Física Capilar: Cientistas estudam o comportamento de fios de cabelo crespo

Os cabelos crespos (cognominado "cabelo ruim", "pixaim", "cabelo duro", "bom bril" etc.) tem grandes axiomas, e um dos meus preferidos é "cabelo crespo é que nem bandido: ou tá preso ou tá armado". Claro, como você ama Ciência, você adoraria saber por que ele age assim. E é isso que alguns pesquisadores estudaram. Eles queriam entender a física da bagaça, criando o primeiro modelo detalhado em 3D de um fio de cabelo crespo. Cabeleireiros agradecem (ou não).

James Miller, agora pesquisador da Schlumberger-Doll  — e tão inexpressivo que nem tem página –, escreveu uma tese de doutorado estudando a dinâmica dos fios de cabelos crespos. Ele podia ter, sei lá, desenvolvido um reator de dobra, mas preferiu a cabeleira, mesmo. Junto com o  dr. Pedro Miguel Reis (professor assistente do Departamento de Engenharia Civil e Meio-Ambiente e do Departamento de Engenharia Mecânica do MIT; e que deve ter algum recalque obscuro), Miller fez modelagens em 3D de fios, através de modelagens matemáticas. E ainda dizem que eu que não tenho vida.

Utilizando experimentação em laboratório (provavelmente, um monte de gente de cabelão sacudindo a cabeça pra lá e pra cá enquanto capturavam os movimentos), os pesquisadores matematizaram por meio de computação – claro, né? – e construíram simulações computadorizadas, identificando como os fios se comportam mediante forças de tensão. Só para fazer penteado chique e cobrar os tubos em qualquer coiffeur ou seja lá que nome frescurento eles deem para cabeleireiro, certo?

Nah Nah!

Curiosamente, os cabelos se comportam como qualquer outra tubulação, e essa pesquisa visa exatamente traçar parâmetros, levando em conta proporção de massa, tensão, curvatura, comprimento, etc, ajudando a entender melhor o comportamento, desde cabos de aço até cabeamento de Internet.

Ou vocês acharam que eu ia ficar aqui perdendo o meu precioso tempo para escrever sobre cientista estudando cabeleiras?

A pesquisa foi publicada no periódico Physical Review Letters e nos mostra as grandes possibilidades de  aplicações no estudo de estruturas e até mesmo na indústria cinematográfica, onde vocês verão animações da Pixar cada vez mais reais. Se Brave (Valente, em português) já foi um espetáculo, com um movimento bem natural do cabelo da menina, daqui pra frente poderemos animar até o cabelo do Carlinhos Brown.

2 comentários em “Física Capilar: Cientistas estudam o comportamento de fios de cabelo crespo

  1. Já foi dito em um comercial de televisão (não pergunte-me qual): “O que move o mundo não são as respostas mas sim as perguntas”. Estes cientistas perguntam demais.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s