Deputada cria lei para torturar presos lendo a Bíblia

Foi aprovado um projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa do Maranhão (que os idiotas do G1 acham que o acrônimo seja Alesp) visando melhorar os presidiários. A maravilha? Torna obrigatória a leitura da Bíblia por parte dos bandidos que estão presos. Eu até entendo vagabundo ir em cana por ser bandido, mas alguns castigos são exagerados.

O Projeto Remição pela Leitura – que eu tenho certeza que era pra ser A Leitura Liberta, mas alguém teve um pouco mais de juízo – garante a o preso já condenado poder reduzir quatro dias de pena da sua condenação a cada leitura de uma obra, com o limite de 12 obras por ano. Eu não sei vocês, mas eu acho um absurdo. Por mim, teria acréscimo, não redução. Porque o crime não será reduzido só por ele ler um livro, certo?

A deputada estadual Mical Damasceno (do PTB) apresentou o PL 281/2019, usando aquele velho lenga-lenga (mentiroso) que a Bíblia ajudou a montar as leis e a Constituição. Seria verdade, se a Constituição proibisse escravatura e Números 31 ordena que as mulheres virgens sejam vendidas como escravas (sexuais, óbvio) e as não-virgens sejam mortas.

Claro, como a grande parcela do eleitorado é cristã, esta bosta de PL foi aprovado com a totalidade dos votos dos parlamentares presentes e, agora, a Bíblia passa a ser obrigatória em todos os presídios, assim garantindo que os bandidos que estejam lá saiam e continuem na vida criminal se tornando pastores de alguma igreja vagabunda que tira dinheiro dos fiéis.

Eu ouvi um amém?

4 comentários em “Deputada cria lei para torturar presos lendo a Bíblia

  1. O nome da criatura que propôs essa idiotice me deu bem um panorama de como ela teve essa ideia idiota. Só queria saber se, com a lotação dos presídios de lá, vai sobrar espaço pra empilhar Bíblia, nem que seja aquelas pequenas que tem só os salmos e o novo testamento.

    É, amém.

  2. Imagina o testemunho num culto. “Ermãos, antes eu era apenas traficante, agora também sou evangélico! Chessus tem me abençoado acertando as balas do meu fuzil nos poliça!”

  3. Não admira que essa notícia venha do “modelo de desenvolvimento humano e justiça social” que é o Maranhão. Mas a situação é também um retrato da relação dos brasileiros com a leitura, o único livro que grande parte dos brazucas terá nas mãos durante toda sua vida é a bíblia, infelizmente.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s