Lagartas usam bactérias para produzir ilhas verdes em folhas amareladas

phyllonorycter_blancardella.jpgEstamos no outono, pessoal, mas creio que vocês já sabem disso. É uma época onde muitas folhas perdem seu brilhante verde, para adquirir tons amarelos e alaranjados. Isso porque as diversas xantofilas se sobressaem mais que as clorofila, mas o pigmento verde ainda está lá, pois somente a clorofila pode servir de catalisador para a fotossíntese. As xantofilas, não.

Muitos animais dependem das verdes folhas e as lagartas são um belo exemplo disso. Depois que as mamães colocam os ovos, estes eclodem e saem aquelas lindas lagartinhas que devoram avidamente folhas, para depois criarem um casulo, de onde se metamorfosearão. É interessante saber que as lagartas só se alimentam de folhas verdes e mais interessante ainda é que em muitos vegetais, apesar de suas folhas amarelarem no outono, aparecem “ilhas verdes”. Será que as duas coisas estão interligadas? Sim, estão.

A Natureza, como eu sempre digo, não está nem aí pros seres vivos que habitam. A Natureza não tem nada de ética e pouco se lhe dá quem vive ou morre. Se uma folha morre, quem depende dela também morrerá. Mas eis que uma população desenvolveu um método de sobreviver e, como este método foi providencial para a manutenção da vida, esta população em especial teve maiores condições de sobreviver. A Seleção Natural dá, a Seleção Natural toma. A população à qual eu me refiro é a larva do inseto Phyllonorycter blancardella (foto), cuja larva precisa das supracitadas “ilhas verdes” e, para isso, usa bactérias para manipular o vegetal e faz sua casa nas folhas das macieiras.

Wilfried Kaiser e seus colegas da Universidade François Rabelais, na França, descobriram essa parceria depois de perceber que algumas bactérias e fungos também podem causar ilhas verdes. Ele argumentou que os micróbios podem estar ajudando a insetos para alcançar os mesmos fins. Então ele procurou para eles em uma determinada espécie, uma pequena mariposa chamada minadores.

Kaiser descobriu que nas folhas, os minadores são hospedeiros de apenas um tipo de bactéria detectável – Wolbachia. Esta bactéria infecta cerca de 60% das espécies de insetos do mundo, tornando-se um forte candidato ao título de parasita de maior sucesso mundial. Sem exceção, todos os minadores que Kaiser testou tinha a Wolbachia em seus tecidos. Então, Kaiser fez um teste, para horror dos vegans (oh, meu DEEEEEEEUS! Um teste com animais!!!) O pesquisador limpou os mineradores de suas infecções com antibióticos, até que parecessem estar perfeitamente saudáveis. Resultado: eles perderam completamente a capacidade de conter o amarelecimento das folhas. Como resultado, 85% morreram antes da idade adulta; referência de comparação, a taxa de mortalidade típico de larvas de Wolbachia de transporte é de apenas 10%. Pior de tudo, desde Wolbachia é transmitida de mãe para filhos, as gerações posteriores também sofreu a mesma falta de bactérias benéficas, a mesma incapacidade de produzir ilhas verdes e as mesmas chances de alta de uma morte precoce. Resukindo, Kaiser propiciou um imenso morticínio ecolóigico. Imagino uma horda vegan querendo levá-lo para a côrte de Haia por isso.

A verdade é que essas bactérias foram comprovadas como os verdadeiros agentes atuantes por trás das ilhas verdes. Elas manipulam as folhas usando seus próprios produtos químicos de sinalização – um grupo de hormônios vegetais chamado citocininas. Estas substâncias executam várias tarefas em uma folha: mantêm o fornecimento de clorofila, que impedem a folha de morrer, e controlam o fluxo e armazenamento de nutrientes. Eles são a barreira que existe entre uma folha viva e uma morta. Esta é mais uma exemplificação do processo evolutivo, que fanáticos fundamentalistas fingirão não ver.

Bem, as larvas de mariposas e as Wolbachias ainda estão lá, firmes e fortes.

6 comentários em “Lagartas usam bactérias para produzir ilhas verdes em folhas amareladas

      1. @André,

        Assunto “off-topic”.

        O termo cosmovisão aparece de vez em quando em sites crentes.
        Procurei uma definição e não encontrei uma que fosse clara.
        Podes dar uma mão e dizer qual seria o melhor conceito para esse termo.

        Tks.

  1. Realmente a evolução não se baseia só em competição,a simbiose(cooperação) já atua no processo a bilhões de anos… :smile:

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s