Fosfoetanolamina será vendida como é: nunca como remédio

Num dos episódios da série The Knick, o dr. John Thackery recebe a visita de um propagandista de indústria farmacêutica convidando-o para ser garoto propaganda de um novo remédio. Nessa época (início do século XX), era comum médicos emprestarem seu nome e retrato (desenhado, claro) para remédios e “remédios”, como endosso. A fórmula antiga de colocar um cara de jaleco branco na sua frente para você tomar um ad verecundiam (apelo à autoridade) pela fuça e você acreditar que aquilo realmente tem alguma eficácia. Se o doutor emprestava a sua cara, é porque era bom, né? Bem, o dr. Thackery disse que não aceitava aquilo, pois aquela bosta não curava ninguém.

Já com a fosfoetanolamina houve algo parecido, mas um tanto diferente. Não que aquela bosta cure alguém, mas é que seus idealizadores não têm o menor pudor de aparecer em público atestando a veracidade de eficácia de uma porcaria feita em laboratório mais imundo que cozinha de traficante. Enquanto essa merda não tem seus poderes curativos comprovados (rê! rê! rê!), pessoal vociferava que tinha que ter isso ao alcance do público. Eu sempre falei que tinha e era sob a forma de suplementos alimentares, mas não no Brasil. Bem, seus problemas acabaram! Já temos fosfoetanolengôdo disponível no Brasil. Aê!

Continuar lendo “Fosfoetanolamina será vendida como é: nunca como remédio”

O caso da universidade que odeia Ciência mas adora bola de plástico

Nada como a idiotice generalizada. Ela é manifestada de diversas maneiras, de diversas formas. Não que o mundo tivesse que fazer sentido. Como disse o Tom Clancy, a ficção precisa fazer sentido, a realidade, não. Só que alguns abusam do direito de serem idiotas. Um exemplo é o perfil do pessoal de Astronomia da USP. Daí o divulgador científico vai ajudar, o que acontece? Os bundões ficaram boladinhos. Mas do que o André está falando? Tem mesmo que fazer estas aberturas assim?

Ter, não tenho, mas o blog é meu. Clique para continuar lendo. Ou não.

Continuar lendo “O caso da universidade que odeia Ciência mas adora bola de plástico”

Arquidiocese de São Paulo ajuda a resolver com a falta d’água: Vamos rezar!

Existem muitos mitos sobre a cidade de São Paulo. Uma delas é sua excelente culinária, sendo que os caras não sabem nem que que não se coloca purê em cachorro quente e ainda chamam biscoito de "tapa na cara". Chegaram a me falar das incríveis pizzas paulistanas, mas quando estive lá comi algo bem ruinzinho. Melhor pizza que eu comi foi em Paraty. Ponto! Aceitem o fato que as pessoas apenas são doutrinadas a achar que determinado mito é verdade universal, e acabam espalhando isso, como "São Paulo é terra de trabalhador", mas a realidade é a quantidade de manifestações no meio de dia de semana. Eu, como trabalho, não tenho tempo para manifestações.

São Paulo já não é lá muito normal (o pessoal pega uma carta e vai pra rua. Depois reclamam que tem acidentes! daqui a pouco, imprimem e-mails), e quando junta religião, ferrou! A pessoal de vestido, digo, a Arquidicocese está organizando uma procissão para pedir chuva na cidade, e assim acabar com a falta d’água. Ou seja, mais uma manifestação!

Continuar lendo “Arquidiocese de São Paulo ajuda a resolver com a falta d’água: Vamos rezar!”

Engenheiro paulistano resolve problema de falta d’água… ou quase

São Paulo anda com sérios problemas. Além de terem a mania de colocar purê em cachorro quente e quase lhe bater por colocar o delicioso catchup nas pizzas, como Jesus quer que se faça, contam com a falta de água, de preparo e de vergonha na cara de alguns políticos e muito mais de quem os elege. E sim, isso inclui VOCÊ, seu vagabundo, que gasta água em demasia!

Enquanto pessoal lá tá ´de pires na mão implorando por um pouquinho de chuva, aqui eu jogo um litro de água no ralo cada vez que alguém fica reclamando. Nisso, um engenheiro "resolveu" o problema da falta de água, criando uma geringonça que "fabrica" o precioso líquido. Será que funciona?

Continuar lendo “Engenheiro paulistano resolve problema de falta d’água… ou quase”

Um guarda-chuva que funciona na base do “ai meu Buda!”

Eu adoro a China. Amo de paixão os seus produtos, seja aquelas bugigangas da Deal Extreme quanto meu iPad. Um lugar tão maneiro que os funcionários se atiram de cabeça no serviço. Mas o mais legal são as invenções que aparecem por lá. Como chuva sempre foi um problema (você não, São Paulo), uma empresa está angariando fundos no Kickstarter para a produção de um incrivel "Guardachuveitor Tabajara", usando apenas um fluxo de ar para lhe proteger das águas da chuva. O que pode sair errado?

Continuar lendo “Um guarda-chuva que funciona na base do “ai meu Buda!””

Ideia Idiota da Semana: Bateria Eterna (enquanto dure)

P. T. Barnum cunhou uma expressão muito apropriada: "Nasce um otário a cada minuto". Quando o otário pensa que está tendo um lucro, surgiu o primeiro negócio. Quanto o otário acha que vai se dar bem eternamente, aí é religião.

Esta palhaçada a seguir é um pouco das duas coisas, e só sendo muito crédulo para acreditar nesta joça! Trata-se de uma bateria Mun-Rá, pois ela será eterna (mas não tanto quanto o amor do Vinicius de Morais). Basta dar uma sacolejada nela. Hummmm

Continuar lendo “Ideia Idiota da Semana: Bateria Eterna (enquanto dure)”

Beber urina previne doenças, diz um bando de manés

Curas mágicas é o que não falta por aí. A intrépida trupe de malucos achando que acharam fórmulas milagrosas eram toscas demais e que eles podiam arrumar algo mais maluco. Batizaram de "Urinoterapia" e claro que você já adivinhou: esse pessoal cura seus males bebendo urina, xixi e mijo. O que poderia ser mais legal? Não respondam!

O bloco dos toscos segue a risível filosofia que todos os seus problemas têm solução nos seus dejetos corpóreos (mas só a urina. Comer cocô ainda é mau mal visto). O livro “Cura-te a ti mesmo — terapia real”, do instrumentador cirúrgico Tikurnargawa Hiroshi, explica isso, apesar de não explicar nada.

Continuar lendo “Beber urina previne doenças, diz um bando de manés”

Ideia Idiota da Semana: Retirador de Água do Ar

O mundo politicamente ecológico é um porre, ainda mais quando colocamos estudante de design e um 3D Studio (pirata) juntos. O resultado são estas bobagens sem limite, bom senso, noção e/ou vergonha na cara.

Meus X-9 trouxeram a informação de mais um perfeito exemplo desses trecos mirabolantes (desculpem, pessoal, fica difícil agradecer nominalmente. Vocês estão no coração de suas esposas e maridos). Este treco promete transformar ar em água, para matar a sua querida sede. Tá, ok. E eu pego poeira para transformar em farofa.

Continuar lendo “Ideia Idiota da Semana: Retirador de Água do Ar”