Respostas da primeira enquete do Ceticismo.net

As pessoas gostam de citar Steve Jobs, que fazia menção a Henry Ford quando este dizia que se fosse ouvir seus clientes não produziria carros, mas cavalos mais rápidos. O mesmo Henry Ford que dizia que você poderia escolher o carro deles na cor que quisesse, desde que fosse preta. Pouco depois ele lança carros de outras cores, na mesma medida que o iPhone não estava sendo pensado para (nem iria ter) aplicativos. Preciso continuar?

Ouvir as pessoas de vez em quando é bom. Não que toda ideia que lhe deem seja uma boa ideia, mas isso nem significa muito já que nem as minhas próprias ideias são um festival de acertos. Sendo assim, eu propus a primeira enquete. Vamos ver o resultado?

Continuar lendo “Respostas da primeira enquete do Ceticismo.net”

Artigos da Semana 19

Tirei o dia para preparar umas surpresinhas para vocês. Queriam mais um ebook, estou preparando. Querem um sobre análise religiosa? Tamos aí. Isso para agradar aos meus leitores. Coo eu sei disso? Porque eu fiz uma enquete para saber mais sobre vocês. O retorno está ótimo e sei muito mais agora sobre vocês, principalmente cm as perguntas que eu não fiz, mas isso é detalhe.

Aqui vai mais uma lista de artigos que eu pus ao longo da semana. Inclusive com o que traz a enquete. Bóra responder?

Continuar lendo “Artigos da Semana 19”

Primeira enquete do Ceticismo.net

Estou mudando um monte de coisas no andamento do site. Já fiz o Ebook (já baixou o seu?), e agora eu quero saber mais. Tem horas que eu tenho vontade de acabar com o blog e parar de perder tempo, mas a verdade é que é meu passatempo, minha diversão. Então, eu queria continuar com ele, mas talvez seja preciso mudanças. Não sei. Assim, para atender vocês melhor, fiz esta enquete. Não garanto que muito irá mudar ou SE irá mudar. Mas conhecimento é importante.

Continuar lendo “Primeira enquete do Ceticismo.net”

Pesquisa mostra que todo mundo já sabe: Brasileiro dá mais valor à religião do que à cultura

Uma pesquisa da ONG OXFAM Brasil, que mais parece nome de remédio contra flatulência, fez uma pesquisa que resultou numa coisa que todo mundo já sabe: Brasileiro dá mais valor para religião do que para coisas sem importância como estudo e trabalho. No país que odeia ciência e contratam índios mágicos que dizem controlar o tempo e usa cartas psicografadas como provas em tribunais, não sei por que alguém acharia isso inusitado.

Continuar lendo “Pesquisa mostra que todo mundo já sabe: Brasileiro dá mais valor à religião do que à cultura”

Pesquisadoras concordam com suas tias e mostram que maternidade é mais importante que produção científica

O mundo acadêmico não é essa lindeza que vocês pensam, com um monte de pesquisadores de mãozinhas dadas cantando música da Noviça Rebelde enquanto saltita por estradas de tijolos amarelos. A realidade é demonstrada pelo maravilhoso PhDComics, em que o professor-doutor das histórias é a cara do meu orientador (sério! E tão sádico quanto). Você tem que estar com tudo andando, com trocentos relatórios e orientadores, e comitês e banca e o seu colega que não tem nada a ver com seu trabalho, mas quer lhe detonar porque você ganhou aquela verba mixuruca e ele não. Sua autoestima é praticamente inexistente, o amor próprio fugiu com o entregador de pizza, sua vida está no mesmo modo que aquelas senhoras que recebem encanadores e não têm dinheiro pra pagar e sua família lhe lembrando que seu primo prestou concurso pra ser auxiliar administrativo no fórum e ganha mais que você, o que é corroborado pela faxineira dos seus pais, que também ganha mais que você!

Algumas pessoas entendem como o mundo funciona e as regras que criaram para poderem se safar lindamente, jogando uma bela carga de culpa nas pessoas que se posicionarem contra. É o caso das pesquisadoras que resolveram colocar em seus currículos licença maternidade e se são mães e o cacete a quatro, porque elas se sentiram inferiorizadas perante o mundo masculino malvadão.

Continuar lendo “Pesquisadoras concordam com suas tias e mostram que maternidade é mais importante que produção científica”

O Experimento com o Pequeno Albert

Até onde vai a pesquisa científica, e quando é suficiente, a ponto de parar tudo, pois cruzou-se os últimos limites da Ética? Numa época que comitês de ética em pesquisa científica era algo que sequer era aventada, John B. Watson, criador do termo “behaviorism” estava transitando naquela área nebulosa entre o certo e errado. Para saber mais é preciso tudo? Bem, ele não se preocupou com isso, nem ninguém se preocupava. Mas isso até o momento que resolveu torturar um bebê para saber de onde vinha o nosso medo.

Neste vídeo, eu conto a história do Pequeno Albert e de como devemos ter em mente que para tudo tem limite.

Continuar lendo “O Experimento com o Pequeno Albert”

Pesquisador brasileiro está fugindo daqui e ninguém sabe por quê. RUN FORREST! RUN!

Saiu um artigo na Folha na coluna Opinião um texto que mais pareceu um mimimi digno do Facebook. Seu autor é o professor emérito da UNICAMP Rogério Cezar de Cerqueira Leite e conta como desabafo ou reclamação ou sei lá como ele quis chamar (mas não era uma opinião per se) como pesquisadores saem do Brasil. Não havia números nem nada. Era apenas um choro porque um dos “jovens pesquisadores” (doutorando dele? Ele não disse) estava saindo do Brasil porque recebeu convite para trabalhar numa Universidade estrangeira. Sabe o que isso significa?

Continuar lendo “Pesquisador brasileiro está fugindo daqui e ninguém sabe por quê. RUN FORREST! RUN!”

Projeto-de-Lei facilitando pesquisa científica vai pra vala. Valeu, peixe!

Em 2010, o Romário (sim, o jogador) se elegeu deputado federal pelo Rio de Janeiro. Com uma boa atuação, é verdade. Em 2012, ele apresentou um projeto-de-lei facilitando a importação de material para fins de pesquisa científica. O motivo é facilmente compreensível, ainda mais quando a Receita tributa uma doação de material altamente tecnológico: óculos de papelão para olhar pro Sol. O PL 4411/12 acabou sendo arquivado, o que não significava muito, já que o Romário se elegeu senador da República. Sendo assim, ele reapresentou o PL, feito sob seu mandato de senador, cujo relator foi o senador Cristóvam Buarque. Resultado? Arquivado de novo!

Continuar lendo “Projeto-de-Lei facilitando pesquisa científica vai pra vala. Valeu, peixe!”

E saiu mais resultados da fosfoetanolamina

Agora, sim! Estamos avançando nas pesquisas sobre os poderes curandeirísticos da fosfoetanolamina. Pessoal defensor da fosfoetanolengodo queria que se usassem recursos federais para se fazer pesquisa daquela palhaçada feita em laboratório clandestino. Dessa forma, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI) publicou o resultado de novos estudos feitos pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal do Ceará para estudar o efeito inibidor dobre dois tipos de tumores em roedores.

E o resultado foi:

Continuar lendo “E saiu mais resultados da fosfoetanolamina”

Primeiros resultados com a fosfoetanolamina chegaram no MCTI. Calma aí, ô!

Você pensou que o caso da fosfoetanolamina tinha acabado? Nah, nah, está só no início! Os testes oficiais começaram. Então, é sinal que está pronta para distribuição, certo? Sim, se você for um completo energúmeno e totalmente ignorante em Ciência. O que aconteceu já acabaram os testes primários, nem mesmo os testes pré-clínicos começaram.

O excelentíssimo senhor ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Celso Pansera, se encontrou com os pesquisadores responsáveis por conduzir os estudos com a fosfoetanolamina. Sabem  oque foi descoberto? Na verdade, nada. Afinal, o que diabos eles estavam fazendo nos laboratórios, ao invés de salvar vida. Dica: salvar as pessoas de si mesmas.

Continuar lendo “Primeiros resultados com a fosfoetanolamina chegaram no MCTI. Calma aí, ô!”