Adivinhe como cigarros eletrônicos ferram com seu pulmão dessa vez

Toda vez que eu escrevo sobre cigarros eletrônicos, um monte de dependentes químicos corre para cá para me xingar. Não aceitam as publicações científicas dizendo que ele não só induz jovens ao tabagismo, como é mais viciante, e com vários problemas de saúde vindo de graça.

Acharam que eram poucos problemas de saúde? Ok, aqui vai mais alguns, pois pesquisadores descobriram uma característica não reconhecida anteriormente de doença respiratória relacionada ao vaping (o hábito de puxar cigarro eletrônico, da lata ou não). Dentro dos pulmões desses pacientes, existem grandes células imunes contendo numerosas gotículas oleosas, chamadas macrófagos carregados de lipídios. Sim, gordura no pulmão. Que maravilha!

O dr. Robert Tarran é professor do Departamento de Biologia Celular e Fisiologia e membro do Instituto Marsico Lung na Faculdade de Medicina da Universiade da Carolina do Norte. Ele e seus colaboradores andaram dando uma revisada em tudo oq ue se sabe sobre cigarro eletrônico, bem como observaram o estado pulmonar de pacientes que fazem uso do e-cig. Claro, os dependentes químicos especialistas que vierem aqui, vão citar vários artigos dizendo que não é verdade. Artigos tirados de sites de empresas que comercializam cigarros eletrônicos, sem nenhum link para uma publicação científica, é claro. Bem, fatos são fatos!

Tarran botou os colegas para trabalhar, e mediram os níveis de três enzimas principais de protease no fluido pulmonar de 41 indivíduos, entre não-fumantes, fumantes e fumantes de e-cigs. As três enzimas são secretadas pelos pulmões em altas concentrações por reagirem à fumaça do cigarro, como uma forma de defesa do organismo. Os níveis dessas três proteases eram significativamente elevados em fumantes e fumantes de cigarros eletrônicos, mas não em não-fumantes. A versãop TL;DR é que cigarro eletrônico, assim como cigarros normais podem causar enfisema. Não, não tem essa de “ah, a fumaça é só vapor dágua”. Motivo? A alta concentração de nicotina.

Quando a equipe de Tarran administrou nicotina a células imunológicas cultivadas em laboratório, em concentrações como as observadas no escarro dos usuários de e-cigs e no líquido pulmonar, os pesquisadores observaram que as células superproduziam as proteases, como observados nos indivíduos analisados. E essa superprodução aumentou quando os pesquisadores expuseram as células imunológicas a níveis mais altos de nicotina.

Esta pesquisa foi publicada no periódico American Journal of Respiratory and Critical Care Medicine.

MAS CALMA! Esta pesquisa é de agosto! Tem uma mais recente!

O dr. Scott Aberegg, pneumologista da Universidade de Utah analisou casos semelhantes. Pacientes com tosse seca, dor no peito, falta de ar, dor abdominal, náusea e vômito normalmente tem algum caso de tabagismo envolvido. Não apenas isso, ainda apresentam febre, dores no corpo e suores noturnos, sendo tratados com cuidados de suporte, incluindo oxigênio, e os casos mais graves são tratados com esteroides anti-inflamatórios. Enquanto os casos leves melhoram dentro de 5-7 dias. Muito legal, mas o que está causando isso? Cigarros eletrônicos!

Os exames de pulmão parecem indicar uma pneumonia viral ou bacteriana grave, mas os testes específicos dão negativo. A causa é exatamente a nicotina ativando as proteases e as gotas de lipídeos sendo formados nos pulmões.

Aberegg e sua equipe examinaram um paciente depois que o médico responsável sugeriu que ele poderia ter pneumonia lipoide. A condição é diagnosticada pela triagem de macrófagos carregados de lipídios. Após encontrar o marcador neste paciente, os médicos realizaram o mesmo teste em pacientes subsequentes com suspeita de doenças causadas por e-cigs. E não é que era mesmo?

Todos os testes para isso foram positivos, o que aumenta cada vez mais as estatísticas de problemas de saúde causados pelos cigarros eletrônicos, que vão ainda jurar de pés juntinhos que não faz mal, embora o número de casos de doenças acarretadas pelos e-cigs venha aumentando semanalmente. Esta pesquisa foi publicada no periódico New England Journal of Medicine

Ah, sim. Tem videozinho de gente ferrada do pulmão depois de meter o focinho em cigarros eletrônicos.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s