Author Archives: Lealcy

Chega de migalhas

Modificamos a configuração do RSS do Ceticismo.net. e agora, ele mostra o artigo completo.

Corra para o leitor de feeds mais perto de você. (Recomendo o Google Reader).

Gizmodo.com: Excelente artigo sobre os mistérios do Universo

Tive que publicar esse artigo apenas para indicar esta matéria do site Gizmodo sobre as coisas inexplicáveis que povoam o Universo e a controversa teoria de que há algo lá longe que está puxando toda a matéria do universo para si.

Acessem: Gizmodo

Jesus Cristo, a maior farsa de todos os tempos

Jesus Busters

Palavras do papa Leão X: “Quantum nobis prodeste haec fabula Christi”! (“Quanto nos é útil esta FÁBULA de Cristo!”)

“A fábula de Cristo é de tal modo lucrativa que seria loucura advertir os ignorantes de seu erro.” – Papa Leão X

“Não creria nos Evangelhos, se a isso não me visse obrigado pela autoridade da Igreja”. São palavras de Santo Agostinho. Com sua cultura e inteligência, poderia hoje estar no rol dos que não crêem.

Leia o restante deste artigo clicando aqui.

Nem só Jesus Cristo tinha poder

Por Widson Porto Reis

Apolônio de Tiana

Ele nasceu do útero de uma virgem e seu nascimento foi anunciado por um anjo. Reuniu ao seu redor um grupo de leais seguidores a quem transmitiu uma avançada mensagem de igualdade e fraternidade. Foi um agitador das massas e suas palavras tanto desagradaram aos romanos que acabaram por matá-lo. Em vida fazia inúmeros milagres: curava inválidos, anulava pragas, expulsava o demônio das pessoas e certa vez até ressucitou uma menina. Mas o maior dos seus feitos foi sua própria ressurreição, é claro. Uma vez completada sua missão, tomou seu lugar ao lado do Pai, do Espírito Santo e de sua própria mãe, também alçada aos céus, deixando aos seus seguidores em terra a dura tarefa de explicar como tinha tanta gente no céu se Deus era para ser único.

Ah sim, esqueci de dizer que não estou falando de Jesus Cristo. Estou falando de Apolônio de Tiana.

Leia o restante deste artigo clicando aqui.

Golpes pelo celular

celularCom a popularização da telefonia móvel no Brasil, popularizou-se também os golpes feitos através do celular. O malandro se aproveita da falta de intimidade do usuário com a miríade de tecnologias que envolvem a rede celular e o descaso das operadoras com a segurança de seus consumidores – quero dizer, menos quando perguntam vinte vezes o seu CPF e seu endereço – para enganar, fraudar e extorquir.

Pensando nisso, resolvi compilar aqui uma lista de golpes mais comuns que utilizam esse meio de ação.

Enganar trouxas nunca foi tão fácil

A alguns anos atrás, pesquisadores das universidades de Harvard e Berkeley publicaram um estudo interessante sobre phishing (armadilha virtual que tem como propósito enganar pessoas pelas Internet para obter senhas e outros dados.) Depois de aplicarem um estudo de usabilidade para ver quão bem as pessoas conseguem perceber tentativas de phishing, eles chegaram a esse resultado:

  • 23% dos participantes do estudo não olham para barra de endereço do navegador, para a barra de status ou para os indicadores de segurança.
  • 68% clicavam sem hesitar em janelas que informavam que os certificados de segurança dos sites eram fraudulentos.
  • Educação, idade, sexo, experiência anterior, ou horas de uso de computadores não mostraram qualquer correlação estatisticamente significante com a possibilidade de cair numa armadilha.

Algumas síndromes crônicas curiosas

Diversas fontes.

A mulher que atinge 200 orgasmos por dia

O barulho de um trem, o secador de cabelo, uma máquina fotocopiadora – tudo isso é motivo para Sara Karmen, uma britânica de 24 anos, sentir um orgasmo. Somente durante os 40 minutos de uma entrevista ao jornal News of The World, ela teve 5 orgasmos.

A moça sofre da Síndrome de Excitação Sexual Persistente, que faz com que ela fique excitada por grandes períodos de tempo, mesmo sem ter um estímulo sexual.

‘As vezes tenho muitas relações sexuais, na tentativa de acalmar-me, mas o meu namorado se chateia, porque atinjo o orgasmo com facilidade’ – conta Sara.

Ela explica que a síndrome aumentou depois que ela completou 19 anos, logo após começar a tomar antidepressivos. ‘Depois de algumas semanas, passei a sentir cada vez mais excitação. Tudo começou na cama, e o meu namorado estranhou a quantidade de orgasmos que eu atingia durante o ato sexual.’

“Tá nervoso? Vai pescar.” Dizem os cientistas.

Tá nervoso? Vai pescar.O cérebro pode produzir antidepressivos naturais quando corretamente estimulado, o que sugere que meditar ou ir a lugares especiais realmente funciona, segundo um estudo científico publicado na quarta-feira.

Ratos forçados a nadar infinitamente, até que preferissem apenas flutuar e esperar o afogamento, recuperavam a vontade de viver quando ouviam um tom associado à segurança.

Isso sugere a capacidade de replicar esse estímulo em humanos e de desenvolver medicamentos melhores contra a depressão, segundo Eric Kandel, do Instituto Médico Howard Hughes e da Universidade Columbia, de Nova York, que dirigiu a pesquisa.

Por telefone, ele explicou que uma visita ao campo, por exemplo, pode ter o mesmo efeito do som reconfortante para os ratos.

Boneca satânica terrorista assusta pais americanos

A foto é meramente ilustrativa e não condiz com a verdadeira aparência da boneca.Um defeito de fabricação de uma boneca associado ao uso de peças de baixa qualidade transformou esse inocente brinquedo em uma arma demoníaca de subjulgar infiéis.

Segundo dizem os pais, a boneca de vudu falante “Little Mommy Real Loving Baby Cuddle and Coo” da fabricante Fisher-Price’s, roga maldições diz frases como “Islam is the light (Islamismo é a luz)” e “Satan is king (Satã é rei)”. Já a fabricante se defende dizendo que a boneca-bomba fala “mama” e mais alguns ruídos que não significam nada e são resultado da baixa qualidade do alto-falante usando na sua fabricação.

Pequeno guia das leis epigramáticas

epigrammata.jpgVez por outra alguém consegue enunciar tão bem uma percepção ou uma idéia que, mesmo não sendo necessariamente verdadeira, tal enunciado ganha status de lei, como se fosse uma representação inescapável da natureza, como a lei da gravidade ou as leis da termodinâmica. Por serem freqüentemente mordazes e espirituosas, poderíamos chamá-las de leis epigramáticas.

Continue lendo »