Rinha de Parasitas: jogue já!

Nenhum de vocês é melhor do que ninguém, o que já configura que está a um pequeno passo da psicopatia. O máximo que vai diferir é mediante qual parasita ocupando cargo político vocês adoram passar pano, além de gente como eu, que queria passar pano em volta do pescoço deles num nó e apertar com força. De qualquer forma, o sonho de todos nós é vermos políticos saindo na porrada (o que pode mudar é a intenção). Já pensaram se vocês pudessem ajudar um político a meter a porrada no outro? SEUS PROBLEMAS ACABARAM!!

Continuar lendo “Rinha de Parasitas: jogue já!”

Deputada cria lei para torturar presos lendo a Bíblia

Foi aprovado um projeto de lei aprovado pela Assembleia Legislativa do Maranhão (que os idiotas do G1 acham que o acrônimo seja Alesp) visando melhorar os presidiários. A maravilha? Torna obrigatória a leitura da Bíblia por parte dos bandidos que estão presos. Eu até entendo vagabundo ir em cana por ser bandido, mas alguns castigos são exagerados.

Continuar lendo “Deputada cria lei para torturar presos lendo a Bíblia”

Prefeito decreta que tem que ajoelhar e rezar contra coronavírus

E seguindo mais uma vez o lema “nada é tão ruim que políticos metendo a religião no meio não possam piorar” temos o caso que está acontecendo no município de Ladário, situado na região pantaneira de Mato Grosso do Sul, com mais ou menos 17 mil habitantes, e que eu nunca ouvi falar (a bem da verdade, só conheço a capital de MS: Redmond). Em face à epidemia de coronavírus, o prefeito resolveu apelar para o combate apelando para o que ele considera ser mais efetivo contra o coronga: pensamentos e orações.

O que pode dar errado?

Continuar lendo “Prefeito decreta que tem que ajoelhar e rezar contra coronavírus”

Carta de repúdio às cartas de repúdio

Na thread que eu fiz (e eu odeio threads muito longas, achando que para isso existem blogs), eu dava simples explicações do porquê está acontecendo. Não ficou diretamente explicado numa frase só, mas farei agora: Todos vocês são imbecis. Sim, isso mesmo. E esta imbecilidade nos deu algo perigoso: um idiota no poder com um problema psicológico sério. A seguir, eu complemento algumas coisas que eu falei. Não faz diferença colocar link, pois direi tudo aqui.

Estamos numa crise sanitária, econômica e política. Não sabemos como vai acabar, mas sabemos como começou a crise sanitária: quando os casos de coronavírus, ou corona vírus, ou SARS-CoV-2, ou COVID-19 (meus caça-paraquedistas são mais honestos. Eu confesso que são caça paraquedistas) começaram a sair do controle na China, migrou para a Europa e começou a se alastrar. O caos político e econômico começou com isso.

Continuar lendo “Carta de repúdio às cartas de repúdio”

Artigos da Semana 8

A semana tem sido louca, como tem sido as últimas semanas. Ok, não temos nada de novo, a não ser as loucuras da vez. Tivemos pronunciamento presidencial, tivemos anúncios sem noção, divulgação científica, óbvio, e várias coisas que eu não coloquei no blog, já que eu divulgo ciência e posto algumas opiniões. Isso, entretanto, não é pra fazer do meu blog uma filial do Asilo Arkham.

Deixando isso de lado, temos até publicação dizendo que porco que mete a cara no Cu fica mais saudável e com carne melhor. Cu melhora tudo.

Continuar lendo “Artigos da Semana 8”

Copinho do mal destrói o planeta, dizem políticos

Estamos muito preocupados (olhem pra minha cara como estou preocupadíssimo) sobre como estamos destruindo o mundo. Claro, muitas pessoas resolveram fazer alguma coisa, daí o que correram pra fazer? Proibir canudinhos, aqueles canudinhos com menos plástico do que sachê de catchup, que continha sendo usado. Resolveram que não era o bastante, mas as sacolas, essas sim, vão destruir o mundo. Depois os copinhos descartáveis. Agora tá rolando problema nos EUA pois querem proibir o copinho e isopor, já que isopor é feio, tosco, destrói o meio ambiente e é reciclável, mas vamos ignorar esta parte.

Continuar lendo “Copinho do mal destrói o planeta, dizem políticos”

Rondônia acha que adolescente não pode ler livros. Vão distribuir rótulo de shampoo?

Aquele que não aprende História corre o risco de repeti-la!

Bem, está se repetindo. Em 2010, o Conselho de Educação veio com uma de proibir o uso de livro de Monteiro Lobato em colégios. Os motivos é que ele era racista, preconceituoso e coisas afins. Pegaram como exemplo que o livro chama Tia Nastácia de negra. Acho que era para chamar de “moreninha”. Mas isso já era de outro autor. Para um pesquisador da USP, Monteiro Lobato era racista. Sim, ele era. Shakespeare também era. Vamos cancelar o Mercador de Veneza?

Bem, tanto bateram que começou um barata-voa para tirar das escolas livros “malvadinhos”. O problema é que o vento que venta lá, venta cá. E chegou a vez de Rondônia de proibir o uso de alguns livros tido como muito errados.

Continuar lendo “Rondônia acha que adolescente não pode ler livros. Vão distribuir rótulo de shampoo?”

Jornaleiro metido a filósofo passa paninho pra político ladrão e outros corruptos

Segundo alguns youtubeiros, as pessoas devem parar de ficar em redes sociais (das que o próprio youtubeiro usa para falar suas sandices) e ler jornais. Ok, eu leio jornais, mas ler é diferente de me informar. Pelo que vejo, um monte de jornaleiros quer apenas dar views pros seus veículos, o que eu entendo perfeitamente, já que eles vivem de investidores, e investidores querem ver as métricas, que são traduzidas pelos números. Não importa que 7000 estejam xingando o seu tweet. São 7000 interações. Beleza, eu entendo isso, mas tudo tem um limite.

Eu digo isso depois de ver uma coluna do Helio Schwartsmann – que além de jornaleiro é filosofeiro –, na qual ele defende que prender corruptos é perda de tempo, e a Justiça não deveria dar tal sentença, já que “a sociedade não ganha nada encarcerando pessoas que não representem perigo físico a outros cidadãos”. Pois bem.

Continuar lendo “Jornaleiro metido a filósofo passa paninho pra político ladrão e outros corruptos”

Depois de canudos, margarinas agora estão com os dias contados no Rio de Janeiro

Eu fico feliz quando políticos se preocupam com o bem-estar das pessoas, e procuram criar leis em benefício da população. Deu para perceber que ficar feliz não seá uma coisa corrente em mim, no que depender que tais coisas aconteçam. Entretanto, às vezes, um político pensa no bem-estar das pessoas (não riam), e daí surge coisas malucas, como um projeto de lei que visa proibir a comercialização e uso de margarinas no estado do Rio de Janeiro (pode rir).

Continuar lendo “Depois de canudos, margarinas agora estão com os dias contados no Rio de Janeiro”

O silêncio de inocentes não impede o lobo devorador de livros

Os livros devem nos lembrar o quão burros e tolos nós somos. Eles são a guarda pretoriana de César, sussurrando enquanto o desfile ruge pela avenida: “Lembre-se, César, você é mortal”. As coisas que você procura estão no mundo, mas a única maneira que um sujeito comum verá noventa e nove por cento delas é em um livro.

– Ray Bradbury. Fahrenheit 451

Este não é um artigo sobre o Alcaide. Não é algo sobre o Senhor Feudal das terras com a Morada do Homem Branco. Vocês passaram o dia todo sabendo sobre isso. No máximo, taqui o link. Sim, o autocrata da cidade determinou que uma história em quadrinhos violava a moral e os bons costumes. Mandou seus “representantes” para verificarem e, se necessário fosse, para tomar as medidas cabíveis.

E sim, esta é a SEXTA INSANA!

Continuar lendo “O silêncio de inocentes não impede o lobo devorador de livros”