Panela de arroz dá aquela força para esterilizar máscaras contra o COVID-19

Em quase 5 meses de quarentena, e desde o início do ano com coronga à solta, máscaras tipo N95 ou PFF-2 são uma necessidade para profissionais de saúde. O problema: comprar. Sim, eu sei que é chocante, mas as coisas nem sempre são de graça. Aliás, quase nunca, pois, sempre tem alguém que paga a conta. Quem sabe se houvesse uma forma de dar uma vida maior às máscaras, esterilizando-as e mandando o corona vírus ou coronavírus ou Sars-CoV-2 ou COVID-19 para a vala?

Bem parece que temos mais um meio e de forma bem barata.

Continuar lendo “Panela de arroz dá aquela força para esterilizar máscaras contra o COVID-19”

Perguntas e respostas sobre álcool-gel e como se manter limpo em tempos de corona vírus

Estamos num momento sério, mas não precisamos cair para o desespero. Não, não estou falando da “histeria” no sentido que a cavalgadura presidencial está dizendo, mas que está sentindo a água bater na bunda. Histeria de sair correndo comprando tudo e vendo os estoques de comida e álcool-gel acabando. Algumas pessoas realmente estão perdendo a noção.

Para dar uma ajuda, vou colocar aqui as respostas a perguntas que me fizeram, e algumas dúvidas em termos geras que vi por aí. Não sejam mesquinhos, compartilhem a informação.

Continuar lendo “Perguntas e respostas sobre álcool-gel e como se manter limpo em tempos de corona vírus”

Pesquisa compara resistência do vírus da SARS e do COVID-19

Pessoal tem me pedido o máximo de atualizações sobre o Corona Virus. Eu faço o que eu posso, mas estou evitando de postar aqui por um motivo simples: essa não é minha área de expertise. Eu tenho que ler o trabalho, procurar as referências, lê-las, verificar se eu entendi corretamente, escrever um artigo de maneira de fácil compreensão e publicar. Isso consome tempo, enquanto a imprensa tem uma legião de repórteres en5trevistando especialistas como médicos, geneticistas, biólogos etc. Aceitem sempre a informação de primeira linha, que eu procuro repassar no Twitter na medida do possível.

Ainda assim, postarei um artigo ou outro aqui, como o presente em que pesquisadores descobriram que o coronavírus 2 da síndrome respiratória aguda grave (SARS-CoV-2) se mantém estável em várias superfícies e até mesmo suspenso no ar, este miserável.

Continuar lendo “Pesquisa compara resistência do vírus da SARS e do COVID-19”

Obesidade acarreta ser atacado por vírus com mais eficiência. Parabéns, fofinhos!

Ser gordo não é fácil, meu amigo. Além de ser ponto de referência (“tá vendo ali aquele gordo? É bem na esquina”) ainda tem sérios problemas de saúde. Mas calma, a Natureza, que deve ser rolhadepoçofóbica, ainda tem outras travessuras para te sacanear, minha cara chupetinha de baleia.

Uma pesquisa recém-publicada concluiu que obesidade, não só lhe arruma problemas de passar na roleta do ônibus, como ainda promove a infecção por meio de vírus influenza. Sim, Free Willy, você tem maior chance de contrair gripe. E vai tossir pra lá!

Continuar lendo “Obesidade acarreta ser atacado por vírus com mais eficiência. Parabéns, fofinhos!”

Pesquisadores criam detector de vírus portátil (ou quase)

Para mim, uma das coisas mais fascinantemente ficcionais eram os tricorders médicos. Tipo. O dr. MacCoy passava o saleiro (sim, aquilo era um saleiro que a produção achou bem futurista para ser usado como algum dispositivo do século XXIII) e o tricorder lia o que a pessoa tinha. A não ser se estivesse usando roupa vermelha. Neste caso, já partia pro “He is dead, Jim”, a fim de economizar tempo de filmagem.

Mas já pensou se tivéssemos um treco para ajudar médicos a não só mandar um “é virose, como já dizer qual vírus sem-vergonha está por detrás a infecção? Bem, é isso o que estão desenvolvendo. Sim, usa nanotubos. Nanotubos é a moda agora. Senta e aceite!

Continuar lendo “Pesquisadores criam detector de vírus portátil (ou quase)”

Homens virgens também contraem HPV

Religiosos fanáticos (sempre eles) são contra qualquer tipo de avanço científico. Inventaram que vacinas contra HPV (o papiloma vírus humano) fará com que seus filhos adolescentes se tornem verdadeiros libertinos. As meninas se tornarão messalinas e os meninos continuarão sendo adolescentes. O problema é que a Seleção Natural está pouco se lixando pro que religioso tosco acha ou deixa de achar. Resultado? Uma pesquisa demonstrou que homens que nunca tiveram relações sexuais não estão livres de contrair HPV.

Vou repetir: mesmo sem transar, trepar, fazer fuc-fuc, comer ou foder ninguém, nunca, alguns homens contraíram HPV. E assim vemos a Narrativa Religiosa afundando glub glub glub.

Continuar lendo “Homens virgens também contraem HPV”

Morreu uma guerreira, morreu uma heroína, morreu uma mãe

Contam os Antigos que no início havia apenas Obatalá, o Senhor dos Céus, e Odudua, a Senhora da Terra. E esses se casaram e dessa união nasceram Aganju, que a ele foi designado ser o orixá dos vulcões e desertos, e Iemanjá, senhora dos mares e oceanos. E conta-se também que Aganju e Iemanjá se casaram, e tiveram um filho, Orungan. Orungan, como em qualquer tragédia, apaixona-se pela própria mãe e, aproveitando a ausência do pai, deitou-se com ela. Desta união, que muitos dirão ser incestuosa, mas orixás não prendem à moral humana, nasceram quinze orixás, e a cada um foi atribuído uma função. Uma orixá recebeu o nome de Oyá, deusa do rio Niger, senhora das tempestades, que com sua alfanje e cauda de animal entra em campo de batalha. E Oyá recebe um título de Xangô, seu amor: Iansã, “Senhora do Céu Rosado”. Oyá é guerreira, Oyá não recua. Oyá não teme o inimigo. Oyá corre para enfrentar o seu destino.

Assim como Oyá, África teve uma guerreira. Salomé Karwah, a guerreira imortal, sobreviveu a tudo, menos a uma simples gravidez.

Continuar lendo “Morreu uma guerreira, morreu uma heroína, morreu uma mãe”

Retrovírus Endógeno: O Cunhado do Bem

Nós somos o que somos graças aos zilhões de vírus que vieram zuar nosso código genético lá para quando ainda éramos seres unicelulares. Devido a a isso, e à invisível mão da Seleção Natural, somos o que somos, e pode-se dizer que cerca de 10% de nosso DNA não é lá bem nosso DNA, mas material genético que esses vírus vêm adicionando em nossas células, sendo que isso acontece ainda hoje.

Isso nós sabemos bem. O que não se sabia ao certo é quanto dessa influência afetou o nosso cérebro, isto é, quanto de material genético externo foi batido no liquidificador evolutivo de nosso DNA a ponto de afetar o desenvolvimento de nossos cérebros. Haverá resposta para isso?

Continuar lendo “Retrovírus Endógeno: O Cunhado do Bem”

Nanopartículas e quimioluminescência para a detecção de vírus

Um vírus é uma criaturinha que nem se sabe ainda se é uma criatura ou uma PFDP (proteína fidaputa). Essas desgraças, desde aquele resfriado nojento que te deixa de cama até uma hepatite B, são capazes de ferrar com seu dia de várias maneiras. Junte isso ao fato de necessidades de transfusão de sangue, em muitos casos de forma emergencial, temos o prenúncio do desastre, em que as equipes médicas têm que analisar o sangue de maneira rápida, ou a emenda sairá pior que o soneto.

A quem pediremos ajuda? Ao Olavo de Carvalho? À Marilena Chauí? Ao Tedson? Não, a químicos, mesmo!

Continuar lendo “Nanopartículas e quimioluminescência para a detecção de vírus”

Pesquisadores criam técnica para armazenar vacinas em temperatura ambiente

Produzir vacinas nem é muito problema. O problema é pesquisa-las, desenvolvê-las e, uma das piores partes, transportá-las. Sim, porque não basta você ter toneladas de vacinas se não tiver como leva-las até quem precisa. Seguindo o preceito que o artista tem que ir aonde o povo está, com vacinas não é diferente e é preciso achar um meio de leva-las até Piraporinha do Mato Dentro, no interior do Acre, ou para a Miserábia Setentrional, num daqueles rincões perdidos perto de Deusmelivrestão.

O problema básico é que vacinas precisam ser acondicionadas de modo que fiquem entre 2 e 8ºC. Só arrumar um gelinho em volta não rola quando você tem que percorrer grandes distâncias. Então, temos que apelar para geladeiras que funcionem a bateria, gasolina ou mesmo ligadas a geradores. Será que algum químico poderia nos salvar?

Continuar lendo “Pesquisadores criam técnica para armazenar vacinas em temperatura ambiente”