Tag Archives: rins

Se encher de bebida açucarada ferra com seus rins (eu e meu poder de síntese)

Todo mundo sabe que se encher de açúcar não é legal (mesmo aqueles que adoram se encher de açúcar), assim como refrigerantes, que tem açúcar à beça e não, não é exclusivo a coca-cola; todo refrigerante é cheio de açúcar, exceto aquelas porcarias adoçadas com stevia. Você se livra do açúcar e ganha o dobro da concentração de sódio. Ah, sim. Melhor suco, né? Que nem aqueles xaropes sabor manga, laranja, açaí etc. você sabe o que é “xarope”? É uma solução bem concentrada de açúcar com cor e sabor artificiais. Por incrível que pareça, refrigerantes são mais saudáveis que aquele troço.

Se ser um candidato a diabetes não parece ser muito legal, que tal saber que uma pesquisa relacionou consumo excessivo de bebidas açucaradas com uma maior probabilidade de desenvolver doença renal crônica?

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Ingênuos acham uma boa ideia dar uma compensação a quem doar rins. O que poderia dar errado?

Transplantes de órgãos são processos complicados em todas as partes do mundo. Por “processo” não estou falando da intervenção cirúrgica em si, que é complicada, mas de todo o processo de encontrar um doador, leva-lo até o hospital, fazer os exames necessários e carrega-lo em meio a louvores até o centro cirúrgico. Se não fazem louvores e recitam cânticos de agradecimentos a alguém que decide dar um dos seus órgãos a uma outra pessoa, não é comigo, ainda acho que eles merecem.

Conseguir doadores é, talvez, a parte mais difícil. Não basta querer doar, tem que ser compatível. Além disso, normalmente os mais pobres têm acesso, mesmo sem levar em conta que assim como nos EUA, no Brasil a venda de órgãos é proibida por lei (sim, eu sei). Aí, duas almas cândidas e idiotas acham que poderia haver algum tipo de “pagamento” aos doadores, desde que não seja por meio de dinheiro. O que poderia dar errado?

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Problemas na concentração de bicarbonato pode levar à morte em idosos saudáveis

Se você estudou num colégio que presta, você sabe o que é pH, certo? Bem, muito provavelmente, você decorou que pH mede acidez, mas não é bem assim. O pH mede o potencial hidrogeniônico, a concentração de íons H+ numa determinada solução. Claro, a quantidade de hidrogênios ionizáveis nos informa o quanto uma solução é mais ácida que outra, se formos pegar a definição de Arrhenius. Quando mais hidrogênios ionizáveis, maior o caráter ácido. Ou seja, se eu pegar um copo de água (pH = 7) e ir adicionando gotas de ácido clorídrico, por exemplo, mais ácida essa solução acabará ficando.

Então, se levarmos em conta o que comemos e bebemos, muitas substâncias ácidas seriam ingeridas, indo parar no sangue. Então, é correto pensar que o pH do sangue estaria variando constantemente, certo? Sim, se não fosse uma coisa chamada “solução-tampão”, que no caso do sangue, mantém um pH em torno de 7,4. Essa solução-tampão é à base de bicarbonato, e pesquisas recentes que baixa concentração de bicarbonato, como qualquer outra coisa necessária, pode acarretar problema de saúde, levando, inclusive à morte.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Hemodiálise é Ciência de Foguetes, sim!

Vocês aprenderam na escolinha de tia Teteca que os rins filtram o sangue. O sangue ruinzão entra, é filtrado e sai sangue bão, com as impurezas e toxinas indo parar no seu glorioso xixi. Você tem dois rins e se cuidar bem deles, os terá por muito tempo. Se a sua função renal cair, existem tratamentos e até mesmo se suas capacidades de filtração estiverem a 50%, você pode viver uma vida (quase)normal. Por isso que pessoas com apenas um rim podem viver bem. Entretanto, quando a função renal cai abaixo disso, meu filho, você tá com um problemão, e quando chega a 10 ou 20%, você é mandado pra hemodiálise. Algo demorado e nada confortável.

Com tecnologia aeroespacial, uma equipe interdisciplinar de pesquisadores do Reino Unido projetaram uma fístula arteriovenosa com melhores padrões de fluxo (sem capacitores) de sangue, de forma a salvar mais vidas de pacientes.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας

Cientistas produzem rins com células-tronco

Eu não canso de pedir "Sociologia, sua vez!", "Filosofia, sua vez!" cada vez que eu posto algum advento tecnológico que venha minimizar problemas de saúde. Claro, se eu for fazer isso para cada nova descoberta, pesquisa ou estudos inciais da CIência, seria cansativo A realidade é que filosofi e sociologia só existe para termos gentinha chata que vai dar aula de sociologia e filosofia, alegando que estas duas porcarias servem para algo.

Deixando isso de lado (e já sabendo que eles não trarão nada que preste mesmo), vamos ao que interessa: pesquisadores fizeram crescer o primeiro rim do mundo a partir de células-tronco. Cadê aquela vagabundada que diz que o cientificismo não serve para nada? Talvez, na fila de transplante.

Sobre André Carvalho

και γνωσεσθε την αληθειαν και η αληθεια ελευθερωσει υμας