Messias executado hoje. Japão mostrando como se trata maníacos assassinos

Nada pior que fanatismo, que leva a atos absurdos e insanos. Um exemplo disso aconteceu no Japão, em 20 de março de 1995, no que ficou conhecido como Ataque ao Metrô de Tóquio. O motivo do atentado? Não foi por fronteiras ou por libertação de presos políticos. Simplesmente por causa de religião, aquela coisa que religiosos dizem ser muito importante para fazer as pessoas mais éticas, sem a qual cairíamos na barbárie.

Continuar lendo “Messias executado hoje. Japão mostrando como se trata maníacos assassinos”

Pais pastores maníacos abusam, torturam e matam filho e enteado

Kauã e Joaquim eram irmãos. Tinham seis e três anos, respectivamente. Tinham! Suas longevidades não foram longas, já que eles morreram carbonizados em um incêndio em 21 de abril deste ano. Trágico? É pior do que você pensa. Tão pior que os pais estão sendo investigados. Motivo? Se beneficiarem da morte dos filhos para ascender socialmente dentro da igreja.

Ah, eu não falei? Papai e mamãe são pastores de uma igreja evangélica. E esta é a sua SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Pais pastores maníacos abusam, torturam e matam filho e enteado”

Efeito Espectador (Bystander Effect)

Catherine Susan Genovese, mais conhecida como Kitty Genovese vinha para casa na noite de 13 de março de 1964. Ela foi ataaca, tentou fugir, mas não conseguiu. Foi esfaqueada até a morte próximo de sua casa em Kew Gardens, no Queens, Nova York. Ninguém a ajudou, apesar dos gritos por socorro.

O efeito espectador (ou bystander effect) é uma ocorrência em que uma determinada pessoa se sente inibida de agir em alguma ocorrência séria quando há mais pessoas presentes. Isso começou  a ser estudado quando saiu uma reportagem do New York Times apontou que Kitty gritou por muito tempo por socorro e 38 pessoas ouviram, e nada fizeram.

Continuar lendo “Efeito Espectador (Bystander Effect)”

A falsa lágrima de um hipócrita que finge se importar com vereadoras

Já fez 20 dias desde que Marielle, a famosa vereadora que ninguém conhecia até seu fatídico dia, foi assassinada junto com seu motorista. Todo mundo rasgou as roupas de consternação, prantou-lhe o seu ocaso, choraram e exigiram Justiça. Artistas internacionais como Viola Davis, Naomi Campbell e Lauren Jauregui (quem?) postaram nas redes sociais suas indignações, reiterando o grande trabalho que ela exercia (e quase ninguém aqui sabia, quanto mais lá fora). Viola Davis até postou que está “de pé e lutando com vocês, Brasil”. Eu ainda não vi Viola Davis desembarcar no Rio e ir na favela da Maré, mas deve estar fazendo isso em segredo.

Continuar lendo “A falsa lágrima de um hipócrita que finge se importar com vereadoras”

Pai exorciza filha matando-a de porrada e ainda a estupra (sim, nesta ordem)

Podemos sempre contar com religiosos para o desenvolvimento da moral, ética e bons costumes. É uma luta diária contra o Mal, os servidores de Satanás e as diabruras de Lúcifer. Claro, em toda guerra tem baixas, mesmo entre inocentes, e alguns não tão inocentes assim. Foi mais ou menos dessa forma que um alemão se justificou perante à Justiça por ter queimado, matado e estuprado a filha deficiente. Afinal, ela estava possuída.

Continuar lendo “Pai exorciza filha matando-a de porrada e ainda a estupra (sim, nesta ordem)”

Cresce número de crianças mortas, acusadas de feitiçaria

Vocês sabem aquele velho adágio que religião faz as pessoas melhores. Só a religião faz com que a pessoa tenha fundamentos éticos e os que não têm nenhuma religião não têm moral alguma e acham que podem fazer o que quiserem. Eu já postei como na África tem esse pessoal tosco que acredita em vudu (que sabemos ser coisa pra Jacu), mas na Grã Bretanha tem crianças sendo assassinadas, pois algum imbecil acha que elas estão….

POSSUÍDAS! Parem o mundo que esta ralé precisa descer.

Continuar lendo “Cresce número de crianças mortas, acusadas de feitiçaria”

O problema da complacência

Há um problema sério hoje em dia. É uma coisa séria e as pessoas estão ignorando. O Tio Bem ensinou há muito tempo: grandes poderes trazem grandes responsabilidades, mas as pessoas estão ignorando isso. Acham que não devem ser responsabilizadas por quaisquer burradas que por ventura venham cometer. Afinal, inventaram que não devemos culpar a vítima. Mas em muitos casos, a culpa É, SIM, da vítima.

Continuar lendo “O problema da complacência”

MMA de espíritos acaba em morte. Nenhum espírito preso

Léo Montenegro era um articulista do jornal O Dia, do Rio de Janeiro. Em suas crônicas, sempre tinha alguma situação engraçada, com personagens diversos. Desde a senhora gorda, até um negão e um sujeito com capacete de Jim das Selvas. Era o cotidiano insano de subúrbio que, em quase todas as histórias, acabava com pessoal saindo na porrada.

Então, a notícia que a Ana Elisa Bacon me trouxe (e tudo fica melhor com Bacon) me lembrou algumas dessas crônicas. O caso de uma porradaria entre alguns Zé Ruelas, a qual acabou em morte e puseram a culpa em espíritos. Continuar lendo “MMA de espíritos acaba em morte. Nenhum espírito preso”

Paraguai não dá mole e passa o rodo em lobisomem brasileiro

Aqui é Brasil, e não tem essas paradas dos Sobrenatural de Almeida agindo impunemente. Aqui fantasmas, só funcionários públicos. Monstros, só os que desviam verba. Múmias, há 300 anos no Congresso Nacional. Lobisomem? Esse não tem salvação. Passa-se o cerol!

A bem da verdade, o caso a ser relatado não foi beeeeeeeeeem no Brasil, mas na divisa com o Mato Grosso do Sul, numa cidade chamada Zanja Pytã, o Paraguai. Era um lobisomem brasileiro, mas agora está ferrado, uivando no outro mundo, morto a facadas.

Os mistérios da meia-noite que voam longe, que você não sabe nunca se vão ou se ficam trazem a segunda edição da SEXTA INSANA!

Continuar lendo “Paraguai não dá mole e passa o rodo em lobisomem brasileiro”

Bebê de 7 meses é assassinado pelos pais

Lucas nasceu na Bélgica. Infelizmente, ele não saberá o que é ser belga. Lucas não será o primeiro da turma. Lucas não vai correr num parquinho. Lucas não terá o seu primeiro beijo e muito passará pelo primeiro namoro. É verdade, ele nunca terá uma decepção na vida. Ele não terá conquistas, contudo. Talvez, melhor que isso, Lucas jamais saberá que teve o infortúnio de nascer de dois pais imbecis. Não, Lucas não passará por nada disso, pois nunca teve a chance de chegar ao seu primeiro ano de vida. Lucas morreu, culpa de dois retardados mentais.

Sim, Lucas foi assassinado.

Continuar lendo “Bebê de 7 meses é assassinado pelos pais”