Árvores de Natal viram substâncias diversas nas mãos de químicos (de nada)

Passou-se o Natal, Reveillon agora só no ano que vem e agora fica a pergunta: o que vão fazer com as árvores de natal feitas com pinheiro natural? Claro, aqui no Brasil é meio esquisita esta pergunta, pois todas as árvores são artificiais, de pRástico ou a minha favorita: fibra ótica (menos trabalho para colocar pisca-pisca). Com a proibição de canudinhos e a futura proibição de copos plásticos, não sei como ainda permitem árvores de natal (se bem que sachê de catchup tem mais plástico que canudinho e ninguém fala nada). Já, nos EUA e Inglaterra, o uso de pinheiro naturais é muito comum, mas o que fazer com as árvores depois disso? manda pro lixão? Queima com a lenha?

Bem, pesquisadores ingleses resolveram que poderiam dar um fim mais… doce para os pinheiros, transformando as suas agulhas em diversas substâncias.

Continuar lendo “Árvores de Natal viram substâncias diversas nas mãos de químicos (de nada)”

A Crise do Hélio que assombra nosso mundo tecnológico

Estamos com problemas sérios. Você pode achar besteira, mas estamos com falta de gás hélio; sim, o mesmo hélio dos balões. Em 2006 e 2007 o setor de produção de hélio entrou em crise. Em 2013, isso voltou a se repetir e estamos correndo o mesmo risco de novo. Isso não só nos EUA, mas na Europa, também. Vários fornecedores disseram que estavam incapazes de fornecer o gás. Mas por quê? E que diferença faz, se eu não como hélio (somos apenas bons amigos)?

Para você, o hélio é apenas aquele gás engraçado que lhe deixa com voz de pato e é usado em balões de gás para ele subir, já que é a única coisa que você verá subir por muito tempo.

Continuar lendo “A Crise do Hélio que assombra nosso mundo tecnológico”

Altos índices de amoníaco jogado no ambiente afeta ciclo do nitrogênio

Alimentar milhões e milhões de pessoas não é fácil. Claro, vocês pensam que é um caso simplesmente de plantar mais umas alface, umas couve, uns tomatinhos na faixa. É compreensível, ainda mais vindo de gente que mora em apartamentinho e nunca plantou um feijãozinho no algodão molhado. Agricultura é bem mais complicado que isso, ainda mais levando em conta que qualquer atividade humana gera impacto ambiental.

Agricultura em larga escala não é brincadeira de criança e estamos falando não só de defensivos agrícolas, mas de adubos, também, pois caso você não tenha entendido: suas perdas terão que ser mínimas, ou o tomate chegará a ser mais caro que os insanos preços que vemos hoje em dia. E essa adubação cobra um preço caro, pois não existe agricultura grátis.

Continuar lendo “Altos índices de amoníaco jogado no ambiente afeta ciclo do nitrogênio”

O que é Vidro de Safira?

O atual mercado de smartphones está em polvorosa. Não que isso queira dizer alguma coisa, claro. Ele sempre fica assim quando se é anunciado alguma bobagem pseudotecnológica. Sites, portais e blogs de tecnologia (ODEIO ESTA EXPRESSÃO!) ficam divulgando coisas sem o menor conhecimento de tecnologia MESMO. Porque, meus queridos, falar que empresinha tal lançará aparelho tal não é ser um blog de tecnologia. É repassar informação que te deram e você engoliu, por falta de conhecimento técnico.

Então, é lançada a incrível novidade: o vidro de safira, que será usada nos próximos smartphones. Safira, a pedra preciosa, cara, linda e elegante. Uma pena que o vidro de safira NÃO É feito de safira. O que diabos é um vidro de safira, então? Esse tipo de coisa você só aprende no LIVRO DOS PORQUÊS.

Continuar lendo “O que é Vidro de Safira?”

18 de junho, Dia do Químico

De todas as profissões, apenas uma pode ser tida como a mãe de todas elas de forma inegável. Você jamais construiria uma casa sem saber que carbonato de cálcio calcinado pode ser misturado com sulfato de cálcio semi-hidratado, usando dióxido de silício finamente dividido sob a forma de cristais pequenos, através de água como agente homogeneizador, cuja mistura passa a hidratar-se e dar liga. Você jamais usaria um computador se o silício não tivesse propriedades de metais e não-metais. Você jamais usaria uma tinta, desde as PVC até a guache, sem que compostos cromóforos e auxocromos que interagem mediante a absorção e reflexão de luz. Você jamais seria pedreiro, técnico de informática ou pintor de parede se não fosse por um químico.

Hoje é dia 18 de junho. Abrace seu químico favorito.

Continuar lendo “18 de junho, Dia do Químico”

Cientistas pesquisam bactérias que degradam compostos organo-fosforados

Na Química Industrial, um dos mais importantes compostos é, com certeza, o ácido sulfúrico. Sua produção e utilização, mediante seus múltiplos usos, é um dos principais indicativos do grau de industrialização de um país. Assim como o H2SO4, os vários tipos de ácidos derivados do fósforo são muito importantes e um dos principais é o ácido ortofosfórico (H3PO4). Entretanto, ele não é o único. O ácido fosforoso (H3PO3) possui múltiplas utilizações. Normalmente, ele apresenta tautomeria, isto é, ele permanece em equilíbrio químico dinâmico, mudando sua configuração molecular, conforme é apresentado abaixo.

A diferença está que os hidrogênios só sairão para a solução sob a forma de hidrogênio ionizável se ele estiver ligado ao oxigênio, o que acarretará no grau de acidez da solução. Como estes hidrogênios são reativos, eles podem ser substituídos por radicais orgânicos (não, não é um tomate comunista, apesar de ser vermelhinho). Estes compostos são chamados ácidos fosfônicos – também chamados compostos "organo-fosforados" – e são muito empregados na indústria. Só que eles não são bonzinhos como podem imaginar.

Continuar lendo “Cientistas pesquisam bactérias que degradam compostos organo-fosforados”