Fosfoetanolamina será vendida como é: nunca como remédio

Psicólogo diz que beleza não põe promoção em cima da mesa. Sofá?
Peixe morre pela boca e vira picolé

Num dos episódios da série The Knick, o dr. John Thackery recebe a visita de um propagandista de indústria farmacêutica convidando-o para ser garoto propaganda de um novo remédio. Nessa época (início do século XX), era comum médicos emprestarem seu nome e retrato (desenhado, claro) para remédios e “remédios”, como endosso. A fórmula antiga de colocar um cara de jaleco branco na sua frente para você tomar um ad verecundiam (apelo à autoridade) pela fuça e você acreditar que aquilo realmente tem alguma eficácia. Se o doutor emprestava a sua cara, é porque era bom, né? Bem, o dr. Thackery disse que não aceitava aquilo, pois aquela bosta não curava ninguém.

Já com a fosfoetanolamina houve algo parecido, mas um tanto diferente. Não que aquela bosta cure alguém, mas é que seus idealizadores não têm o menor pudor de aparecer em público atestando a veracidade de eficácia de uma porcaria feita em laboratório mais imundo que cozinha de traficante. Enquanto essa merda não tem seus poderes curativos comprovados (rê! rê! rê!), pessoal vociferava que tinha que ter isso ao alcance do público. Eu sempre falei que tinha e era sob a forma de suplementos alimentares, mas não no Brasil. Bem, seus problemas acabaram! Já temos fosfoetanolengôdo disponível no Brasil. Aê!

Eu achei ótimo! Agora, sim! Fosfoetanolamina saindo como sendo o que realmente é: uma palhaçada inútil que só pode ser vendida como suplemento alimentar, como qualquer outra porcaria exposta na estante de qualquer farmácia, pronto pro primeiro desavisado comprar, achando que aquilo vai mudar a sua vida.

Mas André, isso é mais sério! As pessoas vão comprar achando que isso vai curar o câncer.

Meu amigo, só tenho uma coisa a dizer: É DARWIN NO COMANDO!

Eu e todos os divulgadores científicos avisamos e o que ganhamos foi xingamentos, ameaças de processo, agressão física, morte (yep! Isso mesmo que você leu) e que nossos parentes ganhem câncer, nossa casa pegue fogo e salguem tudo. O exemplo do amor, compreensão e amizade dignas do brasileiro, autotitulado como o povo mais amistoso do mundo.

Bem, eu sempre falei que podia-se comprar fosfoetanolvergonha na Amazon e até no Mercado Livre, mas pessoal queria que o governo desse de graça. Nisso o Chierice aparece como um Messias, o Consolador, aquele que ia nos libertar da opressão, aparecendo praticamente como uma figura divina.

Aquela opressão de um remédio que não é remédio e que qualquer um podia comprar, mas mimimi Big Pharma.

Só que a equipe do Chierice (sim, agora ele tem uma. E tirando onda que fazia sozinho), desbundou e se aliou… à Big Pharma.

O biólogo Marcos Vinícius de Almeida e o médico Renato Meneguelo faziam parte do grupo de Chierice, mas romperam com o Chierice e mandaram uma empresa na Flórida, EUA, produzir a bagaça junto com o laboratório uruguaio Federico Diaz, dono da Quality Medical Line. O suplemento mágico está devidamente registrado nos Isteites e estará disponível para venda a partir de 16 de março, com a brasileirada podendo comprar diretamente nos Estados Unidos ou receber o produto pelo correio.

Curitiba será praticamente uma filial de distribuição, segundo imagino.

De acordo com os dois… “pesquisadores”, cada cápsula custará cerca de de R$ 3,80, com o princípio ativo sintetizado por um novo método, já que o do Chierice está patenteado, mas não faz diferença, pois a substância será a mesma. Eles até podem comprar direto da Sigma-Aldrich, pois substância é substância, não importa como você a sintetiza.

Claro, com os impostos e frete, sairá uns 400 reais cada cápsula, mas é tudo em prol da cura do câncer, certo? Eles até se inscreveram junto à comissão do prêmio Nobel. Tenho certeza que ganharão o prêmio, bastando uma coisa:

Meneguelo saiu do grupo do Chierice alegando “divergências de opinião”, já que ele não queria que os testes fossem feitos num único lugar, daí ele ralou peito para Egito, Espanha, Portugal, Uruguai e Estados Unidos, mas só nesse último recebeu apoio necessário, mas APENAS para produzir esta joça como suplemento alimentar, não como remédio. NINGUÉM reconheceu este lixo como nada superior àqueles multivitamínicos que pessoal toma quando poderiam simplesmente comer direito.

Ah, sim. Agora ele diz que fosfoetanolamina não cura mais câncer, só melhora as condições do paciente em 20%. Aham, tá bom, Renato. Vou fingir que não vi aquela merda de depoimento falacioso no Congresso.

Bem, taí o que vocês queriam. Comprem bastante, sim? Enquanto isso, fico no aguardo dos artigos científicos comprovando a cur.. ah, ok. Agora ela já não é cura. Tá bom, então.


Fonte: Grôbo Golpista que quer matar os pobrinhos de câncer

Psicólogo diz que beleza não põe promoção em cima da mesa. Sofá?
Peixe morre pela boca e vira picolé

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!