Bandidos de Jesus depredam templo espírita. Amém, Jesus

Bandido religioso não é novidade desde que Cirilo destruiu a Biblioteca de Alexandria e martirizou Hipátia (que não foi canonizada e nem ganhou pedidinho de desculpas póstumo, mas Cirilo é santo. Amém, graças a Deus). Também não é novidade que evangélicos odeiam religiões de matiz africana. Coisa do Diabo ou algo assim. Nunca entendi direito, mas também nunca entendi como tem gente que acredita em cobras falantes. Outra coisa que não é novidade é traficante de jesus indo em templos espíritas e destruindo tudo. Eu mesmo já noticiei isso.

Até aí estamos? Pois é, na semana passada aconteceu de novo, desta vez no bairro de Parque Paulista, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

O caso aconteceu na quinta-feira da semana passada (11/07), mas eu estou de férias e só pude postar agora. Me processe. Ou não. Você não poderá fazer nada pior que um bando de traficantes mulambentos que rezam pro deus bom e puro de coração foi fazer num templo espírita. O que foram fazer? Destruíram tudo. Não estou surpreso. Primeiro, porque de bandido não se espera nada que preste. Por “bandido” estou me referindo tanto a traficantes de drogas quanto religiosos fanáticos. Por mim, não tinha que prender esses caras. Primeiro, tinha que meter a porrada e só depois prender.

Mas, André. Peraí! Você acabou de criticar que os caras são violentos.

Sim, mas eu também disse que eles rezam pra Jesus, o Maravilhoso Conselheiro, Cordeiro de Deus. Eu não rezo pra Jesus, então quero mais que eles se danem. Só que eu tenho a vantagem de não atacar pessoas inocentes só porque rezam para alguma religião que eu não goste. Por mim, pode até rezar para um bode preto com lantejoulas nos chifres que não tô nem aí. Só não pode sacanear os outros.

Os vagabundos que se intitularam “bandidos de Jesus” deram um ultimato: o espaço não deve abrir mais e ser esvaziado definitivamente, com a mãe de santo sendo ameaçada por meio de armas, porque o cara é muito macho com velhinhas de 85 anos.

Ah, sim. Vem a parte que eles não eram cristãos de verdade, enquanto pessoal defensor desta marginália vai dizer que nem todo traficante é assim, pois eles protegem a comunidade. Bem, com certeza, escoceses eles não são.

A única coisa que podemos depreender disso é que o bandido de Jesus é o mesmo que qualquer evangélico fanático. A diferença é que o bandido tem armas e condições de fazer à força o que qualquer destes desclassificados dessas igrejolas vagabundas quer fazer, mas são covardes e não têm condições. A ocasião faz o ladrão? Talvez. Armamento na mão de psicopatas dá merda? Com toda certeza.

E aquele seu vizinho que acena para você todos os dias só está esperando ter uma arma para fazer a mesma coisa. Uma das vítimas pode ser você e não adianta pedir ajuda de Deus, porque ele não dá a mínima pra quem usa seu nome.

Glória a Deus nas Alturas
Paz na Terra aos homens, mas só se forem da religião certa


Fonte: O Dia

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s