Análise Instrumental

A Química Analítica é a parte da Química que estuda a natureza das substâncias e a composição de seus elementos formadores. A Química Analítica Qualitativa se preocupa com o que forma uma determinada substância; já a Química Analítica Quantitativa determina a quantidade desses elementos formadores.

As primeiras análises quantitativas eram por meio da Gravimetria. Um processo que determinava a quantidade dos compostos formadores através de reações de precipitação. A relação era dada em razão do percentual em peso; para isso, era necessário se ter uma balança analítica muito precisa. O problema é que as balanças dessa época eram daquelas por meio de comparação de pesos, ou seja, a famosa balança de “braços”, e calibrar uma gracinha dessas era uma coisa que demandava muito tempo e paciência (mais da segunda). Com o tempo surgiu o seguinte raciocínio: “Ora, se eu pesar, com absoluta precisão, uma determinada quantidade de reagente e dissolvê-lo em água ou um solvente qualquer, terei a metade dessa quantidade de reagente ao tirar metade dessa quantidade de solução.”. É isso! Como fazer um frasco de volume bem preciso é muito mais fácil, pois o molde será sempre o mesmo, será mais fácil se trabalhar com volumes. Surge aí o conceito de Volumetria, onde faz reagir duas substâncias até que a reação tenha se completado e devidamente indicado por substâncias específicas de nome… exatamente: Indicadores.

Com o invento do espectroscópio, em meados do séc. XIX, as análises foram ainda mais precisas. De início, só houveram aplicações em análises qualitativas; os métodos gravimétrico e volumétrico, contudo, persistiram e são utilizados até hoje (por causa do baixo preço das vidrarias etc.). Com o desenvolvimento das válvulas amplificadoras, transístores, células fotoelétricas entre outros componentes eletrônicos, foram inventados outros aparelhos que se utilizam das propriedades físicas das sunbstâncias para análise das mesmas.

Quase todas as propriedades físicas de um determinado composto podem ser usadas em sua determinação. Assim, foi introduzida a “Análise Instrumental”; que, por motivos óbvios são também chamados de “;Métodos Físicos para Análise”. A seguir, citamos as propriedades físicas úteis na análise.

a) Propriedades extensivas

• Massa
• Volume

b) Propriedades mecânicas

• Densidade
• Tensão superficial
• Viscosidade
• Velocidade do som

c) Propriedades envolvendo interação com energia radiante

• Absoção de radiação
• Discroísmo circular
• Dispersão de radiação
• Efeito Raman
• Emissão de radiação
• Fenômenos de difração
• Fluorescência e fosforescência
• Índice de radiaçãoo e dispersão de refração
• Ressonância
• Rotação do plano da luz polarizada e dispersão rotatória

d) Propriedades elétricas

• Características de corrente-voltagem        
• Constante dielétrica
• Condutividade elétrica
• Potenciais de meia-cela
• Suscetibilidade magnética

e) Propriedades térmicas

• Calores de reação
• Condutividade térmica (de um gás)
• Temperaturas de transmissão

f) Propriedades radioativas

• Radioatividade
• Massa isotópica

Cabe aos instrumentos a função de traduzir a composição em uma informação diretamente observável pelo analista. Em quase todos os casos, os instrumentos atuam direta ou indiretamente como se fossem comparadores, no sentido de que se avalia a amostra desconhecida em relação a um padrão. Ficou difícil de compreender? Ora, tenha em mente que tudo em nossa vida é feita por meio de comparações; como dizer que “Fulano foi à praia e voltou vermelho como um pimentão”, “Minha namorada é bonita como a Camila Pitanga”. Sempre tomamos um padrão e comparamos a amostra a este padrão. Se, para mim, o monstro mais apavorante é um Ogro, por que não comparar minha sogra com ele? (ainda bem que ela não usa a Internet)

4 comentários em “Análise Instrumental

  1. Oi sou estudante do curso de farmacia estou no segundo ano, cursando o terceiro periodo, gostaria de saber alguma coisa sobre cromatografia.
    Preciso dessa informações pois terei de fazer um trabalho que fala sobre este assunto e gostaria de completar meu trabalho com mais informaçoes, e achei este site muito interessante.
    Se vc puder me ajudar lhe serei muito grata…
    obrigada.

  2. A sua sogra AINDA não usa a internet… porque do jeito que as coisas evoluem….. heihiehieheihei Brincadeiras a parte.. o texto está muito bom.. gostei!

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s