Projeto e Lei visa autorizar mulheres a ter spray de pimenta e taser

Uma das propostas do atual governo democraticamente eleito (para meu eterno divertimento, já que um sujeito que tinha 8 segundos de TV conseguiu ser eleito graças a um monte de imbecis que o divulgaram de graça) é alterar o estatuto do desarmamento (Lei 10.826/03) para flexibilizar possuir e portar uma arma (ou seja, manda o estatuto do desarmamento pra vala). Eu acho que brasileiro é psicopata por natureza e se por causa de um sujeito com a camisa do time errada já dá muito ruim, imagina pessoal podendo andar armado, seja com um fuzil, um liquidificador ou mesmo um guarda-chuvas. entretanto, eu moro no Rio de Janeiro e… bem, é isso, eu moro no Rio de Janeiro. Isso já deve ser sinal de algo. Eu acho que pelo menos, as pessoas poderiam possuir armas não-letais, como spray de pimenta, taser (aquela maquinha que faz BZZZZZZZT e te dá um chocão) e aquele bastão retrátil que aparece em filme.

Achou uma boa ideia também? SEUS PROBLEMAS ACABARAM! Um projeto-de-lei propõe que seja permitida a compra desse tipo de armamentos não-letais. Como? Você é um homem? SEUS PROBLEMAS COMEÇARAM!

Continuar lendo “Projeto e Lei visa autorizar mulheres a ter spray de pimenta e taser”

Evangelismo Badass: Estado norte-americano libera uso de armas em igrejas

Se podemos contar com duas classes prontas para ferrar com a vida dos outros são políticos e religiosos doidos. Nos EUA os dois têm de sobra, mas ainda há o 3º tipo: os maníacos que não podem ficar sem ter uma arma em casa, portar uma arma ou dar uns tirinhos por aí.

Agora, os políticos do estado da Geórgia aprovaram uma lei que permite porte de armas em igrejas. O final eu já sei qual será.

Continuar lendo “Evangelismo Badass: Estado norte-americano libera uso de armas em igrejas”

Gatos do Mal eram armas para alemães no século XVI. Ou quase.

Designers sempre inventaram moda. Estamos acostumados a ver insanidades como o BioLamp e o Plantbook. Só que enquanto hoje os frescurentos designers inventam besteiras para salvar o mundo, antigamente os mesmos designers existiam para tentar destruir tudo, mesmo porque, guerras sempre foram algo muito rentável e Da Vinci ganhou mais dinheiro projetando armas do que pintando a Mona Lisa.

Inventar coisas malucas nunca foi coisa do século XX. Há muito tempo, numa Europa muito atrapalhada, uma turminha de designers aprontava 1001 confusões, enquanto desenhavam armas incríveis, como gatos com bombas amarradas nas costas do barulho e…

MAS HEIN?????

Continuar lendo “Gatos do Mal eram armas para alemães no século XVI. Ou quase.”

ONU acha que robô assassino é golpe sujo, faz mal, fede e engorda

O problema de ler certas notícias é o sorrisinho cínico que acaba se desenhando na gente. Se prostituição é a mais antiga das profissões, vendedor de armas é a segunda mais velha (a terceira é corretor de imóveis. Perguntem aos hebreus). Mas parece que o pessoal dos direitos humanos acham que esse negócio de usar máquinas autônomas prontas para mandar todos os "alemão"1 não é algo, digamos, muito legal. Mandar um mariner armado até os dentes não entrou na discussão.

Continuar lendo “ONU acha que robô assassino é golpe sujo, faz mal, fede e engorda”