Vai lá escrever o blog, anda!

Eu tenho conversado muito ultimamente e volta e meia volto num ponto: O que escrever num blog? Volta e meia eu tenho voltado no assunto. O assunto de como destruíram os blogs e agora o pessoal orfão não tem o que ler. Reclamam que podcasts estão um saco porque são monotemáticos. Afinal, só querem a receitinha fácil; mas, se você conhece a história dos blogs, já sabe qual será o final.

Mas o que escrever num blog?

Continuar lendo “Vai lá escrever o blog, anda!”

Nosso lar é nosso lugar

“Como é bom estar em casa”, foi o que eu pensei. Eu tinha dito que ia voltar para os artigos de temática religiosa, e assim está acontecendo. Claro, não serão postagens diárias, e nem tem como ser. Mas deu um calorzinho no coração quando fui rever o artigo sobre anjos e o reescrevi, adicionando mais coisas. Me sinto bem, me sinto contente.

Continuar lendo “Nosso lar é nosso lugar”

Me preparando

Sim, estou ficando bem preparado. E nos dois sentidos, ainda mais que eu não uso calcinha. Aliás, nunca usei, mas você não deve ter nenhum interesse nisso. Os preparativos, no caso, serão as minhas microférias de meio do ano. Já estou com as passagens compradas e hotel reservado e pretendo meter o pé na estrada. Aliás, por que se fala estrada se é rodovia, e estradas são vias que não são asfaltadas?

Continuar lendo “Me preparando”

Um blog de tecnologia raiz

Uma coisa que eu sinto falta são blogs de uma maneira geral. Pelo menos, já convenci pessoas a retomarem seus próprios blogs ou mesmo escreverem um. Blogs que eu sinto falta são blogs de tecnologia. Antes que vocês falem, não, Tecnoblog e Meio Bit já deixaram de ser blogs de tecnologia. São blogs com viagens de seus articulistas ou matérias inócuas. Arrogam que os blogs venceram a velha mídia, mas estão JUSTAMENTE copiando a Velha Mídia.

Mas então, eu tive uma ideia: que tal resgatar isso também?

Continuar lendo “Um blog de tecnologia raiz”

Uma nostalgia celular

Atualmente, os celulares são os aparelhos mais sem graça que existe, mas não foi sempre assim. Eu me lembro do meu primeiro celular, meu mesmo. Era um Ericsson A1228LX. Esse logo abaixo.

Com o advento da privatização, ficou fácil ter um celular pré-pago. Era o ano de 2000 e comprei na Casa & Video. Hoje, você nem precisa sair de casa. Mas… tem algo chato e eu acho péssimo: perdeu-se a graça dos celulares, principalmente no design. Celular hoje em dia é só pelo uso, não pela beleza, mas nem sempre foi assim.

Continuar lendo “Uma nostalgia celular”

Palavrões em outros idiomas que você nunca viu

Viagens de ônibus da casa pro trabalho e do trabalho pra casa são tediosas. A gente fica lá sentado (quando não fica em pé, rezando pra viagem terminar logo) e a mente vagueia. Alguns ficam no whatsapp, outros no facebook e alguns ficam dormindo mesmo, já que o trajeto é longo. Eu não fico no watzup nem no “feice”. De vez em quando, fico jogando, mas hoje estava com algum pensamento sem noção, como normalmente ficamos quando estamos entediados. Por algum motivo fiquei pensando em palavras.

Sim, o tédio é uma merda. Continuar lendo “Palavrões em outros idiomas que você nunca viu”