Sargento-Pastor testa fé de soldado apontando-lhe uma arma

Sempre achei os testes de fé algo bem idiota. Justino Mártir pode ser visto como herói e santo pelos católicos, mas tão-somente era um imbecil que resolveu encher o saco das autoridades, sendo executado não por ser cristão, mas puramente por ser um pé-no-saco. Passado um certo tempo, ciosos religiosos presunçosos resolveram que o hype de se sacrificar tinha passado, era mainstream demais. Então o lance era fazer os outros testarem a sua fé, de preferência arrumando um modo de passar os bens caso confessassem, digamos, que eram adeptos de bruxaria ou algo assim. Claro que uma tortura básica ajudava na pesquisa.

O que pode parecer um absurdo lá no passado acaba se tornando mais sem sentido ainda quando vemos que isso ainda acontece. Um sargento do exército resolveu testar a fé de um dos soldados, apontando-lhe uma pistola, em nome do Senhor Jesus, amém, graças a Deus!

O acontecimento teve lugar no 1ª Depósito de Suprimentos do Exército, em Triagem, um bairro tão decadente quanto a moral de certas pessoas. O terceiro-sargento José Ricardo Mitidieri (que por sinal é pastor evangélico) resolveu tirar a limpo a fé do soldado Dhiego Cardoso Fernandes dos Santos. Este último é seguidor do Candomblé e é curioso que desavenças assim sempre acabam entre um evangélico e um seguidor de uma religião afro.

O pastor Huguinho Luisinho Zézinho já chegou em cima do recão perguntando se era verdade que andava papagaiando pelo quartel que tinha o corpo fechado. O soldado, ao que parece, não viu um senhor de barba branca com um bloquinho na mão atrás dele, pronto para mandar mais uma inscrição pro Darwin Awards. O soldado achou que era Chuck Norris e confirmou que tinha o corpo fechado sim e nem Kid Bengala faria mal a ele. O sargento mete a mão no berro na máquina na pistola 9mm, aponta pra cabeça do outro idiota e pergunta de novo. O soldado confirma mais uma vez, fazendo com que a única imagem mental que me ocorre é:

O sargento ainda perguntou mais uma vez, e o imbecilzinho metido a mártir em nome de Iansã realmente achou que tinha corpo fechado confirmou mais uma vez (mas aposto que ele olha pros dois lados antes de atravessar a rua). O milico retardado sai resmungando que o tosquinho tinha que aceitar Jesus e blábláblá. O Superior Tribunal Militar meteu o sargento-pastor-senhor a 2 meses de xilindró por constrangimento ilegal, segundo o jornal Extra, coisa que advogados, sempre eles, contestam pelo fato do recão não ter achado nada de mais, já que isso deve ocorrer todos os dias.

O pastor-senhor-sargento alegou que estava com munição não-letal, o que faz pouca diferença, já que a primeira coisa que se aprende é NÃO APONTAR armas para ninguém. Arma não é pra ter, é pra usar, usar é pra acertar, acertar pra matar. Só o ato de apontar a arma já incorre em desvio disciplinar. Em seguida, ele deu uma ordem idiota (o de confirmar a fé), e ordem idiota não é pra ser cumprida, no máximo pra chamar uma viatura branca e mudar a farda do sujeito para uma outra de mangas compridas… bem compridas.

O caso é claro em mostrar 1) intolerância religiosa, 2) um imbecil armado por fazer um estrago, 3) Que merda aquele soldado estava pensando? Se um oficial aponta-lhe uma arma, ele estaria no seu direito à auto-defesa de dar mandar um tiro bem na testa do idiota (e seria bem capaz de um monte de crente tosco achar que ele era um pessecopata e o sargento morreu em serviço ao sinhô G-zuis).

Se é esse tipo de gente que está enfronhado nas forças armadas, eu só tenho que lembrar do que aconteceu da última vez que montaram um braço religioso nos exércitos que foram até Jerusaém para roubar o terreno dos outros.

23 comentários em “Sargento-Pastor testa fé de soldado apontando-lhe uma arma

  1. E esse é o pessoal habilitado a portar armas na nossa decadente república. E se eu transporto minha crossbow devidamente desmontada para um lugar deserto, a fim de praticar tiro ao alvo, corro o risco de ser abordado e autuado em alguma babaquice que inventarem na hora.

    1. @SAULO NOGUEIRA,

      Saulo,

      É fato que o ser humano é estúpido por natureza e faz coisas idiotas tendo religião ou não. Mas é fato também que a transmissão da mensagem literal da bíblia acaba servindo como “catalisador” desta estupidez.

      Uma frase interessante da própria bíblia: “Pelos frutos conhecereis.”

      2000 anos de cristianismo e o que esta ideologia trouxe de benefício para a humanidade? Onde estão os frutos?

      Fica a pergunta que não quer calar: Vc não se sente um pouco responsável por isso? Eu me sentia nos últimos anos como cristão.

  2. Bom, pelo menos o cara é valente (ou burro, como preferir)

    Não seria espanto se fosse o contrário o pastor falaria que não usaria o nome de deus em vão ou algo parecido.

  3. Existe aquela dúvida se um suicida é corajoso por tirar a própria vida ou um covarde por não encarar os problemas de frente. Algo semelhante se encaixa nesse caso.

  4. Essa não foi a maneira mais adequada de inquirir sobre o que ele ouvia de terceiros, a respeito das afirmações do soldado, porventura seria um modo de coagir o subalterno ? É típico de fundamentalistas cristãos que quando descobrem que alguém não partilha da mesma crença que ele, acha um absurdo e começa a depreciar e usar termos pejorativos quando se refere(m) àquela pessoa ou a crença dela…

  5. Sargento Mitidieri a pastor e Oxum dos Santos deveriam se preocupar com suas cabeças fechadas, se bem que um deles quase teve a sua aberta.

    E religião não causa mal algum!

  6. Mas um neófito mal orientado manchando a reputação de Jesus….se o cara tem corpo fechado, põe ele pra trabalhar na cabine do jacaré. Tem que acreditar nos outros sargento o amor em tudo crê e convém que alguns sejam jogados no fogo pra que a alma se salve..quer mais…não jogue perolas aos porcos…outra , crente não pode ter intenção de matar, se a mão do cara peca …arranca…é melhor ele entrar no céu sem mão…isso é sem se encolerizar , por que é pecado….santa ignorância sargento.

    1. Mas um neófito mal orientado manchando a reputação de Jesus….

      Mat. 10:34-35 — Não cuideis que vim trazer a paz à terra; não vim trazer paz, mas espada; Porque eu vim pôr em dissensão o homem contra seu pai, e a filha contra sua mãe, e a nora contra sua sogra.

      Lucas 14:26 — Se alguém vem a mim e não odiar seu pai, e mãe, e mulher, e filhos, e irmãos, e irmãs e ainda a sua própria vida, não pode ser meu discípulo.

      Lucas 19:27 — Quanto, porém, a esses meus inimigos, que não quiseram que eu reinasse sobre eles, trazei-os aqui e executai-os na minha presença

      Filipenses 1:8 — Mas que importa? Contanto que Cristo seja anunciado de toda a maneira, ou com fingimento ou em verdade, nisso me regozijo, e me regozijarei ainda.

      se o cara tem corpo fechado, põe ele pra trabalhar na cabine do jacaré.

      Marcos 16:17-18 — E estes sinais seguirão aos que crerem: Em meu nome expulsarão os demônios; falarão novas línguas; pegarão nas serpentes; e, se beberem alguma coisa mortífera, não lhes fará dano algum; e porão as mãos sobre os enfermos, e os curarão.

      Você crê em Jesus? ;)

      Tem que acreditar nos outros sargento o amor em tudo crê e convém que alguns sejam jogados no fogo pra que a alma se salve.

      http://pt.wikipedia.org/wiki/Ca%C3%A7a_as_bruxas#A_ca.C3.A7a-.C3.A0s-bruxas_europ.C3.A9ia

      quer mais…não jogue perolas aos porcos…outra , crente não pode ter intenção de matar, se a mão do cara peca …arranca…é melhor ele entrar no céu sem mão…isso é sem se encolerizar , por que é pecado….santa ignorância sargento.

      Como visto, ele apenas seguiu a religião dele ao pé da letra, e a Bíblia diz que não é pra ser de outra forma.

  7. Ri um poucos das piadas no começo mas parece
    q o negocio é serio,conversão na marra.Religião
    agora parece pandemia ñ perdoa + nenhum setor da sociedade
    e sempre se manifesta com autoritarismo surdo, :shock:

  8. Aconteceu aqui em S.P. em um quartel da PM. Não sei se posso falar qual.
    Em uma inspeção nos armamentos, o sargento abriu o tambor do revolver de uma “Ovelha Papa Mike” e encontrou ao invés de balas, sabe oque?
    Bilhetinhos: Deus é amor, Sangue de cristo tem poder, A fé remove montanhas, Deus é fiel, etc.
    Colocou em risco a vida sua e dos colegas. Foi exonerado por incompatibilidade com o serviço tendo em vista estar em estágio probatório, tipo: PEDE PRA SAIR!
    Essas coisas devem acontecer muito no mundo militar, mas acho que são abafadas.

  9. A pose dos soldados na foto do artigo parece dos Power Rangers prestes a morfar. :)

    Não sei quem foi mais babaca na história, o soldado que achava que era o Bruce Willis de corpo fechado, ou o sargento crentosco.

  10. Um amigo militar me disse uma vez que uma das primeiras que se aprende nas instituições, de fato, é não sair apontando arma pra ninguém. Sendo que tem até um cuidado na hora de passar alguma pistola para outro colega, no que a arma fica apontada para o chão ou na direção oposta do receptor, de maneira que o cabo e não o cano vai estar na direção da outra pessoa.

    Lamentável a atitude do sargento-pastor. É o tipo de gente que poderia aprender a deixar a religião na igreja ou em casa. :|

    1. @Karlos Junior,

      Quem frequenta (ou frequentou) um Clube de Caça e Tiro ou um estande de tiro sabe o quanto é levado à sério o manuseio da arma de fogo. O sargento tava “muito louco por Jesus” para fazer essa merlin…

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s