Cristãos ajudam a reconstruir templo de Candomblé destruído por outros cristãos

Eu sou extremamente crítico sobre as merdas que religiosos fazem em nome de sua religião. Mas, de vez em quando, eles acertam. Poderia ser mais pra linha “de vez em sempre”, mas o mundo não é como eu gostaria que fosse, ou eu já teria sido coroado Imperador do Universo. E se religiosos acertam, o mínimo de honestidade que devemos ter é mostrar que não é porque você tem uma religião que tenha que ser um cuzão, como os integrantes de um terreiro candomblecista tiveram o prazer de vivenciar.

Continuar lendo “Cristãos ajudam a reconstruir templo de Candomblé destruído por outros cristãos”

Cristãos de verdade mostram seu incrível amor ao próximo espancando uma menina

Tudo bem, já sabemos que não são cristãos de verdade, não foi um espancamento de verdade, a menina não era de verdade, nada era de verdade, pois cristãos são o exemplo de seguidores de uma religião pura e mansa de coração, como ensinou Jesus, o cara que mandou odiar os pais. Torquemada não me deixa mentir.

Eu sei que já está mais que provado que vivemos um país tão religioso quanto o Estado Islâmico, o que muda é o deus. Se bem que é o mesmo deus, mas não é o mesmo deus, pois o profeta que veneram, apesar de ser o mesmo , não é "O" profeta, apesar dos anjos serem os mesmos e… Ah, você entendeu. Claro, temos o problema das outras religiões, que não são religiões de verdade, restando seus seguidores acabarem no Inferno, mas com um compacto dos melhores momentos dados pelos seguidores do Príncipe da Paz, como foi o caso de uma menina que entrou na porrada por causa de uma foto.

Continuar lendo “Cristãos de verdade mostram seu incrível amor ao próximo espancando uma menina”

Por causa de grupo de Candomblé, bispo do MS cancela missa, mas Jesus te ama

Eu vejo com reserva certas atitudes. Não creio eu que ritos religiosos devam ser misturados de qualquer jeito ou pode acabar em problemas, e a experiência mostra que isso é mais regra que exceção. Um exemplo é quando misturam rituais católicos (como missas, por exemplo) e ritos africanos. Os dois têm tanto amor conjunto como um judeu hassídico adoraria participar de uma reza numa mesquita sunita.

Em Corumbá, Mato Grosso do Sul, isso fica bem evidenciado como uma ideia (ao meu ver, não muito esperta) pode acabar em saia justa, quando o bispo de lá resolveu cancelar a Santa Missa e impediu seguidores do Candomblé de participar de rituais da Igreja Matriz da referida cidade. O que se faz agora? Reclama-se com um cardeal?

Continuar lendo “Por causa de grupo de Candomblé, bispo do MS cancela missa, mas Jesus te ama”

Sargento-Pastor testa fé de soldado apontando-lhe uma arma

Sempre achei os testes de fé algo bem idiota. Justino Mártir pode ser visto como herói e santo pelos católicos, mas tão-somente era um imbecil que resolveu encher o saco das autoridades, sendo executado não por ser cristão, mas puramente por ser um pé-no-saco. Passado um certo tempo, ciosos religiosos presunçosos resolveram que o hype de se sacrificar tinha passado, era mainstream demais. Então o lance era fazer os outros testarem a sua fé, de preferência arrumando um modo de passar os bens caso confessassem, digamos, que eram adeptos de bruxaria ou algo assim. Claro que uma tortura básica ajudava na pesquisa.

O que pode parecer um absurdo lá no passado acaba se tornando mais sem sentido ainda quando vemos que isso ainda acontece. Um sargento do exército resolveu testar a fé de um dos soldados, apontando-lhe uma pistola, em nome do Senhor Jesus, amém, graças a Deus!

Continuar lendo “Sargento-Pastor testa fé de soldado apontando-lhe uma arma”