No início, nossas avós pré-históricas eram safadinhas e tiveram vários namorados

A Eva Genética (ou Eva Mitocondrial) é o mais recente de nossos ancestrais comuns. Praticamente, foi ali quie começou a humanidade. Ela tem esse nome porque nossas mitocôndrias vieram dela, pois a mitocôndria, este bacteriazinha que veio viver em simbiose com nossas células, é passada sempre de mãe para filhos (e filhas, claro). As mitocôndrias têm o seu próprio DNA, e esse DNA mitocondrial está agora presente em todas as pessoas. Claro, o pessoal que tem problemas mentais acha que isso significa que a historinha pra boi dormir de Eva & Adão é verdade, mas esqueceram a parte do Adão Genético, ou Adão-Y, o mais antigo ancestral de origem patrilinear. E, segundo a hipótese científica mais aceita, tem origem na África.

Agora, pesquisadores estudam cromossomos Y, herdado de pais, e o DNA mitocondrial de chimpanzés, bonobos, gorilas e orangotangos, de forma a contruir  árvores genealógicas para cada espécie. Essa pesquisa identificou o ancestral mais antigo do chimpanzé com cromossomo Y que viveu há mais de um milhão de anos atrás. Mas o que isso significa?

Continuar lendo “No início, nossas avós pré-históricas eram safadinhas e tiveram vários namorados”

Bonobos usam ferramentas agrícolas e armas

Eu já contei a história de Kanzi, o bonobo gente boa. Além de fazer fogo, ele constrói e usa ferramentas. Mas Kanzi não é uma exceção entre seus pares. Bonobos são muito espertos. Você viu algum bonobo escrever textao no Facebook ou espalhar bobagens no Whatsapp? Pois é, bonobos são melhores que você!

Agora, uma nova pesquisa acompanhou uma outra colônia de bonobos fazendo uso sofisticado de antigas ferramentas pré-agrícolas de um modo semelhante ao que até agora tem sido considerada a prerrogativa de nossos tatatatataravós. Até armas eles fizeram. O que poderia dar errado?

Continuar lendo “Bonobos usam ferramentas agrícolas e armas”

Bonobos usam grande variedade de ferramentas. E melhor que você

Sim, isso mesmo! Melhor que você, sim! Você e seu smartphone seriam incapazes de fazer um simples machado de pedra. Não, ver tutorial no YouTube não vale. Mas bonobos são, e não fazem só uns gravetos toscos. Eles realmente usam de tecnologia, já que tecnologia não é ficar acessando Facebook ou postar foto pelado no snapchat. Eles constroem e utilizam vários tipos de ferramentas, ainda que rudimentares, mas qual de nós consegue construir um computador do zero?

Observá-los dá um vislumbre a antropólogos de como nós mesmos evoluímos, construindo um martelo hoje e mandando três bonobos, digo, homens à Lua.

Continuar lendo “Bonobos usam grande variedade de ferramentas. E melhor que você”

Chimpanzés mudam de sotaque para fazer amigos. Sotaque?

Sim, sotaque. Lindo, não? Chimpanzé tem sotaque, e o pessoal do Tumblr vai alegar apropriação cultural! Claro, você deve estar se perguntando "como assim ‘sotaque’?". Muito simples. Eles não fazem gruuuuu-bruuuuuuuuuu de qualquer jeito (a onomatopeia é minha e eu digo que chimpanzés "falam" assim. Me processe!). Eles mudam suas entonações para se encaixarem em outro grupo social, o que poderia ser chamado de "sotaque", ou algo próximo a isso.

Examinando dois grupos de chimpanzés no Jardim Zoológico de Edimburgo, biólogos perceberam que eles passavam a grunhir da mesma forma em cerca de três anos. Coisa sem utilidade nenhuma, né?

Continuar lendo “Chimpanzés mudam de sotaque para fazer amigos. Sotaque?”

Orangotangos sao prostituídos na Tailândia, diz jornaleiro. SQN

Vocês sabem o quanto eu adoro jornaleiros, aquelas figurinhas que existem apenas para vender jornais, inventando manchetes escabrosas e notícias que não noticiam nada. Vivem apenas para gritar manchetes e ter visualização, como uma notícia do Correio Brasiliense "denunciando" prostituição de orangotangos na Tailândia. Algo extremamente absurdo, não é mesmo? Eu concordo com o fato de prostituir animais realmente é um absurdo devido aos maus tratos com o bicho e eu queria saber quem é que teria tesão em transar com um orangotango, mas taras esquisitas é o que não falta nesse mudo de Hades.

Mas por mais que a realidade seja estronha e eskésita, sempre devemos dar uma dupla checada nas informações.

Continuar lendo “Orangotangos sao prostituídos na Tailândia, diz jornaleiro. SQN”

Pelve de macaco é mais uma prova que Evolução é fato, mas será ignorada mesmo assim

Já tive muito desgosto na vida. Uma delas foi uma pedarretardada que dá aula de Ciências dizer que ela não é um primata. Eu particularmente acho que é um Tapiridae. Ainda insistem que Evolução não tem nenhuma prova e continuará assim, mesmo que  eu mostre uma pelve de macaco recém-descoberta, cujo dono provavelmente viveu lá pelos idos do início da grande evolução dos macacos.

(contagem regressiva pros idiotas ficarem de mimimi dizendo que não vieram dos macacos.)

Continuar lendo “Pelve de macaco é mais uma prova que Evolução é fato, mas será ignorada mesmo assim”

Grandes Nomes da Ciência: Kanzi

O bebê de olhos escuros viu o raiar do dia. Seu murmúrio disse à sua mãe que ele estava com fome, e ela — como toda mãe zelosa — o amamentou. Aos poucos, o lindo bebê vira o rosto e começa a prescrutar o mundo e ele não sabe que será estudado por vários cientistas. Suas habilidades serão observadas e até pelo modo como ele pensa. Isto porque Kanzi, o bonobo, mostra como são pequenas as diferenças entre fera e homem.

Continuar lendo “Grandes Nomes da Ciência: Kanzi”

Grandes nomes da Ciência: Jane Goodall

jane-goodall.jpgHá 50 anos, uma jovem de 23 anos e com belos cabelos dourados, presos num rabo de cavalo, estava embrenhada nas selvas da Tanzânia, África. Ela não tinha formação acadêmica ainda, estava apenas acompanhando uma expedição liderada pelo antropólogo Louis Leakey, da Universidade de Cambridge.

Aquela moça de cabelos levemente desgrenhados, cujo rabo de cavalo se tornou como uma marca pessoal, acabou, mais tarde, se tornando par do reino e uma das mais importantes (senão A mais importante) primatologista do mundo. Seu nome é Lady Jane Goodall, DBE.

Continuar lendo “Grandes nomes da Ciência: Jane Goodall”

Um primata nada especial

Um estudo brasileiro acaba de contestar uma ideia largamente aceita desde o século XIX: a de que a maior capacidade cognitiva do ser humano se deve a seu cérebro relativamente avantajado. Os resultados mostram que o tamanho e o número de neurônios do cérebro humano são compatíveis com os de um primata de nosso porte – nem maiores, nem menores do que o esperado.

Os pesquisadores, liderados pela neurocientista Suzana Herculano-Houzel, do Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), descobriram que o cérebro humano tem 86 bilhões de neurônios – e não 100 bilhões, como se acreditava anteriormente. Esse número – na verdade apenas uma estimativa de ordem de grandeza – era amplamente difundido até então, tanto que batiza um livro e a coluna que Roberto Lent – professor da UFRJ e co-autor do trabalho – mantém na Ciência Hoje On-line. Continuar lendo “Um primata nada especial”

O Planeta dos Macacos

No sul do Piauí, bandos de primatas encenam no presente as remotas origens da evolução humana.

O macaco-prego desceu da árvore, caminhou pelo chão em postura bípede até uma palmeira baixa, coletou um coquinho e levou-o correndo a uma rocha plana. Depois, ainda apoiado sobre duas pernas, ajeitou o fruto sobre a superfície dura, ergueu acima da cabeça com as duas mãos uma pedra solta e desferiu um golpe certeiro sobre o coquinho. Tudo muito coordenado. Repetiu as pancadas até rachar a casca e expor a castanha nutritiva, sua refeição. Outros indivíduos do bando esperavam a vez para quebrar os próprios frutos naquela bigorna natural enquanto filhotes observavam atentos. Continuar lendo “O Planeta dos Macacos”