O que é mais devastador que milhões de anos de ação geológica? Um estudante bêbado

Há mais de 360 milhões de anos, o Dunkleosteus terrelli era um dos manda-chuvas dos oceanos. O desgracento era mais mau que o pica-pau, capaz de colocar verdadeiros monstros pra correr (e não estou falando de tubarões fofinhos de hoje, estou falando de feras mais ferozes que os seus mais ferozes e velozes pensamentos). Era o que podemos chamar de "placodermo", um peixe feio, mal-intencionado e, pior de tudo, recoberto de verdadeiras placas de blindagem que o protegia do ataque de seus inimigos. Mas o pior inimigo do D. terrelli acabou sendo um primata idiota que mal deve diferenciar o antigo soberano das águas de uma sardinha.

Nathaniel A. Harger é um inútil. A única serventia que deu ao seu ridículo cérebro foi inundá-lo de álcool. No dia 8/01 o, pasmem, estudante de biologia estava chapado de bebida (e eu imagino que de outras coisas também), invadiu o Museu de Geologia da Universidade Estadual de Ohio, uma universidade que fica no estado de Ohio, e depredou tudo. Estima-se que o prejuízo dado foi da ordem de 10 mil dólares, mas os danos são maiores que simples milhares de dólares poderiam traduzir. Harger destruiu História. Ele não quebrou apenas ossos, ele dilapidou  coisas que milhões de anos não conseguiram destruir. Os processos de permineralização e fossilização são demorados e nem sempre dão certo, haja vista a ridícula percentagem de fósseis encontrados em contraposição a todas as espécies que já pisaram na face da Terra. O imbecil não entendeu isso, coisa que até um Neanderthal com problemas mentais seria capaz de perceber.

O crânio de um Dunkleosteus, foi partido em pedaços, assim como o de um Tyrannosaurus rex. Dois maiores predadores do planeta não foram páreo para um retardadinho bêbado que, segundo o próprio dissera pra polícia, havia consumido dez bebidas diferentes no dia. Nem mesmo as proteções de plexiglas resistiram. Quando chamaram Dale Gnidovec, curador do museu, o mesmo quase veio às lágrimas ante a devastação apocalíptica que o imbecil promoveu. Reproduções de crânios e fósseis foram vandalizados, vidraças foram quebradas e uma garra do esqueleto de uma preguiça-gigante foi retirada e atirada longe. Não há imprecação na língua dos Homens, dos Elfos e dos Anões que possam traduzir a revolta que se dá ao ter notícia de um comportamento tão bárbaro.

O museu, agora, está estudando como consertará os danos. Tempo e dinheiro não tão (ou mais) raros de se conseguir quanto os próprios fósseis. Pelos registros do tribunal de Ohio, não se tem notícia que o estúpido bebum tenha constituído um advogado, mas posso ficar tranquilo que o mundo não degringolará de vez e finalmente algum parasita aparecerá para dar alguma justificativa idiota para o ato de vandalismo.  A única coisa que cabe ao museu agora é correr atrás de patrocínios e doações para consertar toda a desgraceira que um aluno idiota fez.


Fonte: Columbus Dispatch

7 comentários em “O que é mais devastador que milhões de anos de ação geológica? Um estudante bêbado

  1. Uma ação imperdoável. Ele merece ficar enjaulado por foda eternidade, mas mesmo assim NUNCA pagará pelo crime que ele fez. Imagino que o curador e muitos paleontólogos devem ter ido às lágrimas com essa notícia.

  2. Adolescentes geralmente são inconsequentes, e bebida alcoólica é droga, é por isso (e por mais) que eu nunca fumei cigarro, nem nunca ingeri bebida alcoólica, deixei de ser religioso há 14 anos atrás, mesmo assim (antes, durante e depois) dessa fase continuei com esse comportamento abstêmio e anti-tabagista…

    1. Adoro estes relatos pessoais, ainda mais quando eles não têm nada a ver com o artigo. Ninguém falou que o cara era religioso ou não, e ele sequer era adolescente. Antes de comentar, favor LER o artigo antes.

  3. Foi mal!!! isto ocorreu porque eu estava lendo vários artigos, de várias fontes simultâneamente, e também eu estava muito cansado e sonolento, devido ao fato de estar trabalhando 10 horas por dia, FAIL!!!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s