Salmonellas podem ajudar no tratamento do câncer

Tenho boas e más notícias. Como? Você quer a má primeiro? Tudo bem! Se você é daqueles que gosta de ovos quase crus, toma gemada, adora carne de frangos não muito cozidas (com Z, se for com S, você estará, no máximo, costurando o frango) e não é asseado o suficiente – ou paranóico – para se certificar da procedência de seus alimentos, você tem grandes tendências de contrair salmonelose, uma doença infecciosa provocada por um grupo de bactérias do gênero Salmonella, que pertencem à família Enterobacteriaceae e, acredite, não é o tipo de coisa que você gostaria de contrair. A boa notícia? Ah, sim! Esta bactéria desgraçada pode ser a chave para a destruição de tumores sólidos. Em suma: elas podem ajudar no combate ao câncer. Viu como até o mais asqueroso dos seres pode ter alguma serventia?

Os pesquisadores Sara Bartels e Siegfried Weiss – do Centro Helmholtz para a pesquisa da infeção (HZI) em Braunschweig, Alemanha –publicaram um artigo no periódico Plos One, mostrando como podem fazer com que salmonellas migrem para o interor de células tumorosas, a fim de destruí-los. Além disso, pesquisas em ratos de laboratório (pois, é… faltam voluntários humanos a se predispor para ser cobaia) mostraram que a maledetta bactéria podem encontrar seu caminho ente o processo da metástase, sem necessitar de qualquer ajuda.

Na ciência, não existe mágica e a bactéria não é David Copperfield. Uma substância secretada pelo sistema imunológico faz com que os vasos sanguíneos contidos no tecido canceroso fiquem permeáveis, permitindo que o exército das heróicas bactérias conquistem e destruam o tumor. Além disso, o fluxo de sangue cessa e o tecido canceroso não recebe nutrientes nem oxigênio, e o safado morre de fome. “Este afluxo de sangue foi o ponto de partida para nossas investigações”, diz Siegfried Weiss, chefe do grupo de Imunologia Molecular na HZI.

No estudo, Bartels e Weiss investigaram os eventos iniciais da colonização do tumor pela variante S. typhimurium SL7207 para entender como se dá o mecanismo de entrada do tumor. Já em 30 minutos após a infecção, as primeiras bactérias foram observadas no tecido tumoral. Segundo observações dos cientistas, as substâncias secretadas desempenham um papel importante na colonização bacteriana dentro do tumor, isto é, seria como se batesse o sinal pra hora do recreio das bactérias e elas partissem pra cantina.

Os cientistas esperam ser capazes de modificar as salmonellas para que possam ser utilizados na terapêutica do tumor. O objetivo é para que as bactérias migrem especificamente em tumores e fazê-los morrer. A atratividade desta maneira de destruir tumores é o estilo de vida das salmonelas, que adoram destruir qualquer coisa em seu caminho, fazendo delas umas criaturinhas FDP. Isso mostra bem como o Design Inteligente é realmente inteligente, pois há 6000 anos, quando um certo Projetista Inteligente (aquele mesmo que fez os testículos para fora, de modo que algum desgraçado pudesse chutar) teve a brilhante idéia de permitir que salmonellas pudessem agir como meio de curar pessoas que morreriam de câncer, que é uma prova que o projeto deu defeito e… Mas projetos inteligentes dão defeitos? Bem, pelo sim, pelo não, o fenômeno das bactérias atacando tumores não é coisa nova, e tem sido bem documentada por cientistas por muito tempo. No entanto, uma terapia do câncer com agentes patogênicos em potencial têm sido impensável até agora. O risco do paciente morrer devido a uma infecção era muito alto. Para isso, o “Designer” deixou preparado a inteligência humana, para inventar uma técnica assim.

Mas por que existem células tumorosas, mesmo?

O problema, entretanto, é que depois do início do contra-ataque do Império Imunológico, as salmonellas ficam muito fracas e podem não estar em condições de migrar até seu alvo, pois o sistema imunológico não reage de forma adequada e produz muito pouco do fator de necrose. Logo, o desafio dos cientistas é encontrar um meio de fortalecer as salmonellas, mas sem que elas fiquem fortes o suficiente para causar mais problemas do que soluções. “Nossos experimentos são atualmente limitados à investigação absolutamente fundamental e experiências com ratos de laboratório”, diz Siegfried Weiss que então finaliza: “Pode levar anos antes que este método é útil para pacientes humanos”.

5 comentários em “Salmonellas podem ajudar no tratamento do câncer

  1. O Pensamento é interessante mas deixar a salmonella more strong pode ser burrice.
    A propósito que tipo de cançer estamos falando?

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s