Professora fotografa péssima condição de colégio e é demitida. MALDITO ORWELL!

Hoje é dia! Estamos às vésperas do Dia das Bruxas, mas Samhain se perdeu com o Horário de Verão e abriu as portas do Submundo mais cedo do que deveria. Enquanto, defensores da Lei dizem na cara dura que eu não posso dar minha opinião, uma professora resolveu protestar contra as péssimas instalações de seu colégio, onde os alunos tinham que usar guarda-chuva.

O Grande Irmão, cioso a zelar por nós, resolveu que isso era algo que o pessoal da Eurásia estava arquitetando (já que sempre estivemos em guerra contra a Eurásia) e puniu a espiã demitindo-a. Soma é o cacete, aqui resolvemos como todos deveriam resolver!

O caso teve lugar no município de Imperatriz, no Maranhão. A escola onde a distinta mestra lecionava estava tão em petição de miséria que chovia mais dentro do que fora. A professora Uiliene Araújo Santa Rosa é nova e ainda acredita na Educação. Em sua revolta pela magnífica sala-de-aula onde ela trabalha, ela fotografou e postou no seu Facebook.


Isso tá mais parecendo Alagoas do que o Maranhão

A recompensa por isso é tomar um passa-fora, pois não se pode emitir opinião nem fazer protestos (lembraram-se de algo?). Então o que acontece? Os ministérios entram em ação para conter o dano.

Em contato com o G1, o secretário municipal de Educação, Zeziel Ribeiro da Silva, confirmou a demissão da professora. De acordo com ele, a profª Uiliene é seletivada e seu contrato foi rescindido após a postagem da situação da escola nas redes sociais. O secretário afirmou que o episódio foi isolado e que a escola, que fica no parque São José, um bairro da periferia de Imperatriz, tem um dos melhores prédios entre as municipalizadas da cidade. Se este é um dos melhores prédios, FUJAM!!!

Isso, no mínimo, é vergonhoso e é bem capaz de algum funcionário da prefeitura vir aqui me xingar e dizer que eu não posso expressar opinião alguma, além de ser demitido do cargo público que ocupo lá, além de virem queimar a minha casa, matar meu cachorro e me chamar de feio.

O secreOtário disse que problemas assim não podem ir parar em redes sociais, porque, vocês sabem, isso começa a ser divulgado e não é o tipo de propaganda que autocratas queiram. Nossos pais e avós lutaram por liberdade de expressão, mas os filhotes da ditadura, numa ação nazistoide (oi, Godwin, tudo bem com você?) tentam calar tudo e a todos, principalmente pela força.

O povo, estúpido do jeito que é, continua elegendo essa horda política, pois vergonha é algo que lhes faltam. Depois, a saída é criar cotas nas universidades, pois NINGUÉM tem condição de estudar direito numa sala-de-aula inundada, mas oferecer cotas é mais barato que consertar telhado. Só espero que o teto não desabe na cabeça de ninguém, pois eu imagino que não é algo que vá demorar muito.

21 comentários em “Professora fotografa péssima condição de colégio e é demitida. MALDITO ORWELL!

  1. Mudaram o discurso “tudo isso é culpa do Bola-de-neve (ou do Collor, FHC, Emanuel Goldstein ou um combo dos anteriores)”, para um “tá errado e se você mostrar no Feice o O’brien te pega”.
    E nessa onda de vida imitando a literatura eu prefiro Kafka a Orwell. Prefiro ser uma barata que tem maçãs atiradas contra seu corpo(Alladin do NES?) e uma família que me quer morto a ter que declarar meu amor pelo partido.

  2. O que eu acho engraçado e inclusive comentei quando vi a noticia no G+ é o tratamento dado pelas pessoas e pela mídia. Explico. Quem não lembra que recentemente uma jovem aluna em SC resolveu fazer o mesmo? O que aconteceu? Comoção das redes sociais…. Uma série de reportagens… Toda uma movimentação.. exaltação a virtude da pequena menina. Agora uma professora resolve fazer o mesmo e o que acontece? A maioria lê e passa para a próxima noticia. Dois pesos e duas medidas… E a mídia não faz nada porque certamente não gera tantos pageviews como o da pequena catarinense. Povo brasileiro, virtude no varejo, hipocrisia no atacado.

    1. @hiltongil, ah, é mesmo?

      http://www.paraiba.com.br/2012/08/28/74304-aluna-de-13-anos-que-denunciou-escola-no-facebook-sera-proibida-de-tirar-foto-na-sala-de-aula
      http://veja.abril.com.br/noticia/educacao/aluna-do-blog-diario-de-classe-e-obrigada-a-ir-a-delegacia

      Só para constar, essa menina virou uma pária na escola dela, odiada pelos professores e ignorada pelos colegas. E nada disso impediu ela de continuar a denunciar o que vê de errado.

      E sim, ela também apontou a demissão dessa professora. Na última postagem ela denunciou o prefeito de Imperatriz, que também é a favor da demissão da professora. https://www.facebook.com/DiariodeClasseSC

      1. @Ronaldo Gogoni,

        Convenhamos que a repercussão não foi a mesma Ronaldo. Não fora da internet jornais e televisão pouco noticiaram o fato. E inclusive me surpreendeu ver hoje o tema ser novamente trazido a baila pelo UOL na rede social G+.

        Sobre o fato de a menina ser ou não odiada. E tal fato não impedir ela de continuar a denunciar. Também há de se destacar que não está na mesma proporção de “perder o emprego”. Penso que se fosse só o rancor e indiferença dos pares a professora da matéria iria até suportar. Agora o nível de retaliação é completamente outro quando você tira o emprego de alguém e acaba com sua fonte de trabalho, consequentemente de renda.

        Para mim há ainda clara diferença entre a forma com que as duas situações foram tratadas.

        1. @hiltongil, Também percebi isso Hilton. Com a menininha foi aquela rasgação de seda: “Orgulho do Brasil”, “É disso que precisávamos”, “Essa menina é o futuro”, “Essa menina tinha que ser política” e outras coisas.

          Já com a professora, completa indiferença. Por fora. Por dentro o pessoal pensou: “Vagabunda”, “Tá querendo aparecer”, “Por que não vai trabalhar?”, “Tá descontente? Muda de escola” e outras frases tão carinhosas quanto que os marginais usam para se referir aos professores.

  3. é impressionante o quanto nossa democracia é apenas uma falácia, somente é válida quando há elogios ao Rei. Quanto as reclamações, exposição de erros, respeito ao direito de outrem, exilem os queixosos para rura penthe. As pessoas que ocupam cargo de alguma importância, seja qual for, precisam aprender a conviver com os contrários, com o dissenso, com a crítica.
    De qualquer modo, professora e aluna são vítimas da cultura cartorial em benefício da perpetuação do poder dos amigos do rei ou será rainha?
    Enfim, muito temos que caminhar nesse processo civilizatório.

    1. Ué? Tem gentinha aqui que defende policiais invasores de salas-de-aula, cagando e andando pros professores. Por que alguém mais se importaria?

      1. @André,
        A grosseria faz o homem perder a razão. Com razão ou sem razão, grosseria é desnecessária, um atraso. Em minha manifestaçao, expressei minha opiniao que conforme ê alardeado no site constitui direito constitucionalmente garantido.
        Contudo, expus minha indignaçao com a atitude arbitraria dos policiais, inclusive mencionando que a professora e os alunos foram vitimas da arbitrariedade
        policial. Conclui-se que a grosseria, inclusive recorrente, do manifestante deve-se nao somente a sua falta de civilidade(ou de educaçao) como a incompreensao do que foi dito.

        1. Então, vossa excelsa pessoa queira retornar ao que eu escrevi logo acima e se aperceba, se me faz esta graça, que eu não estava me referindo diretamente ao preclaro amigo e sim aos menos providos de inteligência que acharam acertada a ação inconsequente do policial citado alhures.

          Se me perdoa a colocação, sinto-me deveras mortificado que vossa senhoria não tenha se iluminado com a exposição feita por mim, aludindo aos comentários que defenderam e tentaram justificar a atitude autocrática da força policial.

          Em outras palavras: vê se aprende a interpretar textos, pombas! Eu estava falando DOS OUTROS!

          1. @André,
            Talvez eu nao tenha entendido o significado de disse e respondeu………
            Entretanto, o sarcasmo demosntra mais inteligencia que a grosseria

          2. @André, Que deu em ti caro André? Respondendo assim – apartado do já tradicional, peculiar e pessoal jeito com que constuma a se manifestar – me faz questionar: Que entidade incorporou nesse corpo? :grin: De fato me causou surpresa, mas foi positivamente surpreso. Muito embora admita que a outra linha é um tanto mais hilária.

  4. Aproveitando o assunto das ações absurdas praticadas pelo poder público ( porra nenhuma, é que o fale conosco não funcionou comigo e a única saída que vejo para lhe passar uma notícia sem ser banido, é tentar entrar no assunto. Será que colou?) : o Jornal de Piracicaba noticiou que um servidor público foi expulso da Câmara de vereadores por se recusar a ficar em pé durante leitura da bíblia.

    Link: http://www.jornaldepiracicaba.com.br/capa/default.asp?p=viewnot&cat=viewnot&idnot=208191

  5. Pingback: Blog do Lucho

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s