Espanha registra caso de dengue contaminado por relação sexual. Sim. Eu! Eu! Eu! O cara se ferrou

O mundo segue sempre seu caminho, nem bom nem ruim. O mundo é o que é, e a Seleção Natural nunca falou que estava preocupada com os serumaninhos. Evolução apenas seleciona aqueles aptos a viverem a ponto de se reproduzir e gerar outros descendentes. Está com dificuldade de se espalhar? Bem, quem sabe se alguma mutação não lhe dê uma certa característica que resolva isso? Bem, foi o que aconteceu com a dengue. Um hospital apontou um caso raríssimo de transmissão de dengue via relações sexuais. Que ótimo, não? (ótimo pro vírus). Já a vítima se…

Continuar lendo “Espanha registra caso de dengue contaminado por relação sexual. Sim. Eu! Eu! Eu! O cara se ferrou”

Defensor de animais acha que devemos cuidar das mosquitinhas com carinho

Eu sempre achei que vegans eram hipócritas. Todos eles dizem defender animais, mas sempre têm uma latinha de Baygon em casa. Alguns falam que “ain, mas aí é pruque musquito traz duenssa, né?”. Isso é uma saída tosca. Se é pra ser vegan, tem que ser como o Aymeric Caron, um ativista que defende que mosquito também é gente (ou algo assim), e que deveríamos, não só evitar de mata-los, como dar um pouquinho de nosso sangue para a pobres mamães mosquitas, como uma forma de doação de sangue para a vida.

Continuar lendo “Defensor de animais acha que devemos cuidar das mosquitinhas com carinho”

Smartphone é nova arma de “altíssima” tecnologia para encontrar mosquitos da dengue

Doenças não são legais. Ainda mais quando elas causam sérios problemas como dengue, Chikungunya e zika. Você não quer nem ter um resfriado, quanto mais estas doenças. O mais interessante, entretanto, é que bactérias, em especial as do gênero Wolbachia, conseguem impedir a transmissão do vírus do dengue e seus amigos. Eu já postei artigo sobre elas AQUI, AQUI, e AQUI. Seria legal termos um meio de diferenciar os mosquitos que estão infectados com a Wolbachia, certo? Que tal usar o seu smartphone?

Continuar lendo “Smartphone é nova arma de “altíssima” tecnologia para encontrar mosquitos da dengue”

Bactéria do bem protege contra mosquito que transmite Zika e Chikungunya

Bactérias e vírus se estranham desde sempre. Entretanto, nenhuma bactéria anda na moda como os vírus do Zika e do Chikungunya, apesar de ter umas bem piores por aí. Enquanto estes vírus acabam com o dia das pessoas e o médico simplesmente diz que é “virose”, nossa melhor arma pode estar numa daquelas bactérias boazinhas, que podem nos ajudar a combater estes malvados.

Continuar lendo “Bactéria do bem protege contra mosquito que transmite Zika e Chikungunya”

CDC confirma relação do zika vírus com microcefalia

O mundo já tem problemas demais, então, por que a Seleção Natural não arruma mais alguns. Claro, não acontece isso porque todos nós somos um projeto divinamente planejado. O problema é que esqueceram de avisar Darwin. Daí o que acontece? O vírus Zika dá as suas caras e começaram a pipocar relatos que além de queda, coice. Não só se contrai Zika, como seu filho pode nascer com microcefalia.

Obviamente, algumas pessoas vão dizer que é por causa de vacinas, Jesus está vindo aí e que o Íbis ganhou do Bayern de Munique. Só que agora temos confirmação científica. Sim, vírus Zika acarreta microcefalia.

Continuar lendo “CDC confirma relação do zika vírus com microcefalia”

Quer se livrar do mosquito da dengue? Cultive mosquito da dengue

Apelo à autoridade ou, no bom latim, Argumentum ad Verecundiam (Quid latine dictum sit, altum sonatur) é algo perigoso, mesmo de sábios para sábios. Diferente quando eu quero pegar alguma informação sobre Astrofísica e consultar o Neil deGrasse Tyson, que é um especialista no ramo, devemos ter cuidado com certas proposições (por exemplo, de acordo com o Neil Tyson, Newton era uma flor de pessoa, mas sabemos não ser o caso).

Aí me surge uma maluquice que um “médico”, “doutor” e “professor” da UFMS defende que fazemos errado ao combater o mosquito da dengue, que faz lotação e carrega febre amarela, zyka vírus e o Chikungunya a doença que tem nome de demônio dos Tempos Antigos. De acordo com ele, o certo é deixar pote com água parada.

Continuar lendo “Quer se livrar do mosquito da dengue? Cultive mosquito da dengue”

O anticorpo badass que bate de frente com a dengue

Dengue é uma bosta. É uma doença transmitida por um vírus através do mosquito Aedes aegypti. Como ele usa um artrópode como vetor, é chamado de arbovírus, e quando algum preguiço de um plano de saúde ou do SUS lhe disser que pode ser uma "virose", lembre-se que você pode estar com dengue.

O portal do Ministério da Saúde traz informações sobre os casos de dengue no Brasil e a coisa não parece estar muito bonita. Mas parece que temos uma nova arma. Um novo estudo da Universidade Duke identificou um anticorpo tipo Nick Fury capaz de neutralizar com mais eficiência o vírus da dengue.

Continuar lendo “O anticorpo badass que bate de frente com a dengue”

Bactérias são nova arma contra a malária

Por pura incompetência não erradicamos a malária. Afinal, se existisse Evolução, os trabalhos seriam muito mais complicados, mas como as espécies são fixas e não há variância genética entre cepas de protozoários, os cientistas imbecis não foram capazes de inventar um modo de acabar com a doença.

Claro, você leria isso em algum site muito importante no mundo científico, como o Answer  in Genesis, Jesus Voltará ou na Arca Universal. Como aqui se faz divulgação científica de verdade, vamos deixar a baboseira do parágrafo acima para dizer que o novo método para combater a malária não está em inseticidas, e sim em contaminar os mosquitos transmissores com bactérias prontas para impedir que o mosquitão fique "doente".

Continuar lendo “Bactérias são nova arma contra a malária”

Protozoário causador da malária evolui e agrava a doença

Mais uma da série: Evolução não existe, mas esqueceram de dizer isso pra Natureza. Todo mundo sabe ()ou deveria saber) que um dos maiores problemas quando se combate uma infecção é quando os medicamentos não são suficientemente fortes para aniquilar com os safados, mas algumas cepas estão resistentes ao remédio, enquanto que a maioria morre. Estes mais fortes se reproduzem, pois foram naturalmente selecionados, gerando descendentes mais resistentes, que terão mais descendentes cada vez mais resistentes.

Se isso não bastasse, ainda temos outro evento onde a Seleção Natural atua: quando o vetor não é exterminado pelos inseticidas, e os resistentes têm descendentes, que geram descendentes etc. A Seleção Natural dá, a Seleção Natural tira.

Continuar lendo “Protozoário causador da malária evolui e agrava a doença”