Nova forma de insulina pode ser inalada ao invés de ser injetada

Hora do planeta: sandices ecológicas
Quadro chora "lágrimas de óleo" na França

afrezza.jpgVida de diabético é um saco.Quando não é aquela dieta regrada, com uma comida horrível e chocolate com gosto de papelão, é ter que se submeter a aplicações diárias de insulina. Para as crianças, é pior ainda, e eu não conheço ninguém louco o suficiente pra dizer que gosta de injeção. Entretanto, pelo voisto, este drama vai acabar.Cientistas descreveram uma nova insulina de ação muito rápida, registrada sob o nome comercial AFREZZA. O diferencial desta insulina é que ela é aspergida para ser tomada por via oral, semelhante às bombinhas para asmáticos. A absorção é feita nos pulmões, acelerando sua absorção, o que imita a resposta insulínica normal observada em indivíduos saudáveis.O AFREZZA está aguardando aprovação pelo FDA, órgão norte-americano que regulamenta remédios e alimentos.

A Drª Andrea Leone-Bay e seus colegas na MannKind Corporation, disse que a nova insulina, usa a tecnologia Tecnosfera, uma tecnologia de entrega que é aplicável a uma grande variedade de outras drogas que atualmente são injetadas. Assim como a insulina, estes medicamentos são proteínas que seriam digeridas e, por conseguinte, destruídas no estômago se tomadas por via oral. No entanto, a técnica empregada encapsula o composto em uma outra molécula, fazendo uma espécie do que chamamos em Química de “complexo”, ou seja, uma molécula inserida no retículo de outra molécula.

Usando um dispositivo do tamanho do polegar, o paciente inala uma pequena quantidade do pó, equivalente a uma pitada de sal, que contém o princípio ativo. Este pó dissolve-se imediatamente após a inalação e a droga é absorvida pela corrente sanguínea do paciente. Mais importante, a droga é absorvida de maneira ultra-rápida, tornando-se efetiva muito mais rapidamente do que uma injeção da mesma droga. Sem dor, sem desconforto. Uma inalação e pronto!

Segundo a Drª Leone-Bay, o AFREZZA controla a glicose, cuidando para que não haja grandes riscos de hipoglicemia, além do fato que o dispositivo pode ser levado para qualquer lugar, se despertar suspeitas que você está injetando algo para ficar doidão.


Fonte: American Chemistry Society

Hora do planeta: sandices ecológicas
Quadro chora "lágrimas de óleo" na França

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας