Fórum católico-muçulmano reúne líderes religiosos no Vaticano

Desgraça pouca é bobagem! O que aconteceria se os pérfidos clones do Jango Fett se aliassem aosHooligans de Alá? Bem, é mais ou menos isso que está acontecendo. Cinqüenta e oito autoridades religiosas, analistas e conselheiros, entre eles 29 católicos e 29 muçulmanos (obviamente, judeus ficaram de fora, por motivos óbvios), reuniram-se hoje no Vaticano no 1º Fórum Católico-Muçulmano, que irá até 6 de novembro e no qual será analisada a dignidade humana e o respeito mútuo.

Isso é muito interessante, como coisa que o cristianismo e o islamismo têm se preocupado muito com isso nos últimos séculos.

O fórum tem como tema “Amor de Deus, amor do próximo” e se desenvolverá em duas linhas. Hoje (05/11), será dedicado aos “fundamentos teológicos e espirituais” e, amanhã, ficará centrado na “dignidade da pessoa e o respeito mútuo”, informou hoje o Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-Religioso.

Segundo o Vaticano, cada uma das partes apresentará uma relação, que servirá de base para o debate, realizado a portas fechadas. Amanhã (06/11), os 58 participantes – 29 de cada religião- serão recebidos pelo papa Bento XVI em audiência e, à tarde, participarão de uma sessão na Pontifícia Universidade Gregoriana, durante a qual está previsto que se anuncie uma declaração comum.

O Fórum católico-muçulmano foi criado em março deste ano após a carta enviada a Bento Palpatine, em outubro de 2007, por 138 sábios muçulmanos, liderados pelo presidente do Instituto Aal al-Bayt para o Pensamento Islâmico e pelo príncipe Ghazi bin Muhammad bin Talal. Na carta, afirma-se que o futuro do mundo depende da paz entre muçulmanos e cristãos.

O Vaticano a considerou “encorajadora e estimulante”, e o nazi-pontífice defendeu a instauração de um  inquérito… hã, quero dizer, um diálogo baseado no respeito da dignidade das pessoas, no conhecimento da religião do outro e em compartilhar a experiência religiosa e o compromisso comum para promover o respeito mútuo e a aceitação.

Em março, uma delegação católica liderada pelo presidente do Conselho Pontifício para o Diálogo Inter-Religioso, o cardeal Jean-Louis Tauran, e outra muçulmana presidida por Abdel Hakim Murad, da University of the Muslim Academic Trust, do Reino Unido, se reuniu no Vaticano e decidiu criar este fórum.

O cardeal disse hoje à radio “Vaticano” que este encontro permite “voltar a ler o Islã através de dois mandamentos: o amor a Deus e o amor ao próximo” e ressaltou que a reunião não deve ser vista como “uma coisa extraordinária, já que estamos dialogando com o Islã há mais de 1.400 anos”.

Agora, é interessante saber que, de acordo com a agência EFE, um total de 144 cristãos, entre eles 77 muçulmanos convertidos, pediram hoje ao Fórum que obtenham o direito de mudar de religião. Mesmo porque, se você AINDA acha que existe livre-arbítrio dentro das religiões, você não merece ir pro Céu e sim pra um Hospício, se bem que a diferença é pouca. No Hospício tem gente toda de branco, pensando que é Deus…

Este grupo pediu às autoridades religiosas presentes a este Fórum que a lei islâmica não seja aplicada aos não muçulmanos, que seja abolida a condição de segunda classe (aos cristãos) e que a liberdade de mudar de religião seja reconhecida como um direito fundamental, entre outras coisas.

Os 150 cristãos, procedentes da África do Norte e do Oriente Médio, fizeram o apelo através da agência “Asia news”. Segundo a agência, este grupo denunciou que as condições das minorias cristãs em países islâmicos estão se agravando perante o crescimento do islamismo radical nos últimos tempos, o que não é muito diferente do que acontece no Bible Belt. Isso deve ocasionar uma ruptura biológica: Ovelhinhas do Senhor de um lado, Camelinhos de Alá do outro. E os judeus ficam lá na deles esperando a merda engrossar.

Acrescentam que os novos cristãos ou os convertidos “não têm direito de expressarem a nova escolha religiosa sob pena de serem condenados por apostasia e obrigados ao exílio”. Eles só não prometeram matar as próprias esposas, mas é uma questão de tempo.

Com relação à liberdade de mudar religião, disseram que deve ser reconhecido como um direito fundamental, “um direito que vem de Deus, que não obriga ninguém a adorá-lo”, declararam.

Após esta reunião, o fórum voltará a se reunir em dois anos, em um encontro organizado pela parte muçulmana. É esperar pra ver o que vai rolar disso.

17 comentários em “Fórum católico-muçulmano reúne líderes religiosos no Vaticano

  1. ‘…O Vaticano a considerou “encorajadora e estimulante”, e o nazi-pontífice defendeu a instauração de um inquérito… hã, quero dizer, um diálogo baseado no respeito da dignidade das pessoas…’

    Quê? :shock: Essas religiões foram/são/serão campeãs no quesito ‘desrespeito à dignidade humana’, basta que se comparem os inúmeros tratados internacionais (que buscam o resgate de minorias que não têem tais direitos respeitados) e comparar as ações positivas destes religiosos com os preceitos neles contidos…qualquer pessoa – por mais leiga que seja – logo perceberá que Direitos Humanos e Religião são coisas absolutamente incompatíveis!

  2. “qual será analisada a dignidade humana e o respeito mútuo.”

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

    to me torcendo de rir ateh agora!!!

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

  3. ” uma prova clara de busca intensa de união da igejas, ou mais precisamente…o perigoso Ecumenismo , onde anunciarão para o mundo e dirão ao mundo que ” Há Paz e Segurança” [1 tess. 5:3].

    1. Ah, a perigosa trombeta profética do tormentoso silêncio pacífico
      que precederia a tortura infinita do fim dos tempos…. Ma quê isso?
      São as buzinas do Ecumedismo?

  4. As três religiões que formaram a nossa atual civilização, são exatamente o judaísmo, o cristianismo e o islamismo.
    Em comum, todas elas tiveram um período de muito radicalismo moral capital ao passarem pelos 1000/1500 anos de existência. Cada um aos seus mil anos de idade; o judaísmo apedrejou, guerreou, tomou e perdeu, o cristianismo incendiou, guerreou, tomou, fez inquisições, apedrejou, o islamismo de hoje, seus 1000 e tantos estão passando pelo mesmo ponto da evolução nas religiões desde que surgem revolucionando.
    Eu presumo que daqui há mil anos essas três religiões já estarão fundidas e confundidas numa só.

    1. Esse negócio de três religiões fundidas numa única me lembra aquela porcaria de ‘Deixados para trás’.

      1. Nada a ver com este troço de “deixados pra trás”, tem muito mais a ver com a entropia cultural pelos séculos na sociedade, que tudo vai se generalizando tudo, então é uma tendência a massificação das três num futuro distante, bem provavél.
        O que não sei é se o restante da humanidade daqui a mil anos terá a mesma cultura religiosa, ou serão mais científicos, de repente, até foram embora do planeta e deixaram o que sobrou das três religiões pra trás, para continuarem esperando, embora tivesse sido mais fácil deixar um bilhete pra Yavé, Jesus ou Alá e Maomé: “Demos uma sáida até o Planeta X, chega lá que tem um samba”

  5. Juntaram 2 bostas,não qual é pior e mais manipuladora e cretina…..

    Dignidade humana?? um transforma o ser humano em ovelha o outro em camelo escravo rezador de Alá..e querem falar de dignidade..?!?!?

    Cristianismo e Islamismo = atrasos de vida.!!

  6. Enquanto isso…
    Disfarçadamente o Vaticano tenta acabar com o estado laico no Brasil!
    Liberdade religiosa? Vão pra pqp esses cristãos vindos do inferno!

  7. Na natureza humana há dois especíe de pessoas, há uns que como animais e há outros que pensam como pessoas que eles são esses são as pessoas que estão a analizar o problema da dignidade humana e o respeito mutuo só os macacos que não pensam assim

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s