Todo mundo tem preconceito, independente de quem seja

Há algo tão velho na história do Homem quando o próprio Homem: o preconceito. A tendência de desprezarmos, temermos e odiarmos qualquer coisa que saia um pouco dos padrões que nós mesmos criamos é inerente a qualquer espécie viva, não necessariamente de seres humanos. Alguns mais, outros menos, embora humanos façam isso com maior eficiência, pensando 24h/dia em pessoas que ele abomina. Mas por que isso ocorre? Burrice? Ignorância? Não é o que pesquisas recentes apontam.

Alguns psicólogos demostraram que a baixa capacidade cognitiva não foi um preditor consistente de preconceito. Mas então…?

O dr. Mark Brandt é professor-assistente de Ciência Avançada do Consumidor e Psicologia Política, pesquisando Ciências Sociais e Comportamentais do Departamento de Psicologia da Universidade de Tilburg, Holanda.

De acordo com sua pesquisa, muito poucas pessoas conseguem resistir a expressar preconceito, especialmente preconceito em relação a pessoas com quem não concordam. Em outras palavras: bastou o amiguinho discordar de você que já é elevado ao grau de inimigo número um, aquele pulha vagabundo que veio num pau-de-arara encher o saco aqui, junto com outros branquelos FDP que têm que comer porra de marmita de arroz com ovo e ouve funk enquanto assiste merda de novela na porra de um celular de feira.

Isso independe do grau de inteligência, cultura e informação. Não importa se é conservador ou liberal. Todo mundo é preconceituoso

Brandt botou seus alunos para trabalhar, os quais analisaram dados de 5914 pessoas nos Estados Unidos, um país nem um pouco preconceituoso. Foram medidas a capacidade verbal em contraponto com o preconceito em 24 grupos diferentes.

Analisando os resultados, ficou demonstrado o que todo mundo com mais de 3 neurônios sabe. Independente de cultura ou classe social, boa parte das pessoas são preconceituosas, mas há diferença nos focos, isto é, cada um é preconceituoso de uma forma. Por exemplo, pessoal com baixa capacidade cognitiva (aka gente burra) tendem a ser preconceituosas para com os grupos percebidos como liberais e/ou não-convencionais, como ateus, gays etc, bem como grupos de minorias étnicas. Pessoas tidas como tendo alta capacidade cognitiva mostrou o padrão reverso. Eles tendiam a expressar o preconceito para com os grupos percebidos como conservadora e convencional, como cristãos, militares, grandes empresas etc.

Explicando. Tomemos o sr. Berenilson Epaminondas, de Curralzinho do Mato Dentro, no interior do Nordeste. É uma pessoa humilde e trabalhadora, vai à missa e se vira com um salário mínimo para alimentar uma esposa e 4 filhos. Ele mal tem o Ensino Fundamental. Homem honesto, vai à igreja todo domingo. Então, chega a cidade um grupo de turistas para curtir o Luar do Sertão, vindos de São Francisco, usando jeans apertado, alegres um pouco demais, sendo que dois rapazes e duas moças estão abraçados, trocando uns chamegos. O sr. Berenilson Epaminondas não vai gostar de ver isso. é um grupo diferente do dele. E, O HORROR! O HORROR!, nenhum deles foi na missa no fim de semana.

Já a dona Maristela de Alencar Blanco Figueroa Matarazzo, arquiteta de formação, engajada com os grupos humildes e as minorias sofridas, vê com cara torcida que a Xirlei Antonieta, namora um policial militar e anda com uma Bíblia e só vai trocar carícias mais lascivas do que beijo no rosto depois de casar. Dona Maristela acha conservadorismo demais e tem plena consciência que Xirlei, aquela crente do rabo quente, vê novela da Globo, o que é inegável prova que a menina é golpista e quer trazer o Bolsonaro para atacar a sociedade civil, o que merece ser discutido com seu grupo de gente antenada.

Os autores sabem que lidar com comportamentos de sociedades é algo complicado, então já preparam outros testes para ouros grupos sociais, de forma a ver se os seus resultados irão se repetir. Até onde nossa cultura, formação social e inteligência nos faz ser preconceituosos, ou MAIS preconceituosos que os outros ou ainda se para quais grupos-alvo de preconceito nos dirigimos?

Os pesquisadores usaram como medida a capacidade verbal, que é essencialmente um teste de vocabulário. Mas será que isso pode ser correlação de alguma coisa? Não se sabe ao certo, pois Psicologia não é ciência exata, o que não é problema nenhum, pois nosso comportamento pessoal não pode ser quantificado e registrado por fórmulas matemáticas. Nem a Psicohistória é capaz disso. Esta medida é apenas uma base, e temos que começar por algum lugar, até que fique demonstrado que não há correlação direta, mas só se saberá isso por meio de pesquisa científica séria.

A pesquisa foi publicada no periódico Social Psychological and Personality Science. Não, não está aberto. Eles são preconceituosos para quem não pode pagar pelos artigos.

2 comentários em “Todo mundo tem preconceito, independente de quem seja

  1. Todo mundo é preconceituoso pelo simples fato de que o cérebro humano sempre busca padrões. Pega aí os casos de Virgem Maria aparecendo na porta de casa. Tem até os cachorros que tem a imagem de Jesus desenhada no rabo.

    A gente vai sempre olhar pra alguém que não conhece, e essa pessoa vai nos lembrar de situações que vivemos, sejam ela boas ou más. Sempre vamos procurar um padrão pra facilitar nossa compreensão do mundo.

    Tem gente que vive conversando com cachorro, tratando igual gente, brigando pq o coitado fica lambendo o cu ou o pinto, sendo que essa é a natureza do bicho. O ser humano precisa projetar sua própria visão nas coisas e nas outras pessoas, e isso faz parte da nossa natureza.

    Não estou defendendo o preconceito, afinal todos devem ter o senso de justiça pra saber que é errado ficar acusando pessoas por coisas que elas não são ou não fizeram. Mas aquela primeira impressão todo mundo tem…

  2. preconceito acho q sempre vai existir, por aparencia, por primeira impressão (causa de muitos prenconceitos), estereotipos, etc.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s