Projeto de Lei dos EUA proíbe experimentos com chimpanzés

Um projeto de lei que acabaria com a experimentação invasiva em grandes macacos nos Estados Unidos deu mais um passo para se tornar lei. É o The Great Ape Protection and Cost Savings Act de 2011, e prevê o fim de experimentações invasivas em chimpanzés, bonobos, gorilas, orangotangos e gibões. É grande, se pendurou na árvore e gosta de bananas, está protegido, apesar de eu saber que gorilas não se penduram em árvores e que demais símios gostam de muitas coisas além de frutos de duplo sentido.

De acordo com a lei, nem um centavinho do governo poderia ser usado em pesquisas na macacada supracitada. O que isso significa? Especismo. Por que? Pela simples afinidade dessas espécies com o ser humano, e não por proteção a espécies lindinhas (mesmo porque, macaco é um bicho feio que dói).

Elizabeth Kucinich é o diretora de assuntos governamentais no Comitê de Médicos pela Medicina Responsável em Washington, além de ser casada com o congressista  Dennis Kucinich. Ela lidera um grupo de defesa aos pobres animaizinhos (não extensivo a lagartos, cobras e insetos) que prega não envolvimento de experimentos animais, os quais ela considera como prática obsoleta.

Profissão da tia Beth:

  1. Neurobióloga
  2. Oncologista
  3. Bioquímica
  4. Farmacêutica
  5. Bacharel em Estudos Religiosos e Teologia e Mestre em Artes

Não é engraçado que os que mais dizem que os atuais processos experimentais são obsoletos~nunca colocaram os pés em um laboratório que excedesse mais que alguns poucos minutos, se é que o fizeram um dia?

Entendam, não é uma questão de eu ser uma criatura malvada, pérfida e cruel, para defender experimentos animais. Apesar de eu ser mau, pérfido e cruel, eu entendo que é desnecessário prover sofrimento aos animais por puro sadismo; mas se tem uma coisa que cientistas não possuem é exatamente sadismo. Cientistas e pesquisadores normalmente tratam com extremo respeito suas cobaias. Mas parece que quem nunca colocou as patinhas num laboratório entendem mais que os profissionais, nos mesmo moldes que a tia rezadeira diz que médicos não sabem de nada e convencem as pessoas a pararem o tratamento para usar galhinho de arruda atrás das zoreia afim de espantar mau-olhado.

A lei prevê a redução gradual das experimentações por um período de três anos, até aposentar os chimps do National Institutes of Health. Entretanto, essa lei sofreu emendas elaboradas pelos senadores Barbara Boxer e Ben Cardin, que permite a pesquisa invasiva na macacada caso seja necessário tratar alguma doença nova, emergente ou reemergente.

Talvez chegue um dia que possamos substituir todo tipo de pesquisa animal por simulação em computador, mas não agora e duvido muito que seja pra já (v. É mesmo necessário usar de experimentação com animais?). A "preocupação" com os animais, curiosamente, é sempre com relação a símios bem próximos dos seres humanos, mas rhesus, coelhos etc normalmente não entram. E mesmo que entrem, curiosamente, são mamíferos que muito lembram nossos próprios bebês. Ninguém se preocupa com os répteis, aranhas e insetos; talvez por estes serem conhecidos inimigos desde nossa ancestralidade.

Tirando os fatores que explicam o porque desta baboseira de proteção dos pobres bichinhos, temos a velha hipocrisia de sempre, já que ninguém protesta deixando de tomar os medicamentos ou usar cosméticos. O uso de experimentação animal ainda é necessário e entre um macaquinho bonitinho e novos medicamentos para salvar vidas humanas, lamento muito, mas minha decisão é mais que clara.


Fonte: Nature News

3 comentários em “Projeto de Lei dos EUA proíbe experimentos com chimpanzés

  1. Primeiro de novo?!?!?
    Que mania que as pessoas tem de meter o bedelho em assuntos que não conhecem direito. Aí ficam falando e fazendo besteira. Obviamente também opto pela segunda opção.

  2. Já discuti com você em outro artigo sobre o presente tema, e entendi a necessidade da utilização de animais… Mas de tantos bichinhos fofos, por que essa cisma com macacos? Bicho feio pra caramba! E nem adianta explicar especismo novamente, eu não entendo como há cérebros que associam um bicho tão feio ao ser humano. Sobre a lei, mais um passo para trás que a sociedade faz :/

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s