intestino, onde moram, para poder se alimentar. Para tanto, elas “fingem” ser proteínas de forma que o sistema imunológico não perceba.

Para diagnosticar giardíase, os médicos examinam os seguintes sintomas: Cólicas abdominais diarreia, inchaço abdominal, perda de peso, fezes amareladas (com sinais de presença de gordura), aumento dos gases intestinais, e azia, queimação e má digestão. Além disso, faz-se uso de exame de fezes e de exame de sangue, visando detectar anticorpos para giárdia. O problema se dá quando não há produção de anticorpos suficientes pois estas safadinhas estão dando um balão nos anticorpos, já que produz dois tipos principais de proteína que lhe permitem cortar camadas de muco protetor no intestino, quebrando as ligações que unem células juntas para acessar facilmente os nutrientes dentro delas. Estas proteínas são semelhantes às proteínas já encontradas lá (as chamadas tenascinas), então, não há sinal químico para que o organismo ative as defesas (não, o cérebro não adivinha por mágica que você tem alguma infecção).

As tenascinas formam um grupo de glicoproteínas, isto é, proteínas que contêm cadeias de oligossacarídeos unidas atuando junto às cadeias laterais do polipeptídeo. O carboidrato está ligado à proteína em uma modificação cotranslacional ou pós-tradução. Este processo é conhecido como glicosilação. As proteínas extracelulares secretadas são muitas vezes glicosiladas.

Obrigado, André, seu corno. Não entendi porra nenhuma, carai!

Uma proteína é uma molécula MUUUUUUUUUUITO grande. Ela é formada pela condensação de pequenas moléculas chamadas aminoácidos. A junção destes aminoácidos forma uma proteína, como a junção de vários elos forma uma corrente. As glicoproteínas têm algo interessante na sua estrutura: carboidratos. Estes carboidratos aparecem depois que a proteína é codificada, se juntando a elas. Essa codificação é feita por determinados grupos de genes do seu DNA (eu estou simplificando, seus puristas chatos! Comprem um livro de bioquímica, de genética, de qualquer coisa e me deixem em paz. Aqui é divulgação científica para leigos!).

Existem diversos tipos de glicoproteínas e as tenascinas são um subgrupo desse grupo de proteínas. Elas têm a seguinte divisão:

  • Tenascina-C é o membro fundador da família de genes. No embrião é formada por células migratórias como a crista neural; Também é abundante no desenvolvimento de tendões, ossos e cartilagens.
  • Tenascina-R é encontrada no sistema nervoso em desenvolvimento e adulto.
  • Tenascina-X é encontrada principalmente em tecido conjuntivo solto; mutações no gene humano de tenascina-X podem levar a uma forma de síndrome de Ehlers-Danlos.
  • Tenascina-W é encontrada nos rins e no desenvolvimento do osso.

As tenascinas são importantes como pudemos ver. Elas regulam a adesão celular durante a cicatrização de feridas e remodelação de tecido, ajudando a quebrar células quando necessário e equilibrando as proteínas que colam as células juntas. É praticamente, um serviço de pedreiro em nível molecular.

Assim, as giárdias fazem exatamente isso. As glicoproteínas semelhantes às tenascinas, produzidas pelas giárdias, começam a afetar o equilíbrio do corpo, evitando a cicatrização das junções entre as células que as mantêm unidos. Simulando o que as tenascinas originais fazem, não há sinal químico pronunciado nesta fase e, com isso, nada de sistema imunológico sendo ativado. Desmontando as células do intestino, ó que maravilha, as giárdias se espalham pelo corpo. Lindo, não?

Estudando como estes seres malignos atuam, poderemos pesquisar como impedir que suas proteínas afetem o organismo infectado, de preferência, impedindo que estas glicoproteínas atuem, sem afetar o correto funcionamento das tenascinas de verdade.

A pesquisa foi publicada no periódico GigaScience, e está com acesso aberto. Divirta-se!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s