Evangelismo Badass: Estado norte-americano libera uso de armas em igrejas

Se podemos contar com duas classes prontas para ferrar com a vida dos outros são políticos e religiosos doidos. Nos EUA os dois têm de sobra, mas ainda há o 3º tipo: os maníacos que não podem ficar sem ter uma arma em casa, portar uma arma ou dar uns tirinhos por aí.

Agora, os políticos do estado da Geórgia aprovaram uma lei que permite porte de armas em igrejas. O final eu já sei qual será.

A Segunda Emenda à Constituição dos Estados Unidos deu o direito ao povo de manter e portar armas. Ela foi aprovada em 15 de dezembro de 1791 e basicamente era porque a Inglaterra não andava muito bem intencionada e queria a colônia de volta (só não quer hoje, pois eles viram o problema que aquilo se tornou).

As pessoas usam isso como um dever sagrado, ainda mais lembrando que a larga maioria dos toscos acham que as leis derivam dos 10 Mandamentos, numa brutal ignorância, já que os Mandamentos são 613 e um deles manda matar homossexuais e quem não rezasse pro mesmo deus. Ah, sim, eram leis pros judeus, não pros cristãos, mesmo porque temos o tempo da Graça. Ei, mas Jesus disse que não veio abolir as leis. Afinal, segue-se ou não?

Obama-wan Kenobi bem que está tentando acabar com isso ou, pelo menos, restringir. Claro que sendo um país repleto de caipiras, que até pouco tempo não permitia casamento inter-racial, não se pode esperar racionalidade. Os caras querem porque querem ter uma arma e ponto final. Os mesmos idiotas que podem ser achados aqui, com a deculpa furada que as pessoas precisam se defender dos bandidos. Ok, vou dar um exemplo da defesa contra bandidos:


Link da notícia

A desculpinha do pessoal que quer ter uma arma é que países civilizados que permitem que cidadãos tenham armas possuem menores índices de criminalidade. Citam, por exemplo, a Suíça, que possui uma população de 7,8 milhões de habitantes, pouco maior que a cidade do Rio de Janeiro e a metade da população da cidade de São Paulo. Suíça, onde a população não precisa de leis punindo quem mija na rua, pois lá ninguém mija na rua. Curiosamente, ninguém cita a Inglaterra ou o Japão, onde NEM OS POLICIAIS andam armados. Na Inglaterra, os detetives precisam fazer requisição para sair com uma arma e têm que explicar o porque.

Querem outro motivo que brasileiro não pode ter arma?


Nem vou comentar o óbvio.

Agora, o governador do estado da Geórgia, EUA, Nathan Deal, está prestes a sancionar uma lei que permite carregar armas até para igrejas. Imagino:

— Mas Jesus, que nasceu de uma virgem em 25 e dezembro…
— Peraí! Maria não era virgem, Jesus não nasceu em dezembro e… ei, ele existiu, mesmo?

A lei diz que líderes religiosos serão responsáveis por decidir se permitirão armas dentro de templos. O mesmo vale para donos de bares e seus estabelecimentos. E, claro, como nenhuma das categorias quer perder cliente, fiel, seja lá o nome que derem, ÓBVIO, que dirão: "sim, filhos, podem entrar, mas nada de tiro que Jesus não gosta". As informações são do Globo.

Dois movimentos, o Women Against Guns e Moms Demand Action são duas ONGs que pedem um controle mais restritivo no porte de armas. As duas organizações reconhecem o direito das pessoas se defenderem, mas mostram o outro lado da moeda, quando o seu pior inimigo pode estar mais perto do que você imagina. Mas levando em conta cidades com altos índices de violência em comparação com os altos índices de "acidentes" causados por armas, é de se pensar: "vale mesmo a pena?"

O que aconteceu é o que qualquer um que pense sabia que ia acontecer. Mamães preocupadas com sus filhos não subvencionam deputados. O lobby das indústrias de armas, sim. Mamãe fará o que? Ameaçar não votar no político? O redneck que quer sair com um fuzil maior que a fatura do meu cartão de crédito vai eleger, claro. Se o cara tiver como plataforma voltar com a escravidão, é bem capaz de ele ser eleito em alguns estados.

A lei na Geórgia foi aprovada nos últimos instantes de uma sessão legislativa, impedindo a discussão sobre um projeto para permitir o uso de maconha como tratamento médico por crianças que sofrem de graves ataques epilépticos. Deve ter sido uma decisão difícil: emaconhar seu filho ou ter uma arma e estourar a cabeça do primeiro que lhe chamar de feio?

Obama-wan Kenobi pode até continuar tentando, mas a probabilidade de ele ter sucesso neste quesito é zero.


Só fico imaginando uma igreja evangélica aqui tendo gente armada:

— Você vai dar dízimo? Vai? Diga de novo! Diga que não vai dar dinheiro pra sacolinha, motherfucker!

6 comentários em “Evangelismo Badass: Estado norte-americano libera uso de armas em igrejas

  1. Incrível! E eu pensava na minha adolescência que a civilização era um caminho sem volta. Pobre moleque ingênuo.

  2. Lembra aquele caso do espirita que reclamou do baralho do culto no apartamento vizinho, reclama do barulho agora e ao invés de só tomar uns catiripapos o pastor te prega uma azeitona na testa! :shock:

  3. Exército de cristo: Olá, tem um minuto para ouvir a palavra de deus ?
    Cidadão: Agora não, obrigado.
    Exército de cristo:(som de pistola destravando)Não mesmo?

  4. Pra mim, Iowa é mais badass ainda, lá liberaram até para cegos :cool:
    Mais uma vez a direita cristã americana me surpreende de novo.

  5. André

    A bíblia não aprova e incentiva o porte de arma ?
    Afinal temos:

    Mas agora, disse-lhes ele, aquele que tem uma bolsa, tome-a; aquele que tem uma mochila, tome-a igualmente; e aquele que não tiver uma espada, venda sua capa para comprar uma.
    Lucas 22:36

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s