O mais preciso termômetro do mundo entra em operação

A Ciência precisa de medidas precisas. Para tanto, é preciso equipamentos preciso, bem calibrados e cada vez mais sensíveis. Usamos relógios atômicos para medir o tempo com precisão e sempre nos dar a hora certa. Disparamos um laser para a Lua, não para destruí-la (that IS a moon!), mas para medir a distância entre ela e a Terra. Por que não temperaturas? A quantidade de energia cinética média de cada grau de liberdade de cada uma das partículas de um sistema em equilíbrio térmico precisa de uma grandeza. Chamamos isso de "temperatura". Mas como fazer isso? Como criar o termômetro mais preciso do mundo.

PARA QUE DIABOS EU QUERO SABER ISSO?

No SEU caso, saber a temperatura de algo é a diferença entre sentir a mão geladinha com a latinha de cerveja e correr pro hospital depois que seu pai foi segurar um copo caindo e largou um caneco com água fervendo em cima de você (valeu, pai! 3 bilhões de anos de evolução biológica e você escolhe a droga de um copo!)

Mas cientistas nem sempre podem depender de termômetros xexelentos, como os que você usa para saber se os remelentos que você tem em casa estão com febre. Precisamos de equipamentos mais precisos e eu, de minha parte, meço a temperatura da minha filha com um termômetro a laser, independente das reclamações de minha preclara esposa.

O dr. Andre Luiten não é um sujeito qualquer. Primeiro, ele tem um nome que denota a sua grandeza. Segundo, ele é graduado na mais fantástica de todas as ciências. Em terceiro lugar, precisa de uma página que preste, porque tendo o cargo de chefe do Departamento de Física Experimental na Faculdade de Química e Física da Universidade de Adelaide (anãs paraguaias não-inclusas), ele merecia algo melhor que aquela porcaria que parece ter sido feita por algum sobrinho que começou a mexer com HTML ontem.

Em um artigo publicado no periódico Physical Review Letters, Andre, el magnífico (ele, e não eu, apesar de ser estupendamente incrível na minha humildade), descreve como ajudou a desenvolver o termômetro mais preciso do mundo, 3 vezes mais poderoso que o segundo colocado. Um troço que medirá até mesmo a temperatura do coração daquele (ou daquela, dependendo do gosto) que chutou a sua bunda. Mas como esta bagaça funciona?

Um termômetro como o de álcool e mercúrio medem a temperatura mediante a dilatação volumétrica dos dois líquidos. quando mais calor, as moléculas ficam agitadinhas (weeeeeeeee) e ocupam um volume maior. poderíamos até mesmo fazer um termômetro de água, mas esta tem a propriedade safada de entrar em ebulição a 100 ºC ao nível do mar e se congelar a zero graus celsius. No caso do termômetro badass do dr. Luiten, ele (o termômetro e não Andrezão) trabalha atingindo um disco de cristal polido com um feixe de luz no comprimento de onda equivalente ao vermelho e outra no comprimento de onda equivalente ao verde . Dependendo da temperatura do cristal, a luz viaja por seu interior a velocidades diferentes

Com uma precisão de 30 bilionésimos de grau (!), esta maravilha é extremamente útil, não só para fins industriais e experimentos, ambos altamente sofisticados, pois sua fabriqueta de detergente no fundo do seu quintal em São João do Meriti não precisa dele, nem o kit de Meu Pequeno Químico do seu sobrinho. Sim, o mundo é sem graça às vezes.

De um modo não muito lisonjeiro, pode-se dizer que os pesquisadores meio que estupraram o cristal com luz. O cristal não quis saber de denunciar`os meliantes mediante a Lei Maria do Cristal. Os feixes luminosos saíram do cristal, circularam milhares de vezes ao redor da borda do disco, e quando saíram, havia uma diferença de velocidade entre eles. Ao medir esta diferença minúscula na velocidade com grande precisão, pôde-se plotar um gráfico relacionando a temperatura do corpo com a diferença de velocidade.

Andre e seus vassalos, digo, colaboradores, acreditam que é o termômetro mais sensível para medir a temperatura ambiente no mundo todo, com a capacidade de medir qualquer coisa, mesmo que esteja próximo ao zero absoluto (–273 ºC ou zero Kelvin). Podemos, portanto, ter maior controle na produção de equipamentos precisos, manejar condições em que é preciso certeza do uqe está acontecendo e, claro, as tecnologias paralelas que sempre parecem quando se desenvolvem algo tão maneiro quanto isso.

Se isso irá influenciar a sua vida? Óbvio que não, mas ninguém disse que pesquisadores ficam o dia inteiro em laboratórios só para lhe agradar.

4 comentários em “O mais preciso termômetro do mundo entra em operação

  1. Andre,obrigada por mais um texto super explicativo,sou uma devoradora deles,muito bem explicadinhos nos seus miniiiiimos detalhes.Voce e o cara !

  2. André… parabéns pelo ótimo texto.

    Tirou do fundo do baú o Jack Nicholson congelado em “O Iluminado”…. grande filme!!!!

  3. Talvez você estivese brincando sobre o termometro motherfucker não influenciar nossa vida, mas outras tecnologias também pareciam só curiosidade técnica quando foram desenvolvidas, como o laser e o microondas……
    Daqui uns vinte ou trinta anos muitos dos nossos produtos vão ser aferidos ou desenvolvidos com o uso deste termometro, e nem vamos nos dar conta!

    1. Talvez você estivese brincando sobre o termometro motherfucker não influenciar nossa vida,

      E talvez você devesse reler o texto. Todo, de preferência.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s