Designers resolvem problemas dos mendigos sugerindo novas placas

Qualquer pessoa com um sistema de empatia melhor que a de um porífero não vê com satisfação um mendigo na rua. Claro, tem aqueles que se incomodam, pois isso estraga a vista de seu mundinho lindo e maravilhoso, qual o mundo de Oz.

Como ser mendigo não é fácil (alguns no Brasil tiveram que conseguir um mestrado e doutorado para isso), fica difícil concorrer se não tiver as ferramentas certas. Para tanto, um grupo de designers está tentando ajudar os pobres marginalizados, dando a eles… novas tabuletas.

Na minha escala de Evolução Biológica, as archaeas não ocupam o mais baixo nível em termos de evolução. Ainda há políticos idiotas, psicólogos e pedagogos. Neste rol, estão competindo os designers também. Os JÊNIOS acham que ter um cartaz manuscrito não ajuda muito aos pobres mendigos de conseguirem uma ajudinha da sociedade. Além daquilo ser pouco fashion e poluir visualmente as "maravilhas" criadas por estas mentezinhas brilhantes.

Se um engenheiro acha que arquiteto é alguém que não teve competência de ser engenheiro e nem coragem para reconhecer que é um decorador, designer acaba sendo algo digno de pena, ainda mais quando bolam o Plantbook, o notebook ecológico.

Kenji Nakayama e Christopher Hope são dois exemplos destas criaturas hipócritas que acham que estão melhorando o mundo sem fazer nada. Eles ficaram perturbados porque o clamor silencioso dos mendigos e seus cartazes se perdem em meio a tanta informação, como placas, outdoors etc. Assim, as "vozes" deles não são ouvidas. Para tanto, as duas criaturinhas deram o melhor de si, dando de presente cartazes. Vejam só que chique, na base do antes-e-depois:

Gostei tanto deste cartaz que acho que darei todo o dinheiro que tenho no bolso. Só que não.

Como alguém pode ser tão babaca em ter uma ideia dessas? E o pior que o bando de hipócritas achará o máximo, pois isso é como ficar rezando, onde você convence a si mesmo que está ajudando sem efetivamente fazer nada.

Eu até poderia dar a ideia de escalar uma ajudante para cada sem-teto. Garanto que ia potencializar a doação de dinheiro:

Se continuar assim, daqui a pouco farão o quê? Sugerir que se escreva "Arbeit macht frei" em algum projeto governamental e… ops! Melhor deixar pra lá.


Fonte: Fastcodesign, via Ed Yong

2 comentários em “Designers resolvem problemas dos mendigos sugerindo novas placas

  1. Porque oferecer comida é para os fracos, forte mesmo sao aqueles que doam cartazes atrativos…
    Aliás, por que nao pensei nisso antes?
    Mas é como dizem, ‘já é uma coisa no final desses tempos’…

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s