Dos dias em que havia vida antes de haver oxigênio

Além de água, o que se procura em exoplanetas é a presença de oxigênio. Sua quantidade dirá se o lugar pode abrigar seres vivos ou não. De um modo geral, grande maioria dos seres vivos depende do oxigênio, mas em quantidades mais elevadas, o gás, fortemente oxidante (e oxidação não é necessariamente reação com o oxigênio), pode mandar todos os seres vivos irem pra vala.

O início da vida na Terra era praticamente o início de tudo. Nem mesmo oxigênio tinha na atmosfera em quantidades respeitáveis. Foi a Vida que nos deu o oxigênio para que possamos sobreviver. Até agora, acreditava-se que cianobactérias eram os primeiros organismos fotossintetizantes, mas pesquisadores da Caltech estão trabalhando no que pode ser um antecessor das cianobactérias, enquanto organismos fotossistemáticos.

Jena E. Johnson é estudante de graduação da Divisão de Ciências Geológicas e Planetárias do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech). Se ela estivesse estudando na UnB, estaria escrevendo sobre aparições paranormais, se estivesse na Universidade de São Carlos, colocaria lampadazinhas em pacientes e na USP`estaria dando comprimido de água com açúcar para curar doentes. Como a Caltech é uma instituição de pesquisa de verdade, ela se dedica à Ciência, e o trabalho de Jena procura entender o que aconteceu nos primórdios da história da vida na Terra, quando praticamente não havia vida ainda.

Cianobactérias são organismos hipsters que já faziam fotossíntese antes das plantas serem moda. Mas Jena e os geobiólogos da Caltech argumentam que outros organismos já faziam isso, usando manganês. Lembram-se quando eu disse que reações de oxidação não precisam de oxigênio, conforme você aprendeu nas aulas de número de oxidação e células eletroquímicas.

Tudo tem a ver com transferência de elétrons. Uma substância que durante uma reação química recebe elétrons, ela é chamada “agente oxidante”, pois oxidou outra substância. Oxidação, portanto, não é reação com oxigênio e sim perda de elétrons. Já as substâncias que perdem elétrons são chamadas “agentes redutores”. Logo, temos:

  • Oxidação = perda de elétrons. Aumento do Nox.
  • Redução´= ganho de elétrons. Diminuição (ou redução) do Nox.

O manganês é necessário para a separação da água para trabalhar, por isso, quando os cientistas começaram a se perguntar quais os passos evolutivos podem ter levado até a um ambiente oxigenado na Terra, eles começaram a procurar evidências de fotossíntese por meio de manganês oxidante, bem antes do aparecimento das cianobactérias.

De acodo com o trabalho, o manganês desempenha um papel essencial na moderna divisão biológica da água como um catalisador necessário no processo, de modo que a fotossíntese por meio de manganês oxidante faz sentido como um potencial fotossistema de transição. A pesquisa foi publicada na Proceedings of the National Academy of Sciences (PNAS).


Sim, cientista também faz serviço pesado. Ela ali até vira laje!

Lady Johnson e seus colegas demonstraram que o manganês era original para as rochas e primeiro foram depositados em sedimentos sob a forma de óxido, mas este óxido não veio de uma reação com oxigênio, já que mesmo hoje apenas uma fração do oxigênio existente na Terra está no ar. Quando a equipe estava analisando rochas, eles encontraram os indícios de óxido de manganês, que devia ter vindo de algum lugar. O trabalho mostrou que esse oxigênio ligado ao manganês veio antes do aparecimento das cianobactérias, então a melhor indicação é que ele veio de algum outro lugar.

Isso responde as perguntas sobre a origem da vida na Terra? Não, claro que não. Ainda falta um bocado. O que temos aqui é uma outra forma como a vida possa ter surgido, já que as condições propícias do planeta davam condições. Não basta ter a receita certo e os ingredientes exatos. A “panela” precisa ser adequada. Com a panela certa, pode-se fazer diversas receitas. Isto significa que a Ciência não tem todas as respostas? Bem, nunca foi pretensão dela ter. Então evolução e mito e fomos feitos de um punhado de barro?

Quá! Quá! Quá!

3 comentários em “Dos dias em que havia vida antes de haver oxigênio

  1. Quando vejo este tipo de matéria, fico sempre com a impressão de que a Seleção Natural já existia antes mesmo de existir vida.
    Como se as reações químicas que deram origem a vida já estivessem em lut entre si pela “sobrevivência”

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s