Pesquisa estuda como reduzir resistência bacteriana contra antibióticos

Antibióticos foram uma das maiores invenções da Humanidade. Pediram para Jesus curar as pessoas, mas ele ignorou. Pediram para Jeová, Allah, entre outros deuses. Só com a chegada dos antibióticos a expectativa de vida deu um salto. O problema é que a Seleção Natural oferece um problema: a resistência bacteriana, isto é, aquele lindo processo evolutivo que criaburricionistas dizem não existir faz com que bactérias sejam selecionadas naturalmente e as mais resistentes continuem gertando (muitos) descendentes.

Será que a Ciência poderia resolver isso?

Continuar lendo “Pesquisa estuda como reduzir resistência bacteriana contra antibióticos”

As causas de mortes ao longo dos 100 anos

Para vocês que ficam olhando para um passado que não viveram e suspiram murmurando “antigamente era melhor” não fazem a menor ideia do que era esse “antigamente”. No início do século XX, a expectativa de vida era menos de 50 anos, graças à média que era influenciada pela altíssima mortalidade infantil. Hoje, reduzimos muito disso. As vacinas nos deram capacidade de erradicar doenças (que estão ressurgindo graças aos miseráveis anti-vaxxers). Acabamos com muitas doenças e estamos garantindo viver mais e melhor. Continuar lendo “As causas de mortes ao longo dos 100 anos”

Pesquisadores estudam remédio antimalária que já existia no Brasil e ninguém ficou sabendo

Malária ainda é um problema sério, principalmente em países pobres, sem saneamento básico. Algo como o Brasil, que metade dos domicílios não têm esses grandes avanços tecnológicos como água encanada e esgoto tratado. Muitos remédios têm sido usados, mas quando eles não estão funcionando, o negócio é partir para a pesquisa. 18 pacientes críticos no Congo precisavam de ajuda, e ainda que andemos pelo Vale da Morte não devemos temer, pois a Ciência estará conosco.

Continuar lendo “Pesquisadores estudam remédio antimalária que já existia no Brasil e ninguém ficou sabendo”

Pesquisa comprovou: Fosfoetanolamina deu chabu. Paguem as apostas, bitches!

E para surpresa de ninguém, a fosfoetanolamina, o remédio que não é remédio, pois os próprios defensores daquela merda disseram que era para ser vendida como suplementinho alimentar, mostrou que é bem o que um suplementoalimentar: nada. Quiseram tanto os testes clínicos? Eu também. Resultado?

Nada, nadinha. Nem pensar. Resultado é que não teve resultado e aquela porcaria engana-trouxa não se mostrou útil para nada, com um ponto fora da curva. Moral da história, o Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp) decidiu suspender esta palhaçada. Já não era sem tempo.

Continuar lendo “Pesquisa comprovou: Fosfoetanolamina deu chabu. Paguem as apostas, bitches!”

Aroeira é ótima contra bactérias malvadonas

A aroeira é uma árvore bem conhecida no Brasil, sendo algumas espécies conhecidas como aroeira-pimenteira ou Pimenteira do Peru (o país), mas tem muito pouco a ver com as pimentas que colocamos no acarajé bem quente e que ferra com a vida dos desavisados. Ela é rica em tanino, empregada nos curtumes, além de ser usada como forragem, fermentação para se fazer vinagre e bebidas alcoólicas e usada para a limpeza de pele, além de possuir ação bactericida.

Aliás, é exatamente esse o motivo da pesquisa que vou contar pra vocês. Senta aí que titio vai falar de uma espécie invasora.

Continuar lendo “Aroeira é ótima contra bactérias malvadonas”

Voz dos Alienados 92

O pessoal pensa que eu sou uma pessoa ruim, covarde e que não gosta de ouvir opiniões contrárias. Já provei várias vezes que não é verdade. Só não deixo meu site virar uma zona. Alguns comentários são tão despropositados que eu deleto direto, mas isso é minoria. O creme de la creme eu deixo bem guardadinho no meu coração de pedra. Só assim teremos algo como este aqui, mais uma edição do seu VOZ DOS ALIENADOS!

Placebo funciona mesmo quando o paciente sabe que é placebo

Placebo é uma das ocorrências mais fascinantes na medicina. Desde ajudar animais [1] [2] até “curar” câncer o placebo é a salvação da lavoura em muitos casos. Seu mecanismo ainda não é bem compreendido. Ele funciona, mas ainda não se sabe como nem por que, mas é algo mais do que evidenciado.

Muitos já sabiam que o placebo é tão bizarro que funciona até quando o paciente sabe que é placebo. Mas ciência é feito com pesquisa, e não um tio sintetizando pilulinha mágica em laboratório imundo, parecendo laboratório clandestino de crack.

Continuar lendo “Placebo funciona mesmo quando o paciente sabe que é placebo”

Voz dos Alienados 91

Os céus plúmbeos do Rio de Janeiro anunciam a fatalidade fatalista fatal. Os céus amigos da Cidade Maravilhosa, fechados para pouso e decolagem no Santos Dumont mostram que teremos coisa boa vinda por aí. Ou não! é sempre uma satisfação, ainda que masoquista, compartilhar o melhor do que alguns dos nossos mais inteligentes comentaristas têm a contribuir.

Daí temos até e-mail de gente idiota, mensagens sem sentido, gente ignorante fanática e insanos alucinados. Que outro lugar eles estariam em Casa senão no VOZ DOS ALIENADOS?

Continuar lendo “Voz dos Alienados 91”

Voz dos Alienados 90

Estamos em época olímpica. Isso implica em idiotas implicantes vindo implicar comigo achando que estão concorrendo a alguma coisa. No máximo, à medalha de ouro do retardo mental. A imbecilidade reinante não dá trégua e aqui ficamos numa disputa atlética de quem é mais idiota nos retardo sincronizado, maratona de imbecilidade, 100 metros de mentes rasas, ginástica de falácias, xingamentos rítmicos e levantamento de besteiras.

Senhoras e senhores, acendam suas piras, tochas e afiem seus machados. Este é mais um VOZ DOS ALIENADOS!

Continuar lendo “Voz dos Alienados 90”

Pesquisa induz fungos preguiçosos a produzir antibióticos

Fungos são seus amigos. Sem fungos não teríamos antibióticos, não teríamos decomposição de material orgânico, não teríamos nem mesmo pão… Ah, e não teríamos cerveja. Desde aquele mofo que deixa seus armários nojentos até os melhores antibióticos, fungos estão sempre presentes nas nossas vidas (algumas vezes, mais do que deveriam). O problema dos antibióticos é a nossa velha conhecida Seleção Natural, em que bactérias safadeenhas acabam evoluindo, dando origem a cepas mais resistentes.

Na eterna luta contra infecções, fica-se a pergunta: será que fungos podem nos ajudar mais uma vez? (Resposta: claro que pode, animal, ou não teríamos um artigo sobre isso. Duhhhh!)

Continuar lendo “Pesquisa induz fungos preguiçosos a produzir antibióticos”