Isto tá fino na volta ao trabalho

Voltei ao trabalho. Tive uma linda segunda-feira sem fazer nada no colégio, acabando por ter que dar aula lá, no meio ao caos. Era rede não funcionando, as câmeras rateando e o Meet dando pau. Sim, eu ainda estou no online também, pois alguns pais são espertos e não quiseram mandar os filhos pro colégio. Meu trabalho que antes tinha duplicado, piorou. Ninguém pensou, em seis meses, em fazer exaustivos testes.

Continuar lendo “Isto tá fino na volta ao trabalho”

Mulheres são mais agressivas com outras mulheres, diz pesquisa sobre algo que todo mundo já sabe

Quando se toca no assunto “Mulheres no Ambiente de trabalho”, dá uma confusão de gente reclamando, xingando, vociferando, enterrando um pé no chão e puxando o outro até se rasgar. Ainda existe o mito que mulheres ganham menos que homens para executar a mesma função, apesar da CLT proibir que dois funcionários tenham salários diferentes ao terem o mesmo cargo, exercendo a mesma função. Outro mito é que mulheres não são competitivas. SÃO! E muito!

Existe, entretanto, um fenômeno, ainda que não oficialmente reconhecido por todos, chamado “síndrome da abelha rainha”. É o fenômeno em que mulheres são altamente discriminadas no trabalho e em vários grupos sociais. E a persona discriminante é exatamente outra mulher. Continuar lendo “Mulheres são mais agressivas com outras mulheres, diz pesquisa sobre algo que todo mundo já sabe”

Para conter Polícia Federal, apela-se para trabalho de macumba

O Brasil está vivendo seus dias em que os orcs se soltaram, vieram pro Brasil e confundiram Brasil com Minas Tirith, já que é tudo branquinho. É processo pra todo lado, é Lava Jato, é Lava, Passa e Cozinha, é tiro, porrada e bomba, é político fazendo o que melhor saber fazer: merda. Nesse meio tempo, a Polícia Federal começou em 2 de fevereiro deste ano a Operação Mascate, uma fase da Operação Lava Jato. Nisso, o agente fazendário Ary Ferreira da Costa Filho, ex-assessor especial de Sérgio Cabral, foi pro xilindró ver propina nascer quadrada.

Mas ele conta com poderes do além, do aquém e da onde véve os mortos. Sua esposa contratou uma mãe de santo que fizesse uns trabaio para dar um jeito nisso.

Continuar lendo “Para conter Polícia Federal, apela-se para trabalho de macumba”