Bandidos de Jesus depredam templo espírita. Amém, Jesus

Bandido religioso não é novidade desde que Cirilo destruiu a Biblioteca de Alexandria e martirizou Hipátia (que não foi canonizada e nem ganhou pedidinho de desculpas póstumo, mas Cirilo é santo. Amém, graças a Deus). Também não é novidade que evangélicos odeiam religiões de matiz africana. Coisa do Diabo ou algo assim. Nunca entendi direito, mas também nunca entendi como tem gente que acredita em cobras falantes. Outra coisa que não é novidade é traficante de jesus indo em templos espíritas e destruindo tudo. Eu mesmo já noticiei isso.

Até aí estamos? Pois é, na semana passada aconteceu de novo, desta vez no bairro de Parque Paulista, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense.

Continuar lendo “Bandidos de Jesus depredam templo espírita. Amém, Jesus”

Abasteça seu carro e não pague imposto. Mas só se você for de igreja

Todos são iguais perante a Lei. Exceto se você for de uma igreja. Daí você é mais igual que os outros. Já não basta a alta concentração de facilidades e isenções que as igrejas possuem (consultem o artigo do Hélio Schwartsmann sobre quando ele montou a própria igreja), no Paraná é considerado pouco. Daí, alterou-se uma lei para dar mais ajudinha aos pobres religiosos.

Eles merecem? Isso importa?

Continuar lendo “Abasteça seu carro e não pague imposto. Mas só se você for de igreja”

Religiosos ensinam humildade construindo templos milionários

Jesus disse: “Eu sou a luz que está acima deles todos. Eu sou o todo: o todo saiu de mim e o todo se reuniu a mim. Rachai uma madeira: eu estou ali. Levantai uma pedra e me achareis”.

As correntes cristãs normalmente sentem coceira ao sequer saber da existência do Evangelho Apócrifo de Tomé, também chamado de Evangelho Gnóstico de Tomé. Ele, claro, não foi escrito por Tomé, mas Mateus também não escreveu o Evangelho de Mateus, nem João, nem Lucas nem Marcos e boa parte das epístolas paulinas não foi escrita por Saulo de Tarso.

A ideia que Deus estaria em qualquer lugar, até debaixo de uma pedra, nunca agradou a qualquer elite religiosa. Sem igrejas monumentais, sem poder sendo exercido. Hoje, no século XXI, nem sempre apelam para imensas catedrais. Agora é aplicativo para celular, vídeo no YouTube e até dízimo online.

Continuar lendo “Religiosos ensinam humildade construindo templos milionários”

Igreja Satanista inaugura sede em Salem

Salem é muito conhecida. Não só por causa do livro do Stephen King (que ele sacanamente mudou o nome para Jerusalem’s Lot), como por lá ter havido uma das maiores caças às bruxas em solo americano. Salem é um perfeito exemplo do que fanatismo religioso pode causar, mas isso é coisa do passado. Massachussets agora é um ambiente calmo e tranquilo.

Agora, lá tem lugar para todos os credos, então por acaso que foi inaugurado por aquelas bandas mais um Templo Satanista, com direito a galeria de arte, palestras, talvez casamentos e MUITA VITÓRIA, GENTE!

Continuar lendo “Igreja Satanista inaugura sede em Salem”

Templo budista apela para monge robô para ter maior visitação

Eu acho que cada um tem o direito de acreditar no que quiser. Se você arria despacho ou reza pra action figure do Nazareno Mágico, quem sou eu para criticá-lo? Cada um paga o mico que quiser, mas tem horas que o que já era ridículo cai para as raias do absurdo.

Um templo budista chinês, imagino eu, meio que perdeu a paciência com seus fiéis. Daí substituiu um monge de plantão por um robozinho que canta mantras e mantém conversas limitadas com as pessoas. Como a maioria que cai nessa roubada não pode ser um primor de inteligência, o robozinho deve conversar de boas.

Continuar lendo “Templo budista apela para monge robô para ter maior visitação”

Borobudur: Um passeio pelo centro do Universo budista

Om. Ooooooooooom. Shanti Om. Shaaaaaaanti Shanti Ooooooooooom.

O mistério cerca Borobudur (não confundir com Barad-Ûr). Ninguém sabe com certeza detalhes particulares de sua construção. O que se sabe é que Borobudur, um dos maiores templos budistas do mundo e fascina pela sua imponência, serenidade, espiritualidade e cultura de um povo que já não mais existe, uma cultura de séculos no passado que muito se perdeu nas brumas do tempo.

Eu sei que você está cansado de ir pra Disney, Orlando e Miguel Pereira. Já pensou em Borobudur?

Continuar lendo “Borobudur: Um passeio pelo centro do Universo budista”

Buda é mais velho do que pensávamos. Jesus who?

Todos sabemos que ele, o Salvador, o que veio nos trazer à iluminação chegou à Terra e nos trouxe muitos ensinamentos. Depois de aceitar sua missão ainda jovem, ele percorreu vilas, cidades etc ensinando e trazendo conforto aos corações das pessoas, dando início a uma nova religião. Estamos falando de Sidarta Gautama, o Buda, é claro. Esse, pelo menos, temos registros que realmente existiu.

Como? Jesus? Yo no lo conoco señor.

Agora, arqueólogos que trabalham no Nepal descobriram evidências de uma estrutura no local de nascimento do Buda datando do século VI A.E.C., sendo o primeiro material arqueológico ligando a vida de Buda  a um século específico.

Continuar lendo “Buda é mais velho do que pensávamos. Jesus who?”

As muitas maravilhas de Angkor

Heródoto viveu lá pelo século V A.E..C. Uma espécie de mochileiro que vagou por muitas partes do mundo. registrou muita coisa em suas viagens e viajou muito em seus registros, falando de deuses e criaturas míticas como se fossem reais. Ele elaborou uma lista de 7 obras que são conhecidas até hoje como As 7 Maravilhas do Mundo (do mundo antigo, claro). Não foi culpa de Heródoto que ele não tivesse visto estátuas budistas tão enormes (procurem no Google Imagens por "huge buddhist statues") ou mesmo estátuas hinduístas colossais (procurem por "huge hinduism statues" e vejam como o Cristo Redentor é ridículo perto do que você encontrar).

Heródoto registrou o que viu e o que viu são, sim, maravilhas… mas há outras tão ou mais maravilhosas, mas que não foram vistas pelo grego mochileiro. E uma delas é Angkor. Abram o Livro dos Porquês, no capítulo de História.

Continuar lendo “As muitas maravilhas de Angkor”