Uma foto que deixaria o Monstro do Pântano com orgulho

Fotografia é a arte de escrever com luz. Literalmente isso. Algumas reações químicas só acontecem quando recebem quantidade de energia adequada, a chamada “energia de ativação”. Alguns processos podem diminuir esta energia de ativação; são chamados “processos catalíticos” e as substâncias usadas para isso são chamadas “catalisadores”.

Reações químicas que necessitam de luz para ocorrerem são chamadas “reações fotoquímicas”, dois exemplos disso são a própria fotografia e a fotossíntese.

Que tal se tentássemos juntar as duas coisas? Bem, um cara conseguiu.

Continuar lendo “Uma foto que deixaria o Monstro do Pântano com orgulho”

Uma foto que deixaria o Monstro do Pântano com orgulho

Fotografia é a arte de escrever com luz. Literalmente isso. Algumas reações químicas só acontecem quando recebem quantidade de energia adequada, a chamada “energia de ativação”. Alguns processos podem diminuir esta energia de ativação; são chamados “processos catalíticos” e as substâncias usadas para isso são chamadas “catalisadores”.

Reações químicas que necessitam de luz para ocorrerem são chamadas “reações fotoquímicas”, dois exemplos disso são a própria fotografia e a fotossíntese.

Que tal se tentássemos juntar as duas coisas? Bem, um cara conseguiu.

Continuar lendo “Uma foto que deixaria o Monstro do Pântano com orgulho”

Incrível invenção de energia infinita totalmente gratuita pra carregar seu celular (sim, é bait)

Eu adoro soluções para problemas que não são problemas. Pessoal vive preocupado com o quanto seu celular consome de eletricidade, em termos monetários, ao recarregar a bateria. Daí, ficam inventando inúmeras soluções, na maioria idiotas, prometendo um mundo mágico de uso de eletricidade gratuita. Alguns usam até uns geradores eólicos caseiros, contando com o poder e Eolos para carregar o seu celular.

Mas faz sentido?

Continuar lendo “Incrível invenção de energia infinita totalmente gratuita pra carregar seu celular (sim, é bait)”

Uma foto rapidinha da luz

Existem coisas rápidas. Ayrton Senna era rápido, SR-71 era rápido e até a velocidade que meu salário cai na minha conta e é devorado pelos boletos imediatamente é rápido. Ah, sim, tem a luz e a caganeira, mas vamos deixar velocidades escatológicas de lado e ficarmos só na luz. Sim, a luz é rápida. Ainda assim, dá para ser captura em foto quando ela se propaga. Dá até pra fazer videozinho, principalmente se você não for o Kylo Ren e parar o feixe.

Foi o que alguns pesquisadores conseguiram fazer, ao criarem uma câmera com o desempenho boçal de ser capaz de tirar 1 trilhão de fotos por segundo. O timelapse ficará show de bola.

Continuar lendo “Uma foto rapidinha da luz”

Crianças pequenas consomem cerca da metade da energia total do corpo. Por que tem criança obesa?

Como eu já falei, o consumo de calorias e proteína nos fez o que é ao longo dessa longa estrada evolutiva. Nosso incrível e gigantesco cérebro consome mais de 20% de toda energia. Mas isso se você for adulto. O cérebro de crianças está em formação e precisa consumir mais energia ainda (cerca da metade). Então, temos que encher a criança de alimento, certo? Pois é, nada na Natureza fica sem punição. Se não tomamos cuidado, os índices de obesidade infantil começam a disparar. E é isso o que está acontecendo.

Aí, como faz?

Continuar lendo “Crianças pequenas consomem cerca da metade da energia total do corpo. Por que tem criança obesa?”

Pesquisa aponta de forma inconclusiva que cafeína pode não ser tão ruim quanto dizem

Bebidas energéticas são aquelas que fazem tudo, menos lhe dar energia. No máximo, lhe deixa ligadão por causa da cafeína, mas, efetivamente, o que lhe daria energia são carboidratos. No caso do Red Bull, a quantidade de carboidratos por 100g soma-se 13g, com 45 kCal, com 13g de carboidratos. A Coca-Cola tradicional tem, na versão de 200 mL, 21g de carboidratos (10,5g por 100mL) e 85 kCal (42,5 por 100 mL). Mas aí vem a cafeína, um alcaloide que se liga no seu cérebro feliz da vida, além de estimular o coração aumentando a sua capacidade de trabalho, produzindo também dilatação dos vasos periféricos. Segundo o FDA (Food and Drug Administration) 34 mortes foram atribuídas às bebidas energéticas, e elas estão ainda sob investigação desde 2014.

Uma nova pesquisa voltou a investigar isso, e concluiu que bebidas energéticas estão causando distúrbios cardíacos potencialmente fatais, mas te um detalhe: Estas ocorrências não são explicadas pelo alto teor de cafeína nessas bebidas.

Continuar lendo “Pesquisa aponta de forma inconclusiva que cafeína pode não ser tão ruim quanto dizem”

Pesquisa estuda como usar seu próprio corpo para gerar eletricidade para dispositivos

Você já participou de aula de Física no colégio, em que o professor te deu um cano de PVC e um punhado de fio de lã para você ficar atritando. Você ficou com vergonha, todo mundo soltou um “esfrega aqui também”, você foi reclamar de bullying e aí mesmo que todo mundo ficou te zuando. Este fenômeno é chamado “triboeletricidade”, o processo pelo qual materiais se eletrizam em consequência de atrito. Daí você pensa: pô, seria maneiro se usasse isso para gerar eletricidade, né? Bem, seria, mas o problema é que é ineficiente para grandes cargas, tipo o seu celular. Mas e se fossem nanodispositivos?

Bem, é isso o que pesquisadores da Universidade Purdue estão pesquisando.

Continuar lendo “Pesquisa estuda como usar seu próprio corpo para gerar eletricidade para dispositivos”

Turbinas eolicas atrapalham o meio-ambiente e detonam com cadeias alimentares

O mundo caminha… ou melhor, CORRE para obter sistemas de geração de energia mais sustentáveis e com menor impacto ambiental. O problema é que isso ainda é impossível. SEMPRE temos impactos. Mas, como eu disse, a corrida é para o que tem menores impactos. Usinas solares precisam de um imenso sistema de células solares ou espelhos que concentram a energia do Sol numa torre que é basicamente uma usina termelétrica. Isso faz com que o gradiente de calor local aumente. Não vou nem mencionar hidrelétricas e muito menos termelétricas. Usinas nucleares são tabu, ainda mais com Fukushima, a usina perigosíssima. O fato de Fukushima ter tomado um tsunami de 30 metros de altura sempre é esquecido. A saída então? Usinas eólicas seria uma boa. O fato de matar aves e morcegos passa desapercebido. Mas isso é o mínimo que pode acontecer, não é mesmo?

Não, é pior ainda. Mas você já imaginava só pelo título (você leu o título, não leu?)

Continuar lendo “Turbinas eolicas atrapalham o meio-ambiente e detonam com cadeias alimentares”

O Experimento do Arroz Sensível

Saiu uma notícia que uma professora de Curitiba quis comprovar como palavras ruins podem fazer mal à gente. ela colocou dois potes com arroz cozido, sendo que um tinha palavras legais e de encorajamento e o outro palavras “negativas”, naquela teoria do Massaru Emoto que isso afeta as moléculas da água e, com isso, afetar nosso organismo. Será verdade?

Bem, eu sou um cientista. Que tal comprovar cientificamente? Acompanhe as fotos que colocarei diariamente (ou quase) no Instagram @ceticismo_net

Vamos ao vídeo?

Continuar lendo “O Experimento do Arroz Sensível”

Reações Oscilantes e a Segunda Lei da Termodinâmica

Reações oscilantes são reações em que o caminho da reação chega até um determinado ponto, volta às condições iniciais, continuam a se processar, voltam, vêm e assim ficam até chegar ao final da reação e não prosseguem mais. Alguns acham que isso viola a Segunda Lei da Termodinâmica, mas estão errados.

O químico Andrea Sella explica isso. Só que ele cometeu um erro. Ele chama a reação de reação de reação de Belousov (na verdade, reação Belousov–Zhabotinsky). Mas os reagentes que ele usa são para a reação chamada reação Briggs-Rauscher. Ainda assim, vale ver o vídeo. Ativem as legendas.

Continuar lendo “Reações Oscilantes e a Segunda Lei da Termodinâmica”