Pesquisa mostra que soja causa probleminhas no cérebro. Isso explica seu amigo vegan

Não há natureba que se preze que não enalteça as maravilhas da soja. Soja é excelente e, assim como o grafeno, serve pra tudo. Soja é uma maravilha culinária que substitui a carne, aquela coisa odiosa pros vegans, que criam múltiplas receitas usando soja para criar comida que se pareça com carne, pois, comida vegan é tão horrível que nem vegan gosta.

Obviamente, aqui é Ceticismo.net e se você é leitor assíduo já está esperando pela revoiravolta. Bem, aqui vai ela: uma nova pesquisa mostra que o óleo de soja não apenas leva à obesidade e ao diabetes, mas também pode afetar condições neurológicas como autismo, doença de Alzheimer, ansiedade e depressão.

Sim, você está rindo que eu sei. Ou está espumando de raiva, já correndo para me dizer que quem come carne vai morrer de diabetes e obesidade.

Continuar lendo “Pesquisa mostra que soja causa probleminhas no cérebro. Isso explica seu amigo vegan”

Não seja demente e procure ter uma vida saudável. Ela ajuda a evitar a demência

Eu gosto destes títulos genéricos que se você tem um comportamento saudável, esse comportamento será… bem, saudável. Estou adorando esta linha de títulos. Se G1 pode, eu também posso, e como G1 tem muito mais acesso, sei lá, o titulo deve ter uma participação nessa parte.

O pior é que é exatamente isso o que uma pesquisa procura correlacionar: será que ter hábits saudáveis ajuda a pessoa a ter menor risco de demência, tendo uma vida melhor? Puxa! Qual será a resposta?

Continuar lendo “Não seja demente e procure ter uma vida saudável. Ela ajuda a evitar a demência”

Finlândia Informa: Ovo não faz bem, mas não te ferra. Ou sim, sei lá, ninguém sabe

Deixe-me checar aqui. Cura do Alzheimer? Não. Novo tratamento do autismo? Também não. Dá pra substituir remédios pela alimentação? Não, nad disso. O que estaremos publicando hoje. AH, SIM!

Bem, uma nova pesquisa mostra que o consumo de até um ovo por dia não está associada a um risco elevado de acidente vascular cerebral. Não é que ovo faça bem, mas não faz mal. Sim, esta é a nossa notícia de hoje: você não estará ferrado comendo um ovo por dia!

Continuar lendo “Finlândia Informa: Ovo não faz bem, mas não te ferra. Ou sim, sei lá, ninguém sabe”

Pesquisa mostra como bactéria de infecção oral não causa Alzheimer, independente do que andam falando por aí

Você deve ter visto pessoal compartilhando e comentando sobre a incrível descoberta do que causa o Alzheimer: uma bactéria. Pois é, pessoal falou bobagem novamente. Não é isso. Indo pro TL;DR o que foi descoberto é como agentes infecciosos poder direcionar (e não criar) doenças degenerativas como o Alzheimer, bem como sua progressão. Isso significa dizer que uma bactéria não está fazendo as pessoas contraírem Alzheimer, e sim como a infecção age sobre uma pessoa que ou tem e apresenta ou tem, mas ainda não começaram os sintomas.

Continuar lendo “Pesquisa mostra como bactéria de infecção oral não causa Alzheimer, independente do que andam falando por aí”

As diferenças genéticas entre grupos étnicos em busca de marcadores de Alzheimer

Você pensa que todos são iguais, mas isso não é verdade. E sim, etnias são diferentes, sendo que algumas têm maior ou menor tendência a certas doenças. Não, a Natureza não é racista, ela apenas é o que é. Por exemplo, pesquisas mostram que negros podem ser duas vezes mais propensos a desenvolver Alzheimer do que brancos. Qual o motivo? Ninguém sabe, já que não havia mistura de diferentes etnias nas pesquisas. Ou se pesquisava brancos ou negros; dificilmente tendo um número expressivo de ambos dentro do mesmo grupo de pesquisa.

De repente, agora muda isso. Uma nova pesquisa conduzida pela Universidade de Washington em St. Louis identificou disparidades raciais entre afro-americanos e caucasianos no nível de um biomarcador-chave usado para identificar a doença de Alzheimer.

Continuar lendo “As diferenças genéticas entre grupos étnicos em busca de marcadores de Alzheimer”

Cerveja pode ajudar a combater Alzheimer? Péra um instante

Estava há algum tempo sem colocar notícia de Alzheimer. E Alzheimer é que nem autismo: temos sempre que ter alguma notícia falando de uma cura, uma possível cura, algo que piora ou como…hã… desculpe, o que eu estava… quem são vocês?

Bem… a presente notícia é ótima para você, que anda sendo olhado torto por sua santa senhora (ou digníssimo esposo, dependendo da preferência) por gostar de encher a cara no final de semana. Se você for criticado, alegue que recentes pesquisas mostram que cerveja é bom para retardar o Alzheimer.

Continuar lendo “Cerveja pode ajudar a combater Alzheimer? Péra um instante”

Apatia pode estar escondida na estrutura do cérebro

A apatia é a mais comum síndrome neuropsiquiátrica na doença de Alzheimer, que também é tida como uma síndrome, pois tem-se o prejuízo de memória, funções executivas, e, na evolução da doença, pode aparecer outras coisas, sintomas parkisonianos, epilepsia, comprometimento autonômico etc. Só a apatia afeta entre 30 e 60% dos pacientes, e pode ser definida como perda de motivação e se manifesta com alterações afetivas, cognitivas e comportamentais, determinando, respectivamente, redução da resposta emocional, perda de autocrítica e retração social. Fonte

A apatia acaba sendo a falta de vontade de fazer qualquer coisa, sendo comum em depressão e em certos tipos de esquizofrenia, mas por outros motivos. Agora, pesquisadores encontraram evidências de uma base biológica para a apatia em pessoas saudáveis. Mas o que isso tem a ver com Alzheimer?

Continuar lendo “Apatia pode estar escondida na estrutura do cérebro”

Erro do cérebro faz acreditarmos em coisas que nunca ocorreram

esquecido.gifÁrea em que memória é processada pode nos fazer acreditar em recordações falsas. Achado ajuda medicina, causa impacto nos tribunais e dá desculpa para marido esquecido.

Você tem certeza de que pode confiar na sua memória? Um estudo revela que, dependendo da área do cérebro que processa suas lembranças, você pode acreditar plenamente em um acontecimento que nunca existiu. Além de dar uma boa desculpa para namorados e maridos esquecidos (“Não, amor, eu não prometi que não iria no futebol, você deve ter processado essa memória no lado errado do cérebro”), a pesquisa pode ter um impacto importante no tratamento de doenças que afetam a memória, como o mal de Alzheimer, e influenciar até mesmo julgamentos em tribunais. Continuar lendo “Erro do cérebro faz acreditarmos em coisas que nunca ocorreram”

As 10 piores coisas que podem fazer bem para você

Copos de cerveja evitam doenças cardíacas e chocolate previne câncer? Saber que as coisas que normalmente eram rotuladas como “porcarias” para você comer, beber ou inalar são, na realidade saudáveis, soa como música para nossos ouvidos. Portanto siga em frente e aproveite estes remédios que fazem mal para você, mas com moderação até que saia o próximo estudo que inevitavelmente irá negar as pesquisas anteriores.

10. Cerveja

Essa ovelha negra tem sido há muito esquecida por causa de seus irmãos alcoólicos mais saudáveis. Novas pesquisas sugerem que ingestão moderada de cerveja melhora a função cardiovascular. Agora falta os cientistas encontrarem os benefícios de parmesão frito e torresmo. Continuar lendo “As 10 piores coisas que podem fazer bem para você”