Feliz Natal, mesmo pros insuportáveis de plantão

Maluquices da Bíblia (em vídeo)
Por causa de indústrias malvadas, casos de lepra caem mais de 16% no Marrocos

Hoje é véspera de Natal. Aquele dia que as pessoas resolvem ser insuportáveis indo comer de graça na casa dos outros e reclamam da maçã no arroz, da passa no peru e da cereja na maionese, ou algo assim. Dia que vai ter um monte de gente brigando por causa de política, porque querem ser insuportáveis. Dia que outrora era para reunir a família e comemorar por estarem juntos, celebrando pelo menos um dia de união e paz, passou a designar uma chance de irritar pessoas, pois foi bloqueado por todo mundo nas redes sociais e ficou sem chance de destilar seu rancor.

Eu penso que Natal é muito mais que cair de boca na comida e encher a bunda de peru. Não, péra. Isso não soou como eu pensei. Bem, vai assim mesmo. Se as pessoas resolvem que ser insuportável é mais cool, bem, problema delas. Não serei eu a passar vergonha.

Não me demorarei muito. Este é um artigo para desejar tudo de bom a vocês nesta data. Se você é católico, protestante, ateu, herege, arria despacho, reza pra Allah, coloca colar de flores em Buddah, dança em volta de uma fogueira, olha pra cima e acena pro Super-Homem… não importa. Importa é que você tenha um pouco de calor humano com o próximo, se não for todos os dias, que seja hoje e pare de encher o saco. Você não será melhor por dar atenção a uma pessoa idosa que pergunte pelo namoradinho ou fingir que está gostando da ceia que sua tia preparou com carinho. Mas você por ser o menos escroto possível, e isso a humanidade já agradece, se é o que você pode dar.

Cada um de nós pode ajudar um pouco, assim como gostamos de ser ajudados em algum momento. E, no fundo, todos nós precisamos de alguma ajuda.

Feliz Natal a todos. Vocês também, cambada de gente chata.

Maluquices da Bíblia (em vídeo)
Por causa de indústrias malvadas, casos de lepra caem mais de 16% no Marrocos

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Quer opinar? Ótimo! Mas leia primeiro a nossa Polí­tica de Comentários, para não reclamar depois. Todos os comentários necessitam aprovação para aparecerem. Não gostou? Só lamento!