O fantástico sistema de metrô do império romano que nunca existiu

Eu gosto de duas coisas: mapas e o Império Romano. Acho que estaríamos melhores na época dos Césares, mas não dá para voltarmos no tempo. Entretanto, é interessante saber que as estradas romanas cobriam um total de 80 mil km, e o ditado “todos os caminhos levam a Roma” não era uma figura de linguagem. Continuar lendo “O fantástico sistema de metrô do império romano que nunca existiu”

As Cores do Império Mugal

Império Mugal foi um Estado existente entre 1526 e 1857, que chegou a dominar quase todo o subcontinente indiano. A designação “mugal” parece ter sido apenas atribuída durante o século XIX e deriva de mongol, denotando a ascendência direta de Gengis Khan de seu fundador, Babur.

Sua arte é fina e fui muito apreciada por nomes com  Rembrandt, que se baseou nas cores e trabalhos dos artistas do referido império, cuja técnica ele reproduziu em seus próprios trabalhos. Mas, como eram as cores do império Mugal? Como era a sua arte, em detalhes?

Continuar lendo “As Cores do Império Mugal”

Banhos públicos não livraram antigos romanos de parasitas

O grande diferencial do Império Romano para outros reinos, como Cartago – em quem Cipião, o Africano, sugeria que lhe passasse o cerol – foi a vida social dos cidadãos. Grandes banhos públicos garantia que você, pobretão, tomasse banho ao lado de um tribuno. Isso garantia que todo mundo ficava de olho em todo mundo. Eles tinham até privadas públicas, literalmente públicas, com um “troninho” ao lado do outro. Homens e mulheres em papo animado enquanto faziam o número 2.

O problema é que pesquisas recentes mostram que nos banhos públicos se compartilhava de ideias, fofocas e até parasitas.

Continuar lendo “Banhos públicos não livraram antigos romanos de parasitas”

Arqueólogos encontram uma antiga cidade escondida nas selvas do Camboja

Entre o século IX e o século XV, na região que compreende o Camboja, Tailândia, Laos e parte do Vietnã, o Império Khmer cantava de galo. No reinado de Suryavarman II, foi construído o templo principal de Angkor Wat, dando origem a uma das mais magníficas obras arquitetônicas do mundo: Angkor, sobre o qual já falamos nas bandas de cá.

Agora, arqueólogos australianos descobriram uma outra cidade do Camboja, que se manteve escondida por mais de um milênio sob vegetação densa selva. Seu nome é Mahendraparvata.

Continuar lendo “Arqueólogos encontram uma antiga cidade escondida nas selvas do Camboja”