Guia para viajar à velocidade da luz

Muitas pessoas sonharam em dar aquele rolé no Espaço interestelar. Já pensou em fazer aquela viagem maneira entre planetas e galáxias? Eu acho uma ideia pra lá de incrível! O problema é que é tudo longe. Então, a saída seria andar rápido, bem rápido, muito rápido. O mais rápido que se pode viajar é na velocidade da Luz.

Mas como seria esta viagem?

Continuar lendo “Guia para viajar à velocidade da luz”

Estamos mais perto da velocidade Warp? Slow down!

Duas coisas que nós, fãs de ficção científica, amamos é a chamada Velocidade Warp (ou Velocidade de Dobra, Dobra Espacial, Hiperespaço etc), onde podemos cruzar distâncias enormemente gigantescas num piscar de olhos.

Em todas as obras de ficção científica, distâncias relativísticas são facilmente cruzadas por algo peculiar, que é a velocidade de Dobra Espacial. E quem tá interessada em estudar mais sobre isso é a NASA, que pesquisa como pode fazer algo do reino da ficção se tornar realidade.

Continuar lendo “Estamos mais perto da velocidade Warp? Slow down!”

Momento ownnnn: Como os mamíferos se secam

Ser mamífero não é fácil. Acredite em mim, eu sou um. Se você é um mamífero também, sabe que nosso sistema de calor corporal é termorregulador, onde nós temos que comer feito desesperados para garantir reserva energética para que possamos nos aquecer, diferente daqueles répteis, que precisam de fontes de calor externas, e, por isso, lagartixas são geladas.

As trocas de calor são problemáticas, ainda mais se você for do tipo peludão, como um canguru, um chow-chow ou um urso cinzento. Outro problema enfrentado é quando os pelos desses animais estão molhados, e ficar molhadão faz mal, como sua avó pode confirmar, argumentando de forma que acreditássemos que os pulmões ficam nos pés.

Continuar lendo “Momento ownnnn: Como os mamíferos se secam”

“Einstein ‘tava certo, nós estávamos errados. Mal aê!”

Para finalizar o caso dos neutrinos ligeirinhos, temos a pá de cal no sepulto das medições efetuadas pelo Opera. Se você não faz a menor ideia do que estou falando e ainda acha que Plutão é planeta, sugiro acompanhar os artigos que escrevi aqui, aqui e aqui. Eu aguardo.

Leu? Ótimo! Eu, sempre que posso, continuo acompanhando o desenrolar de assuntos controversos, ainda mais quando se pretende mudar paradigmas fundamentais e teorias científicas já muito comprovadas. Não significa, entretanto, que elas não irão mudar, pois nada na Ciência é eterna, ou ainda estaríamos tentando fabricar ratos com camisas velhas. Só que não é minha culpa se tenta-se refutar algo através de premissas erradas. E, com isso, o que vemos são verdadeiros micos pagos em várias vezes por diversos sites, e com juros! O caso dos neutrinos supraluminosos não foi uma exceção.

Continuar lendo ““Einstein ‘tava certo, nós estávamos errados. Mal aê!””

DARPA mostra seu guepardo-robô. Natureza ri

DARPA é acrônimo de Defense Advanced Research Projects Agency (Agência de Projetos de Pesquisa Avançada de Defesa). Quando os soviéticos saíram na frente lançando o Sputnik, colocando a língua pra fora, os polegares na orelha e balançando os demais dedos fazendo "bléééééé", Eisenhower montou na macaca, fulo da vida, achando que os EUA tinham que ter um centro de pesquisa melhor que os garotos de Nikita Khrushchov. Como contrariar presidentes nunca foi uma ideia sensata, a DARPA foi fundada e dela sai maravilhas tecnológicas para o campo de batalha (ou não).

Eles apresentaram recentemente um robô quadrúpede bem ligeirinho, uma espécie de guepardo-robô (em inglês, chamam Cheetah e é daí que vem o nome daquele salgadinho Cheetos). Pelo menos, ligeirinho para um robô.

Continuar lendo “DARPA mostra seu guepardo-robô. Natureza ri”

Medição de Neutrinos: Vocês estão fazendo errado

Eu tenho um lado sádico (Não! Sério??). Não consigo parar de rir depois de ter lido uma notícia. Eu já tinha criticado  aquela história do neutrino ligeirinho, citando o dr. Ronald van Elburg, onde ele dizia que aquela baboseira de neutrinos viajando mais rápido que a luz estava errada. Ele mesmo criticou o sistema de medição e o mais curioso é que a experiência que comprovou a velocidade warp dos neutrinos (não que velocidade warp seja viajar mais rápido que a luz e sim "dobrar" o Universo) usou os mesmos critérios de medição. Assim não dá, assim não pode (™Cardoso, Fernando Henrique). Agora, depois que todo mundo festejou bastante como Einstein fora aniquilado por cientistas do século XXI, verei um monte de gente com o rabinho entre as pernas fingindo que não viram a notícia que — é, pois é — pelo visto Einstein não estava errado e realmente houve problemas na medição (uma risada com sotaque alemão flui pelo éter, nos assombrando).

Continuar lendo “Medição de Neutrinos: Vocês estão fazendo errado”