Surdos e pessoas que escutam interpretam sinais de forma diferente

Pessoas com deficiência auditiva e as que não possuem têm algumas diferenças. Além da óbvia, é claro. O modo como nossos cérebros interpretam linguagens de sinais é diferente, a começar pelo comportamento dos olhos, principalmente quando esperamos pela próxima palavra, tanto para idiomas que dominamos para novos idiomas.

Uma pesquisa estudou esse comportamento dos olhos para “observação de sinais”, bem como eles são afetados pelo conhecimento do idioma do usuário e pela inteligibilidade da entrada de sinal.

A drª. Rain Bosworth é professor assistente e pesquisador do Centro de Ecologia Sensorial, Perceptual e Cognitiva (SPaCE Center) do Instituto Técnico Nacional para Surdos do Rochester Institute of Technology. Sua pesquisa estudou comportamentos do olhar de voluntários, de forma a obter um índice de esforço cognitivo e conhecimento. Analisando os resultados, o estudo fornece a primeira evidência de que signatários novatos e fluentes têm comportamentos diferentes do olhar fixo.

A drª Chuva e seu pessoal registraram comportamentos de olhar em 52 adultos surdos e ouvintes enquanto assistiam a narrativas assinadas. As queridas cobaiazinhas humanas altamente fluentes mantinham principalmente um olhar fixo no rosto e usavam a visão periférica para perceber o movimento das mãos dos palestrantes. Os pesquisadores então mostraram aos participantes vídeos reproduzidos ao contrário. O que foi observado foi que as pessoas que aprenderam a linguagem de sinais americana mais cedo na vida estavam melhor equipadas para entender narrativas difíceis invertidas em vídeo.

Já as pessoas que tinham aprendido mais recentemente, pontuaram menos em medidas de compreensão de histórias, mostrando um padrão de olhar muito diferente. Ou seja, quanto mais experiente você fica, seus olhos se movem pouco, mas a percepção visual fica bem mais afiada, fazendo uso da tão ignorada visão periférica.

OPA! Hora do videozinho!

A pesquisa foi publicada no periódico Journal of Deaf Studies and Deaf Education

2 comentários em “Surdos e pessoas que escutam interpretam sinais de forma diferente

  1. Isso pode ter relação direta com a questão da expressão facial como parte da linguagem de sinais, muito ignorante não entende o porque que ao se comunicar com linguagem de sinal se faz tanta “careta”, essas expressões que são feitas estão diretamente ligadas ao contexto emocional da história contada (ou da pessoa), deve ser o motivo pelo qual quem é mais fluente se concentra mais no rosto e compreendem melhor a historia contada, bacana essa pesquisa não tinha visto.

Deixe um comentário, mas lembre-se que ele precisa ser aprovado para aparecer.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s