Ladrão tosco alega que assalto era para cumprir pacto com Shareware

Não, péra. Não é shareware, é pacto com o Demo, mesmo. Dois Zés Ruelas foram catados pelos meganhas do Ceará por terem metido a mão grande numa moto, no sábado, dia 1º. O problema é que é agosto é mês de desgosto, o que no caso deles foi que os canela-preta cataram os dois dimenor. Desculpinha de um deles? Só assim conseguiria cumprir o pacto satânico. MUAAAAAAAAAAAAAHAHAHAHAHA!!!!!

O acontecido, seu menino, teve lugar no Ceará, que até então não tinha disso, não. No dia 31 de julho, os dois aborrecentes, doravante chamados Raimundo e Nonato acharam uma excelente ideia meter as mãos cheias de dedos numa moto. Isso teve lugar no Distrito de São Miguel, na zona rural de Quixeramobim, um lugar em que não se venta, pois o vento fizera a curva uns 200 km antes de se chegar lá.

Raimundo e Nonato, com aqueles joelhinhos tortos, cabeção cheio de piolho e orelhas de abano, foram reconhecidos depois pelo dono da moto e foram apreendidos porque, coitadinhos, são criancinhas e o Estado as protege dos feiosos. Os policiais encontraram uma carta com o que se alega ser um pacto com o Demonho!

O negócio funciona assim. Eles encontraram um pai-de-santo (ou pai-de-demônio, ou ainda pai-;’égua) que disse que faria um pacto com eles em honra ao Nosso Senhor Lúcifer. Lúcifer Morningstar daria o que aqueles dois imbecis quisessem, mas em troca só pedia uma simples motocicleta velha. CLAAAAAAAAAARO que faz sentido! Imaginem só, a segunda criatura mais fodástica do Universo, tão, mas TÃO fodástica que nem mesmo Deus conseguiu acabar com ele, no máximo colocando-o no Cantinho do Castigo (e mesmo assim dá umas fugidas para as suas diabruras), que o que o Príncipe das Trevas quer para dar riqueza, poder e glória para qualquer um? Uma moto vagabunda de segunda mão, mediante um idiota que faz a ponte de comunicação, escrevendo uma bosta de contrato assim:

Se eu fosse o Senhor das Trevas, encheria o cara de porrada por ter escrito meu nome com inicial minúscula e o resto do texto sem acentuação. Imaginem que disparate. Um mané chega e quer se tornar “forte, poderoso, desejado por homens e mulheres, possuir tudo de melhor na vida, dinheiro, fama e sucesso”. Escrevendo desse jeito, nem com pacto com o Cramulhão, Bicho-Feio, Pé-de-Bode consegue-se algo melhor que moto usada, mesmo.


Fonte: G1

8 comentários em “Ladrão tosco alega que assalto era para cumprir pacto com Shareware

  1. Com esses erros de português o contrato deve ter perdido a validade, mas infelizmente todos os advogados são subalternos do Pé-de-Bode .

  2. Esse evento está parecendo alguma tarefa do pré-escolar do inferno, mais ou menos assim:
    “você tem que, através de um médium qualquer, convencer dois humanos a cometer um crime”
    o bisnetinho de Lúcifer deve ter levado nota quatro, por que não ocultou que a ordem era do inferno e os dois foram pegos no ato.
    Só falta irem reclamar com o professor…..

  3. A barganha é boa, você arranja uma motoca velha para o senhor dos lagos de fogo em troca de tudo o que você podia ter conseguido se estudasse e se esforçasse…

Deixe uma resposta para Filipe Bello Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s