Eu deveria ser menos idiota

O tipo de coisa que eu estava pensando hoje é: “meu site sempre foi forte em temática religiosa. Quando parei de escrever sobre isso?”. Coincidentemente, foi quando dei maior atenção à divulgação científica e foi aí que as visitações começaram a cair. Sim, eu sou burro.

Eu caí na bobagem que seria legal as pessoas saberem mais sobre Ciência. Elas não queriam. Pessoal gosta mesmo é quando humilho os idiotas que chegam aqui me xingando, e ainda o fazem por causa de artigos de mais de dez anos.

Com isso, sabendo do forte apelo, eu decidi que ia voltar com este tema, mas deu um probleminha aqui. Viram a imagem de abertura? É como estou me sentindo. Sei o que tenho que escrever (tenho um arquivo só de temas que eu posso explorar, e são muitos), mas bate a preguiça, um cansaço. Algo que eu deveria extirpar, mas anda sendo mais forte. Preciso me exorcizar disso. Preciso voltar a ser o que eu era.

Eu escolhi um tema muito ótimo, mas comecei e… parei. Me pego olhando pro youtube vendo um monte de vídeos que nada tem a ver com o que ei preciso. É só pra ficar morcegando, mesmo. Isso não é bom. Quando não é isso, fico vendo filmes em casa mesmo. Virei o tio cansado que só quer curtir a aposentadoria, mas ainda não estou aposentado. E cismei que não vou matar o site, mas eu não conduzo o site.

Novamente, eu sou um idiota.

Estou me esforçando, acreditem. Não vai sair nada de novo e bombástico esta semana, mas tentarei me esforçar.

Vamos lá, André, escreva, escreva, escreva, escreva, escreva, escreva…

12 comentários em “Eu deveria ser menos idiota

  1. Pode ser uma evolução, depois que o primeiro mamífero saiu da água ele deve ter pensado muito em voltar, era mais fácil. A sua evolução não vai acabar em algo tão ruim como o surgimento do ser humano, então pq só não seguir essa nova fase?

  2. Tu pode ‘discretamente’ se ‘inspirar’ nos vídeos antigos do Religion for Breakfast. Traduzir aquilo pra este público ateuzoca tribalista que se acha melhor que os crentoscos, mas também nunca leu nada acadêmico a respeito do assunto, mas se acha intelectualmente superior por negar e ser ‘do contra’. 🥳

  3. Não vejo o que o tópico “religião” pode ter de novo, uma vez que o esperado para os atuais tempos é que as pessoas se desfaçam de crenças primitivas em prol de novas e cientificamente embasadas conclusões (mal ae Tupã, Thor, Osíris).
    A divulgação científica pode não render muitas visitas/visualizações, mas em épocas em que alguns grupos da sociedade flertam com o obscurantismo e o negacionismo (e eu acho o movimento anti-vacina o suprassumo da merda), falar de ciência é mais produtivo do que do Gzuis da goiabeira.

    1. o esperado para os atuais tempos é que as pessoas se desfaçam de crenças primitivas em prol de novas e cientificamente embasadas conclusões

      HAHUSAHUSAHUSAHUSAHUSAHUSAHUSHAHUAHAHAHAHAHAHAHAHAHA

      mas em épocas em que alguns grupos da sociedade flertam com o obscurantismo e o negacionismo, falar de ciência é mais produtivo do que do Gzuis da goiabeira

      Faça você, então.

      1. “Faça você, então.”

        Ah, a ideia é boa mas não tenho o menor saco para isso. Respeito o seu trabalho e sua paciência e é por isso que leio o seu blog. ^_^

  4. Desde adolescente me inspiro em escritores como você e o Cardoso. A quantidade e a qualidade dos seus artigos sempre me impressionaram, mesmo quando eu mal sabia interpretar um texto. Aprendi muito aqui, já utilizei seus artigos em trabalho de faculdade(Química) e conheci muitos livros e autores ótimos através desse site ( Isaac Asimov, Karen Armstrong, Malba Tahan…). Sempre que posso te apoio com uns trocados, infelizmente eu estava desempregado nos últimos 3 meses mas agora consegui um emprego e meu apoio vai voltar.
    Enfim, vou ficar na torcida pra que possa recuperar logo suas energias e voltar mais forte do que nunca!

  5. Desvairados tempos estes que testemunhamos. Parece que, a julgar pela incrementada frequência do Voz dos Alienados, até os analfabetos funcionais que nos brindam com suas pérolas resolveram afinar um pouco mais a estultícia.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s