Encontrados machados de 3000 anos na Noruega

Os guerreiros caminham pelo terreno encharcado de sangue do inimigo. Eles deram uma lição àqueles torpes biltres, que ousaram invadir suas terras. Os guerreiros chegam em casa e algo acontece. O que? Não sabemos… Ainda!

Na Noruega foram encontrados num local próximo a uma aldeiazinha vários machados datando mais de 3000 anos, quando homens e dinossauros caminhavam juntos sobre a Terra (pergunte ao seu fundamentalista de estimação). De onde veio aquilo?

Continuar lendo “Encontrados machados de 3000 anos na Noruega”

Como ensinar Arqueologia e Paleontologia de forma atraente

Ensinar é muito legal. Mais legal ainda é receber por isso. Não tão legal é participar daquelas reuniões sacais, que não levam a nada e que não se resolve nada. Sério, se você gosta de reunião pedagógica, você é masoquista. Elas são úteis, se as fizessem serem úteis. Alguém já lhe deu sugestões sobre o que fazer da sua aula? Não, só criticam que sua aula tem que ser atraente. Você pergunta como e vem a versão paulofreireana "te vira!"

Bem, eu sou seu amigo e não te julgarei. Você deve ter visto algum capítulo naquele (péssimo) livro didático falando de fósseis, arqueólogos etc. Será que podemos montar alguma aula interessante nesse sentido? Sim, podemos e faremos.

Este é o segundo capítulo do Caderno dos Professores.

Continuar lendo “Como ensinar Arqueologia e Paleontologia de forma atraente”

Qual é o segredo do Disco de Festo?

Em 15 de julho de 1908, o arqueólogo Luigi Pernier estava estudando o sítio arqueológico de um palácio minóico de Festo, próximo a Hagia Triada, que fica na costa sul da ilha de Creta. Lá, diferente do que certos apóstolos tendem a se enganar, os cretenses não eram sempre mentirosos, mesmo quando isso era dito por um cretense. Durante as escavações, Pernier encontrou uma coisa estranha. Um prato de argila com umas inscrições. O que estava ali? Ninguém sabia. Para que servia aquele treco? Ninguém fazia a menor ideia. Aquilo poderia ser usado como frisbee? Meio pesado. Aquilo era minóico? Eu que sei?

Mas alguns pesquisadores parece que descobriram os segredos envoltos no Disco de Festo. Aliens? Maçonaria? Feitiços da Bruxa do 71?

Continuar lendo “Qual é o segredo do Disco de Festo?”

As mais antigas (até agora, frise-se) artes rupestres já encontradas

Nessa longa estrada da civilização, o Homem vem correndo e não pode parar, na esperança de não ser extinto, sendo devorado por um jaguar. Todos sabemos (ou pelo menos vocês deveriam saber) que seres humanos surgiram em muitos lugares, mas principalmente na África. Poucos vestígios ficaram desses pioneiros e o pouco que sabemos de sua vida vem de pinturas rupestres, na maioria dos casos.

Achava-se que as primeiras pinturas foram feitas na Europa, mas pesquisadores encontraram indícios de pinturas mais antigas na Indonésia que, caso não saibam, não fica na Europa, mas na Ásia.

Continuar lendo “As mais antigas (até agora, frise-se) artes rupestres já encontradas”

As misteriosas luvas-garras peruanas

Há muita coisa que nós não sabemos. Arqueólogos precisam montar cada pecinha de cerâmica mais velha que a sua avozinha para saber o que ela representa (a cerâmica, não a sua avozinha). Cada osso, cada fragmento de madeira, cada pedaço de tecido podem nos dizem muito sobre a civilização local, mas, por vezes, damos de cara com uma parece misteriosa. Algo que nunca se viu antes e tem um formato estranho, jamais visto. Esse é o caso de misteriosas luvas que parecem garras de um urso, encontradas no Peru e datam de 1500 anos. Um pouquinho mais velhas que a sua avozinha.

Continuar lendo “As misteriosas luvas-garras peruanas”

Descobertos vestígios de antiga civilização em Atacama

O deserto de Atacama é um dos lugares mais secos da Terra. Ele está na América do Sul e seu território passa pelo Peru, Bolívia, Argentina e Chile. Normalmente, as pessoas, logo que ouvem "Peru", pensam em Macchu Picchu, aves galiformes ou anatomia masculina. Não é um país rico e, por causa disso, a vida lá é dura; entretanto, a arqueologia lá encontra coisas maravilhosas e não estamos falando dos edifícios, mas de outra civilização. Uma comunidade agrícola parece ter vivido lá pelas bandas do Atacama, entre os séculos IV e VII da Era Comum.

Quem eram e o que faziam por ali? É o que cientistas procuram entender.

Continuar lendo “Descobertos vestígios de antiga civilização em Atacama”

Buda é mais velho do que pensávamos. Jesus who?

Todos sabemos que ele, o Salvador, o que veio nos trazer à iluminação chegou à Terra e nos trouxe muitos ensinamentos. Depois de aceitar sua missão ainda jovem, ele percorreu vilas, cidades etc ensinando e trazendo conforto aos corações das pessoas, dando início a uma nova religião. Estamos falando de Sidarta Gautama, o Buda, é claro. Esse, pelo menos, temos registros que realmente existiu.

Como? Jesus? Yo no lo conoco señor.

Agora, arqueólogos que trabalham no Nepal descobriram evidências de uma estrutura no local de nascimento do Buda datando do século VI A.E.C., sendo o primeiro material arqueológico ligando a vida de Buda  a um século específico.

Continuar lendo “Buda é mais velho do que pensávamos. Jesus who?”

Ossada de Ricardo III encontrada em estacionamento. Shakespeare faz facepalm

Ricardo III nasceu em 2 de outubro de 1452 e encontrou com São Jorge em 22 de agosto de 1485. Ele foi o último Rei de Inglaterra da casa de York, entre 1483 e 1485. Ele subiu& ao trono durante desaparecimento dos seus sobrinhos (sim, qualquer um pensou isso também) e iniciou uma revolta liderada por Henrique Tudor que provocou o fim da Guerra das Rosas. Maiores informações na Wikipédia mais próxima de você, pois estou sem paciência para esmiuçar a vida do sujeito.

Ricardinho, the 3rd ficou mais famoso por ter virado peça de William Shakespeare, mas o bardo não contava com a infâmia de seu herói trágico ser encontrado num reles estacionamento, sem muita pompa ou glória. Assim são as vaidades da vida, mas nem por isso ele será atirado ao Tâmisa.

Continuar lendo “Ossada de Ricardo III encontrada em estacionamento. Shakespeare faz facepalm”

Os esquisitos crânios deformados de mexicanos do passado

No filme do Indiana Jones, o arqueólogo malvadão sai em busca de caveiras pré-colombianas, as chamadas caveiras de cristal. Longe de serem artefatos extraterrestres, que na verdade eram "ossadas" de antigos ETs (sim, spoiler. E o dr. Jones tem um filho, o pai dele já tinha morrido e ele continua com medo de cobras. Me processe). Infelizmente, a realidade não é bem essa e as caveiras não tinham formato esquisito.

Agora, arqueólogos escavavam um cemitério pré-hispânico de mil anos de idade, no sul do México. E o que tem lá é bem estranho.

Continuar lendo “Os esquisitos crânios deformados de mexicanos do passado”

Os verdes anos de produção de leite no Saara

Saara significa "deserto", "vazio". Mas isso só tem razão de ser atualmente, O mundo há cerca de 10 mil anos era um lugar diferente. O Saara estava bem longe de ser o areal que é hoje em dia. Era um lugar úmido e povoado por uma vasta floresta. Há 7 mil anos, não só havia árvores, como havia humanos e havia fazenda de gado leiteiro.

Continuar lendo “Os verdes anos de produção de leite no Saara”